dinheiro

Confira conteúdos sobre seu dinheiro

Pagamentos

Uma pesquisa realizada pela Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços (Abecs) e divulgada pela InfoMoney mostrou que as compras feitas com cartões de crédito, débito e pré-pagos cresceram 10,1% em 2023 – foram mais de 115 milhões de pagamentos por dia somente no Brasil.

A tendência é que o número aumente: os pagamentos feitos por cartões são rápidos, seguros e versáteis. É possível realizar compras no cartão de forma presencial, online, com maquininhas de cartão, aplicativos para passar cartão no celular, links de pagamento e muito mais.

A conveniência de pagamento para os clientes, entretanto, pode gerar taxas extras para os lojistas – principalmente em casos de vendas parceladas. 

A taxa MDR, sigla em inglês para Merchant Discount Rate) ou conhecida como “Taxa de Desconto do Lojista”, trata-se de uma taxa percentual, é cobrada pela processadora de cartão sobre os lojistas em cada transação realizada na máquina de cartão, seja ela de débito ou crédito. Por conta disso, muitos empreendedores se perguntam: "Posso cobrar a taxa do cartão do cliente?".

Neste artigo, vamos responder esta pergunta e mostrar o que a lei brasileira diz sobre essa prática e como ela pode ser aplicada de maneira justa e transparente no seu negócio.

Leia também: Maquininha com a menor taxa: o que você precisa saber?

Posso cobrar a taxa do cartão do cliente?

Sim, é permitido cobrar taxa do cartão do cliente. A prática é, inclusive, resguardada pela lei brasileira – mas, para fazer a cobrança adicional, é importante que o empreendedor informe ao cliente sobre o valor extra da transação.

Existe lei que permite cobrar a mais no cartão?

De acordo com a legislação brasileira, na Medida Provisória 764/2016,  os comerciantes têm o direito de repassar a taxa do cartão para o cliente, desde que essa prática seja claramente informada antes da finalização da compra.

A transparência é fundamental e o cliente deve ser conscientizado sobre essa cobrança adicional no momento da transação.

Posso repassar a taxa da maquininha pro cliente?

Sim, é possível repassar a taxa da maquininha para o cliente. Essa prática, conhecida como "sobretaxa", deve ser claramente comunicada e justificada, assegurando que o cliente esteja ciente e concorde com a cobrança antes de efetuar o pagamento.

Posso repassar a taxa do Tap to Pay pro cliente?

Assim como nas transações tradicionais com maquininha, a taxa do sistema Tap to Pay também pode ser repassada ao cliente. Contudo, é essencial garantir a transparência e o consentimento do cliente, explicando que a conveniência do método e a possibilidade de pagamento parcelado pode acarretar uma taxa adicional.

Quais outras cobranças é possível repassar a taxa do cartão para o cliente?

Além das taxas de transação convencionais, o comerciante pode repassar custos de operações parceladas, taxas de administração de cartão e outras despesas relacionadas ao processamento de pagamentos.

No entanto, todas essas cobranças devem ser previamente informadas ao cliente, assegurando uma política de transparência e consentimento mútuo.

Ao considerar o repasse de taxas para o cliente, é crucial manter uma comunicação clara e honesta, garantindo que os consumidores estejam cientes e concordem com essas condições antes de proceder com as transações.

Meu cliente é obrigado a pagar a taxa de cartão de crédito?

A obrigação do cliente em pagar a taxa de cartão de crédito depende de como o comerciante estabelece sua política de preços e comunica essas condições aos consumidores.

De forma geral, os clientes não são obrigados a arcar com as taxas do cartão de crédito, a menos que essa condição seja parte explícita da política de preços do estabelecimento e que tenham sido claramente informados sobre isso antes da realização da compra.

No Brasil, a legislação permite que comerciantes repassem a taxa do cartão ao consumidor, desde que o cliente seja informado antes de finalizar o pagamento. Assim, a cobrança de taxas adicionais pode ser aplicada, mas não é uma obrigação do cliente, sendo mais uma opção comercial que o empreendedor pode ou não adotar.

Como cobrar a taxa do cartão do cliente?

Cobrar a taxa do cartão do cliente de forma legal e transparente requer uma comunicação clara e o cumprimento das normativas comerciais e fiscais. Aqui estão os passos para implementar essa prática em seu negócio de maneira correta:

  1. Transparência total: Antes de mais nada, é crucial que a taxa adicional do cartão seja claramente comunicada ao cliente antes da finalização da venda. Isso pode ser feito por meio de sinalização visível no estabelecimento, informação no menu ou na lista de preços, ou verbalmente durante a negociação.

  2. Política de preços: Defina uma política de preços que inclua as taxas do cartão de maneira justa e que compense os custos operacionais sem desencorajar o cliente a realizar a compra.

  3. Opções de pagamento: Ofereça múltiplas opções de pagamento, dando ao cliente a possibilidade de escolher a mais conveniente e, possivelmente, evitar a taxa extra do cartão.

  4. Cálculo da taxa: A maneira mais justa de cobrar a taxa do cartão do cliente é mostrando, de forma transparente, qual é o custo exato que ele precisará arcar. A calculadora de taxas da InfinitePay é ideal para fazer este cálculo. 

Pela calculadora de taxas, é possível simular as taxas de parcelamento em todas as soluções de venda da InfinitePay: maquininha, InfiniteTap e link de pagamento.

A calculadora de taxas também está disponível na maquininha e no App da InfinitePay. Além disso, se optar por repassar a taxa para o cliente, basta fazer um clique: ative a opção de repasse de taxas e você receberá o valor integral da venda.

Posso dar desconto se meu cliente pagar à vista?

Sim, oferecer descontos para pagamentos à vista é permitido e pode ser uma estratégia comercial eficaz.

Esse tipo de incentivo financeiro encoraja os clientes a optar pelo pagamento imediato, que significa liquidez imediata e redução nas taxas associadas às transações por cartão, melhorando o fluxo de caixa.

Pix tem taxa?

O Pix, sistema de pagamentos instantâneos do Banco Central do Brasil, é conhecido por sua eficiência e custo zero para pessoas físicas em operações comuns. No entanto, para empresas e empreendedores, alguns bancos podem cobrar taxas para realizar transações por Pix, especialmente em operações comerciais ou de maior volume.

Leia mais: Pix direto na maquininha tem taxa?

Essas taxas variam de acordo com a política de cada instituição financeira e geralmente são aplicadas para pagamentos recebidos via Pix em contas empresariais.

Entretanto, a InfinitePay se destaca por oferecer Pix grátis em todas as transações: é possível gerar QR Code direto pela maquininha ou pelo celular e também é possível compartilhar para pagamentos feitos à distância – sempre com taxa zero.

Optar pelo Pix da InfinitePay é uma escolha interessante para lojistas que querem dar desconto à vista. O cliente pode fazer o pagamento de forma rápida escaneando o QR Code pela maquininha e o dinheiro cai na conta em instantes. Além disso, o comprovante de pagamento é impresso quando a transação é concluída.

Não ter maquininha também não é um impeditivo para não usar o Pix grátis da InfinitePay: em caso de vendas presenciais, o cliente pode escanear o QR Code pela tela do celular. Em caso de vendas à distância, é possível compartilhar o link para pagamento no Pix pelo WhatsApp.

Pagamentos

De acordo com as estatísticas do Banco Central do Brasil, o boleto bancário continua sendo uma das formas de pagamento mais utilizadas no Brasil: apenas em janeiro de 2024, mais de meio milhão de boletos foram compensados no país.

Além disso, uma atualização da Febraban (Federação Brasileira de Bancos) informa que boletos pagos até às 13h30 poderão, agora, ser compensados no mesmo dia, aumentando significativamente a eficiência deste método de pagamento. Segundo o informativo, no início da mudança, a estimativa é que 57% dos boletos possam ser processados no mesmo dia, enquanto 43% seriam no dia seguinte.

Para pequenos empreendedores que buscam expandir suas opções de recebimento e adaptar-se às preferências dos consumidores, entender as vantagens e o funcionamento dos pagamentos via boleto é essencial.

Neste artigo, exploraremos desde os conceitos básicos até as dicas práticas de como implementar o pagamento por boleto em seu negócio de forma gratuita. Se você está procurando uma solução eficaz para receber pagamentos online, leia o artigo com atenção e descubra por que o boleto bancário pode ser a opção ideal para você.

O que é boleto bancário?

O boleto bancário é um dos métodos de pagamento mais tradicionais e amplamente aceitos no Brasil, funcionando como um documento que permite a transferência de valores entre o pagador e o recebedor. Ele passou a ser oferecido pelos bancos em janeiro de 1994, determinando procedimentos para a implantação da compensação eletrônica de cobrança. Acaba de fazer 30 anos, portanto.

O boleto é versátil, sendo utilizado tanto para transações comerciais quanto para pagamentos de contas de consumo, tributos e contribuições diversas. Sua grande vantagem é a simplicidade: uma vez emitido, pode ser pago em qualquer banco, casas lotéricas, alguns caixas eletrônicos e até mesmo via internet banking.

Leia também: Entenda o boleto bancário: Origem, funcionamento e modernização no Brasil

O que é cedente no boleto?

Dentro da estrutura de um boleto bancário, o termo "cedente" refere-se à parte que emite o boleto, ou seja, a pessoa ou empresa que está a receber o pagamento.

É o cedente que fornece as informações necessárias para a emissão do boleto, incluindo os dados para pagamento, como valor, data de vencimento e instruções adicionais. 

Tipos de boleto

Os boletos bancários apresentam uma variedade de formatos, adaptados para diferentes finalidades de pagamento. Cada tipo oferece características específicas, permitindo que empreendedores e consumidores escolham a melhor opção para suas necessidades.

Boleto bancário simples

O boleto simples é amplamente utilizado para transações cotidianas, onde um pagamento único é necessário. Este tipo de boleto é ideal para compras online, pagamentos de serviços avulsos, ou qualquer situação que exija um pagamento direto e sem parcelamento.

Boleto registrado

O boleto registrado exige que todas as informações da transação, incluindo dados do pagador, sejam registradas junto ao banco emissor. Esse registro proporciona maior segurança, possibilitando o acompanhamento e controle mais detalhados sobre a cobrança, além de ser obrigatório para a maioria das transações comerciais atualmente.

Boleto recorrente

O boleto recorrente é automatizado para cobranças de valores fixos, como assinaturas ou mensalidades de serviços. Ele é gerado e enviado em intervalos regulares sem necessidade de nova emissão manual a cada ciclo.

Boleto parcelado

O boleto parcelado permite que um valor total seja dividido em várias parcelas, com cada parcela representada por um boleto separado. Esta modalidade é ideal para negócios que oferecem condições de pagamento facilitado, permitindo aos clientes realizar compras maiores e pagá-las de maneira gradual. 

Cada um desses tipos de boleto atende a diferentes necessidades de pagamento, oferecendo flexibilidade tanto para os empreendedores quanto para os consumidores.

Como funciona o pagamento por boleto?

O processo de pagamento por boleto é uma prática comum no Brasil, oferecendo uma forma segura e eficiente de realizar transações financeiras. Vamos detalhar cada etapa desse processo para entender melhor como ele funciona.

Emissão do boleto

O processo inicia com a emissão do boleto pelo cedente, que é a pessoa ou entidade que receberá o pagamento. Esse documento contém informações cruciais como valor do pagamento, data de vencimento, juros e multa por atraso, dados do beneficiário, e instruções específicas para pagamento.

Envio do boleto ao pagador

Uma vez emitido, o boleto é enviado ao pagador. Isso pode ser feito de diversas formas, incluindo e-mail, correios ou através de um link para pagamento online. A flexibilidade no envio facilita para que o pagador receba e pague o boleto com conveniência.

Pagamento do boleto

O pagador tem a liberdade de escolher onde pagar o boleto: internet banking, aplicativos de bancos, caixas eletrônicos, agências bancárias ou casas lotéricas. O pagamento pode ser feito com dinheiro ou diretamente de uma conta bancária.

Compensação bancária

Após o pagamento, inicia-se o processo de compensação bancária. Dependendo do horário e do canal de pagamento, o valor pode levar de um a três dias úteis para ser disponibilizado na conta do cedente. 

O prazo, entretanto, vai diminuir em breve. Como informamos na introdução do artigo, uma atualização recente da Febraban (Federação Brasileira de Bancos) informa que boletos pagos até às 13h30 poderão ser compensados no mesmo dia.

Confirmação de pagamento

Uma vez compensado, o pagamento é confirmado e o cedente recebe o valor. Geralmente, o sistema bancário ou a plataforma de pagamentos oferece um comprovante ao cedente e ao pagador, assegurando que a transação foi concluída com sucesso.

Os boletos oferecem vantagens significativas em termos de segurança e flexibilidade, tanto para quem paga quanto para quem recebe, facilitando o controle financeiro e oferecendo praticidade para ambas as partes envolvidas no processo.

Como funciona o pagamento por boleto parcelado?

O boleto parcelado é uma modalidade que facilita a compra de bens e serviços, dividindo o valor total em várias parcelas.

Esse método permite que consumidores administrem melhor seus recursos financeiros, enquanto empreendedores podem aumentar suas vendas ao oferecer opções de pagamento mais flexíveis. Vamos detalhar como funciona esse processo.

Emissão dos boletos parcelados

Inicialmente, o cedente, que é a empresa ou pessoa que está vendendo, emite uma série de boletos correspondentes ao número de parcelas acordadas para a transação. Cada boleto tem uma data de vencimento específica e representa uma parte do valor total a ser pago.

Envio das parcelas ao pagador

As parcelas, ou seja, os boletos gerados para cada período de pagamento, são enviadas ao pagador. Isso pode ser feito de uma só vez, em um carnê, ou individualmente, antes do vencimento de cada parcela, dependendo do acordo entre as partes e da plataforma utilizada para emissão dos boletos.

Pagamento das parcelas

O pagador realiza o pagamento de cada boleto até a data de vencimento estabelecida para cada parcela. Assim como no pagamento por boleto simples, o pagador pode escolher entre várias opções para efetuar o pagamento, incluindo internet banking, caixas eletrônicos, e estabelecimentos conveniados.

Compensação de cada parcela

Após o pagamento de cada parcela, o valor é processado pelo sistema bancário. A compensação de cada boleto segue o mesmo processo do boleto simples, podendo levar de um a três dias úteis para que o valor esteja disponível na conta do cedente.

Conclusão do pagamento

O processo de pagamento por boleto parcelado é concluído quando todas as parcelas são pagas e compensadas. O cedente recebe o valor total da venda ou serviço prestado de forma parcelada, enquanto o pagador tem a flexibilidade de distribuir o pagamento ao longo do tempo.

O pagamento por boleto parcelado oferece um equilíbrio entre acessibilidade para o consumidor e segurança para o vendedor, sendo uma alternativa atrativa para facilitar transações de maior valor e incentivar a conclusão de vendas.

Em quanto tempo cai o pagamento de um boleto?

A compensação de um boleto bancário é um processo que envolve várias etapas e instituições financeiras, o que pode levar algum tempo.

Tradicionalmente, o prazo para que o valor pago esteja disponível na conta do recebedor varia de um a três dias úteis após o pagamento. Mas, por que essa demora? Explicamos a seguir:

Processo de compensação

A principal razão para esse intervalo é o processo de compensação bancária, que envolve a verificação e o processamento do pagamento entre as instituições financeiras do pagador e do recebedor.

Este sistema garante a segurança e a precisão da transferência de fundos, mas requer tempo para que todas as verificações sejam concluídas.

Atualização da Febraban

Recentemente, a Febraban (Federação Brasileira de Bancos) implementou atualizações nos procedimentos de compensação de boletos, permitindo que pagamentos realizados até às 13h30 sejam compensados no mesmo dia. Esta mudança reduz consideravelmente o tempo de espera para a disponibilização dos valores, melhorando o fluxo de caixa do recebedor e a experiência do pagador.

Para pequenos empreendedores e consumidores, a atualização representa uma melhora notável na eficiência dos pagamentos por boleto. Ao planejar pagamentos e recebimentos, é importante estar ciente dessa janela de tempo para pagamentos no mesmo dia, ajustando os prazos conforme necessário para otimizar o gerenciamento financeiro.

Vantagens do pagamento por boleto

O pagamento por boleto bancário, apesar de ser um dos métodos mais tradicionais no Brasil, continua a oferecer diversas vantagens tanto para empresas quanto para consumidores. Suas características únicas o tornam uma escolha atrativa em várias situações.

Acessibilidade

Uma das maiores vantagens do boleto bancário é sua ampla acessibilidade. Os clientes não precisam de uma conta bancária para realizar o pagamento de um boleto, apenas acesso a qualquer agência bancária, caixa eletrônico ou casas lotéricas – tornando-o inclusivo para uma ampla faixa da população.

Segurança

Os boletos bancários são considerados uma forma de pagamento segura, tanto para o pagador quanto para o recebedor. As informações do pagamento são criptografadas e o risco de fraudes é minimizado.

Baixo custo

Comparado a outras formas de pagamento, como cartões de crédito, o custo para emissão e processamento de boletos pode ser mais baixo, especialmente para o recebedor. Na InfinitePay, por exemplo, a emissão de boletos é gratuita.

Além disso, a possibilidade de repassar as taxas de emissão para o pagador faz com que seja uma opção econômica para as empresas.

Flexibilidade no recebimento

O boleto bancário permite que as empresas ofereçam aos seus clientes uma opção de pagamento flexível, com a possibilidade de definir datas de vencimento conforme a política de vendas e negociar prazos mais longos para pagamento.

Ampla aceitação

Dada a popularidade dos boletos no Brasil, eles são amplamente aceitos e reconhecidos como uma forma legítima de pagamento, o que pode aumentar a confiança dos consumidores ao realizar transações com pequenas e médias empresas.

Considerando essas vantagens, o pagamento por boleto continua a ser uma opção valiosa no arsenal de métodos de pagamento disponíveis para empresas, contribuindo para uma gestão financeira eficiente e oferecendo aos clientes uma maneira segura e conveniente de pagar por bens e serviços.

Pessoa física pode emitir boleto?

Uma dúvida comum entre muitos é se uma pessoa física pode emitir boleto. A resposta é sim, pessoas físicas podem emitir boletos, porém, o processo pode variar um pouco em comparação com as empresas. Isso se deve às regulamentações do Banco Central que determinam como os boletos devem ser emitidos e gerenciados.

Para emitir boletos, uma pessoa física precisa se cadastrar junto a um banco ou uma plataforma de pagamentos que ofereça esse serviço, como a InfinitePay.

Com a Gestão de Cobrança da InfinitePay, pessoas físicas conseguem emitir boletos de maneira simples e rápida. É só baixar o app e fazer o cadastro gratuito – leva menos de 5 minutos.

Depois do cadastro, o usuário pode gerar boletos para serviços prestados ou produtos vendidos, especificando valores, datas de vencimento e detalhes do pagamento. Esse serviço é 100% gratuito.

Além disso, com a Gestão de Cobrança da InfinitePay, o envio dos boletos é automatizado: o cliente receberá notificações via WhatsApp e/ou e-mail avisando sobre o vencimento da fatura.

Leia também: Como uma pessoa física pode emitir boleto?

Como gerar um boleto?

Para emitir um boleto, primeiramente é necessário escolher um provedor de serviço, que pode ser um banco ou uma plataforma de pagamentos online. Com a InfinitePay, você consegue emitir boletos de graça e gerenciar suas vendas em um único lugar.

Essa escolha dependerá das necessidades do seu negócio e das condições oferecidas pelo serviço, como taxas, facilidade de uso e integração com outros sistemas que você já utiliza.

Uma vez escolhido o provedor, o processo geralmente envolve os seguintes passos:

Cadastro no Sistema

Você precisa se cadastrar no sistema do provedor de serviço, fornecendo as informações necessárias, como dados pessoais ou da empresa, informações bancárias e documentos.

Geração do Boleto

Após o cadastro, você acessa a plataforma para gerar o boleto. Isso inclui inserir detalhes como valor, data de vencimento, e dados do pagador.

Emissão e Envio

Depois de gerar o boleto, você pode emitir e enviar para o cliente por e-mail, WhatsApp ou outro canal de comunicação digital. Alguns sistemas permitem também a impressão do boleto para pagamento em locais físicos.

Com a InfinitePay, os usuários podem gerar boletos rapidamente, aproveitando uma interface intuitiva e opções de gestão que facilitam o acompanhamento dos pagamentos. 

A InfinitePay se destaca pela facilidade de uso e pela integração com outras ferramentas financeiras, o que pode ser um diferencial para pequenos empreendedores que buscam agilizar suas operações financeiras sem complicações.

Gerar boletos, portanto, não precisa ser uma tarefa complicada. Com as ferramentas certas e um pouco de planejamento, você pode integrar esse método de pagamento ao seu negócio, proporcionando uma opção conveniente e confiável para seus clientes.

Leia mais: Guia completo de como gerar boleto

Seu negócio

Escolher a conta PJ certa pode fazer uma grande diferença na forma como os empreendedores gerenciam suas finanças. Uma conta PJ não apenas facilita a organização financeira e a separação entre finanças pessoais e empresariais, mas também pode oferecer benefícios adicionais, como o rendimento sobre o saldo. 

Neste artigo, vamos explorar o conceito de conta PJ, o que significa ter uma conta com rendimento e como você, empreendedor, pode avaliar as opções disponíveis para encontrar a melhor solução para o seu negócio. Compreender esses aspectos é essencial para tomar decisões financeiras que contribuam para o crescimento e a sustentabilidade da sua empresa.

O que é uma conta PJ?

Uma conta PJ, ou conta Pessoa Jurídica, é um tipo de conta bancária especificamente desenhada para atender às necessidades financeiras de empresas, diferenciando-se das contas pessoais por suas características e benefícios exclusivos. A conta PJ ajuda a separar as finanças da empresa das finanças do proprietário, facilitando o controle de receitas, despesas e a organização contábil do negócio.

Além de realizar transações bancárias básicas como depósitos, transferências e pagamentos, muitas contas PJ oferecem serviços especializados adaptados às demandas empresariais, como gestão de fluxo de caixa, linhas de crédito diferenciadas e até mesmo benefícios como programas de recompensa.

Optar por uma conta PJ é um passo fundamental para profissionalizar a gestão do seu negócio, garantindo maior clareza financeira e conformidade com as obrigações legais.

Leia também: Empréstimo para MEI: Como conseguir e quais as melhores opções?

O que é uma conta PJ com rendimento?

Uma conta PJ com rendimento é uma evolução da conta bancária tradicional para empresas, oferecendo não apenas um espaço para gerir as transações financeiras do negócio, mas também uma oportunidade de crescimento do capital.

Essas contas diferenciam-se por proporcionar rendimentos sobre os saldos médios, funcionando de maneira similar a uma aplicação financeira, onde os recursos depositados na conta geram uma rentabilidade adicional ao longo do tempo.

Ao escolher uma conta PJ com rendimento, o empresário beneficia-se de uma dupla vantagem: gerenciar as operações financeiras da empresa e ao mesmo tempo fazer o dinheiro trabalhar para o negócio, mesmo quando está parado na conta.

Como escolher a melhor conta PJ com rendimento?

Escolher a melhor conta PJ com rendimento para sua empresa é uma decisão que requer análise e comparação de diversas variáveis.

A conta ideal deve alinhar-se às necessidades específicas do seu negócio, oferecendo não só uma boa rentabilidade, mas também funcionalidades que facilitem a gestão financeira diária.

Abaixo, destacamos alguns pontos cruciais a serem considerados na hora de tomar essa decisão.

Taxas e custos associados

É fundamental entender todas as taxas e custos associados à conta, pois eles podem impactar significativamente o rendimento líquido. Certifique-se de que os benefícios oferecidos pela conta não são minimizados por taxas elevadas, como mensalidade ou custo extra para utilização de determinados serviços.

Taxa de rendimento

Analise e compare a taxa de rendimento oferecida pela conta com outras disponíveis no mercado. Opte por uma conta que ofereça uma taxa de rendimento competitiva para assegurar que seu dinheiro gere os melhores retornos possíveis.

Facilidade de acesso e gestão

A capacidade de acessar e gerenciar sua conta com facilidade é crucial. Avalie se o banco fornece um bom serviço de internet banking, aplicativos móveis e outras ferramentas que facilitam o controle financeiro.

Liquidez

A liquidez é um aspecto crucial, especialmente para negócios que podem precisar acessar o capital rapidamente. Avalie a facilidade e a rapidez com que você pode retirar o dinheiro investido sem comprometer os rendimentos. Contas com alta liquidez permitem que você utilize seu capital quando necessário, sem penalidades ou perdas significativas.

Serviços adicionais

Considere os serviços adicionais que a conta oferece. Muitas contas PJ com rendimento vêm com vantagens adicionais, como ferramentas de gestão financeira, que podem ser benéficas para o seu negócio.

Reputação e segurança do banco

A estabilidade e a reputação do banco são essenciais. Escolha um banco reconhecido pela sua solidez e confiabilidade no mercado para garantir a segurança dos seus ativos.

Levando em conta esses fatores, você estará mais preparado para escolher uma conta PJ com rendimento que não só atenda às necessidades do seu negócio, mas também contribua positivamente para sua saúde financeira.

Qual banco paga 100% do CDI?

Antes de identificar qual banco oferece rendimento de 100% do CDI, é crucial entender o que é o CDI (Certificado de Depósito Interbancário).

O que é CDI? 

O CDI é uma taxa que serve como referência para rendimentos de diversas aplicações financeiras no Brasil, sendo frequentemente utilizada como parâmetro para investimentos em renda fixa.

Quando uma conta oferece rendimento de 100% do CDI, significa que seu rendimento acompanha integralmente essa taxa de referência, considerada uma das mais seguras e estáveis do mercado.

Banco para abrir conta PJ grátis

Abrir uma conta PJ grátis nunca foi tão simples: a InfinitePay oferece conta digital gratuita, sem mensalidade e sem taxa de adesão. Para abrir, é simples: é só baixar o app e fazer o cadastro. Não tem burocracia nenhuma!

Conta PJ com cartão 

O cartão para conta PJ é essencial para centralizar os gastos da sua empresa em um único lugar – assim, você tem controle total do dinheiro que entra e sai do seu negócio.

Pela conta digital da InfinitePay você pode criar cartões para fazer compras online ou por aproximação, usando sua carteira digital. 

A InfinitePay oferece rendimento de 100% do CDI

Buscando por uma conta PJ grátis e fácil de abrir? Sua procura acaba aqui!

A conta PJ digital da InfinitePay é gratuita e oferece rendimento de 100% do CDI com liquidez imediata – ou seja, o dinheiro investido pode ser usado a qualquer momento, sem espera e sem burocracia.

Além do rendimento seguro e garantido, a conta da InfinitePay também oferece todos os benefícios que os empreendedores buscam em uma Conta PJ: Pix ilimitado, pagamento de boleto, gestão de cobranças, cartão virtual e muito mais.

Leia mais: Conheça o InfiniteStreaming: a conta que faz seu dinheiro crescer

Qual a conta PJ que rende todo dia?

Existem algumas instituições financeiras que oferecem rendimento em conta. Aqui vamos mostrar o melhor de cada uma delas.

Comparativo de contas PJ com rendimento

*Para visualizar a tabela no celular, gire-o na posição horizontal.

InfinitePay Bancos tradicionais Bancos digitais
Mensalidade Isenta Depende de algumas variáveis Isenta
Múltiplos cartões internacionais Grátis Com custo Com custo
Rendimento 100% CDI Sim Não Alguns oferecem
Rendimento em tempo real Sim Não Não
Gestão de cobrança Grátis Com custo Com custo
Empréstimo Em segundos Burocrático Mediante aprovação

Conta PJ rendendo 100% do CDI

Além de oferecer rendimento baseado em 100% do CDI, a conta da InfinitePay é a única conta do Brasil que oferece rendimento em tempo real – o saldo em conta rende a cada segundo.

Enquanto outros bancos oferecem rendimento diário, a conta da InfinitePay dá um passo a frente e oferece rendimento ao vivo: ao entrar na conta, você consegue acompanhar seu dinheiro aumentando sem parar.

O melhor de tudo? A conta da InfinitePay é 100% gratuita. É só baixar o app e começar a usar.

InfinitePay

Imagine uma conta bancária que faz seu saldo aumentar de forma automática a cada segundo que passa. Parece um sonho, mas, com a InfinitePay, isso é possível. A InfinitePay acaba de lançar o InfiniteStreaming – a conta que faz cada centavo em conta gerar mais dinheiro para você.

Diferente das demais contas com rendimentos que existem no mercado, o InfiniteStreaming é a única conta do Brasil que tem rendimento em tempo real: seu dinheiro aumenta a cada segundo.

Leia o artigo para descobrir cada detalhe sobre esta conta revolucionária. Desde o seu funcionamento, passando pela explicação do que é o CDI – um termo crucial no mundo dos investimentos – até as vantagens que o InfiniteStreaming oferece em comparação às opções tradicionais.

Se você já conhece a InfinitePay por sua praticidade e inovação, prepare-se para ser surpreendido novamente.

Exemplo de como o InfiniteStreaming, com ganhos crescendo ao vivo

O que é o InfiniteStreaming?

O InfiniteStreaming vai além das funcionalidades de uma conta bancária tradicional. Enquanto uma conta convencional oferece um local seguro para guardar seu dinheiro e realizar transações diárias, o InfiniteStreaming dá um passo adiante, permitindo que seu saldo não só fique guardado, mas também cresça com o tempo.

Esta modalidade de conta se diferencia por aplicar seu saldo em investimentos de baixo risco, gerando rendimentos de acordo com uma taxa pré-definida. No caso do InfiniteStreaming, a conta com ganhos da InfinitePay, essa taxa está atrelada a 100% do CDI, que é uma referência usada no mercado financeiro para determinar o retorno de investimentos em renda fixa.

O grande atrativo do InfiniteStreaming é a combinação de liquidez e rentabilidade. Você mantém a facilidade de acesso ao seu dinheiro, como em uma conta corrente, mas, ao mesmo tempo, aproveita os benefícios de um investimento. Com rendimentos calculados diariamente sobre o saldo, a conta transforma valores parados em uma fonte adicional de renda, potencializando o poder do seu dinheiro.

Imagem mostra a tela do app, que explica o que é o InfiniteStreaming

O que é CDI?

O CDI (Certificado de Depósito Interbancário) é uma taxa utilizada em transações e empréstimos entre bancos no Brasil. Estes empréstimos são feitos diariamente para que as instituições financeiras mantenham o equilíbrio de suas reservas conforme exigido por lei. A taxa de juros destes empréstimos interbancários é o que chamamos de CDI.

Essa taxa é muito próxima da taxa Selic, que é estabelecida pelo Banco Central do Brasil e serve como a principal ferramenta de política monetária do país. A Selic influencia todas as taxas de juros no Brasil, incluindo empréstimos, financiamentos e, claro, investimentos.

A correlação entre o CDI e a Selic é bastante estreita, com o CDI geralmente ficando um pouco abaixo da Selic. Isso acontece porque os empréstimos interbancários são considerados investimentos de muito baixo risco, e a taxa Selic serve como um teto para essas operações.

Portanto, quando a Selic sobe ou desce, o CDI segue o mesmo movimento. Esta relação direta entre as duas taxas faz com que o CDI seja um termômetro eficaz para a situação econômica do país e um indicador importante para investidores.

Entender essa dinâmica é fundamental para quem investe em produtos atrelados ao CDI, como é o caso do InfiniteStreaming.

Ao oferecer ganhos baseados em 100% do CDI, essa conta permite que os investidores se beneficiem de um produto financeiro cuja rentabilidade está alinhada com as tendências econômicas do país, balanceando risco e retorno de maneira eficiente.

Como o CDI diário é calculado?

Se a taxa anual do CDI estiver em 12%, para calcular a porcentagem diária basta dividir por 252, que é o número de dias úteis que a indústria financeira trabalha. Neste caso, o CDI diário seria de 0,047619% – que é o valor que seu dinheiro rende com o InfiniteStreaming.

Como funciona e quais são as vantagens do InfiniteStreaming?

O InfiniteStreaming é uma solução financeira inovadora que combina a facilidade de uma conta corrente com os benefícios de um investimento de baixo risco.

Veja como ela funciona e o que a torna uma escolha interessante para quem busca gerenciar de maneira mais eficiente cada centavo.

1. Tempo mínimo de depósito para começar a render

A primeira característica importante do InfiniteStreaming é o período que você precisa aguardar para que os ganhos comecem a ser acumulados. Para que seu dinheiro comece a gerar retorno de 100% do CDI, ele precisa permanecer depositado na conta por um período mínimo de 30 dias. Após esse período, o seu dinheiro começa a render diariamente.

Imagem mostra tela principal do app da InfinitePay, dizendo que faltam 17 dias para o cliente receber 100% do CDI

2. Rendimento diário baseado no CDI

A partir do 31º dia, seu dinheiro começa a render todos os dias – e você pode acompanhar o rendimento em tempo real pelo aplicativo. O rendimento é calculado com base na taxa do CDI, que é um dos principais indicadores do mercado financeiro. Isso significa que a cada dia seu saldo cresce um pouco mais, refletindo a taxa diária do CDI daquele dia.

Acesse a calculadora de rendimentos para simular o retorno que você terá ao deixar o seu dinheiro render na conta da InfinitePay, ou use o simulador do app.

Tela do app da InfinitePay mostra os ganhos do InfiniteStreaming e o simulador de ganhos

3. Cálculo do rendimento sobre o menor saldo dos últimos 30 dias

Uma característica única do InfiniteStreaming é que o cálculo do rendimento é feito sobre o menor saldo mantido na conta nos últimos 30 dias. Isso garante que os ganhos sejam calculados de maneira justa e proporcional ao valor que você realmente manteve na conta.

Exemplo: se no dia 01/10, a sua conta tinha R$ 1.000, mas dia 09/10 ela estava com R$ 600, o rendimento no dia 31 será 100% do CDI do dia 31 sobre os R$ 600.

4. Imposto de renda regressivo

Outro aspecto crucial a entender é a cobrança do imposto de renda sobre os rendimentos. A taxa de imposto é regressiva, o que significa que ela diminui quanto mais tempo você mantém seu dinheiro na conta. As faixas são as seguintes:

  • Até 180 dias: 22,5%
  • De 181 a 360 dias: 20%
  • De 361 a 720 dias: 17,5%
  • Acima de 720 dias: 15%

Importante: o imposto de renda só é descontado quando você realiza um saque ou movimenta a conta.

No aplicativo da InfinitePay, o saldo que você visualiza já considera o desconto do imposto de renda. Isso significa que o valor que você vê é o montante real disponível para você, sem surpresas ou cálculos adicionais.

5. Liberdade para movimentar seu dinheiro

Uma das grandes vantagens do InfiniteStreaming é a flexibilidade. Você tem a liberdade de retirar seu dinheiro quando precisar, sem enfrentar processos burocráticos ou penalidades. Essa característica torna o InfiniteStreaming uma opção atraente para quem busca liquidez juntamente com o potencial de crescimento do capital com baixo risco.

Em resumo, o InfiniteStreaming da InfinitePay é uma combinação inteligente de rendimento, flexibilidade e simplicidade, permitindo que seu dinheiro cresça de maneira eficiente e transparente.

Conheça mais detalhes sobre o InfiniteStreaming e, se você já é cliente InfinitePay, fique atento: a conta que faz o seu dinheiro crescer estará disponível para você.

Conta com rendimento diário 100% do CDI

Você conhece a conta totalmente grátis da InfinitePay? Basta baixar o app e criar sua conta sem burocracia. Com ela, você vende pelo app através do InfiniteTap (maquininha no celular), link de pagamento, boleto e Pix. E o dinheiro que fica na conta rende 100% do CDI, sem você fazer nada!

Comparativo InfiniteStreaming (100% CDI) versus Poupança:

Obs: valores estimados, taxas relativas a 21/fev (Selic 11,25% ano, e poupança a 0,6171 % mês)Ref. Selic e Ref. poupança

Quanto rende R$ 1.000 em 100% do CDI?

InfiniteStreaming Poupança Nacional
Valor investido R$1,000.00 R$1,000.00
Após 6 meses R$1,057.32 R$1,037.16
Após 12 meses R$1,117.93 R$1,075.71
Após 24 meses R$1,249.76 R$1,157.14

Quanto rende R$ 5.000 em 100% do CDI?

InfiniteStreaming Poupança Nacional
Valor investido R$5,000.00 R$5,000.00
Após 6 meses R$5,286.60 R$5,185.81
Após 12 meses R$5,589.63 R$5,378.53
Após 24 meses R$6,248.79 R$5,785.72

Quanto rende R$ 10.000 em 100% do CDI?

InfiniteStreaming Poupança Nacional
Valor investido R$10,000.00 R$10,000.00
Após 6 meses R$10,573.20 R$10,371.63
Após 12 meses R$11,179.26 R$10,757.06
Após 24 meses R$12,497.59 R$11,571.44

Quanto rende R$ 20.000 em 100% do CDI?

InfiniteStreaming Poupança Nacional
Valor investido R$20,000.00 R$20,000.00
Após 6 meses R$21,146.41 R$20,743.25
Após 12 meses R$22,358.52 R$21,514.13
Após 24 meses R$24,995.18 R$23,142.89

Obs: valores estimados, relativos a 21/fev

Pagamentos

Gerenciar as mensalidades em uma academia é um aspecto que vai além da simples manutenção do fluxo de caixa – trata-se também de sustentar um relacionamento positivo e profissional com seus alunos.

Neste artigo, exploramos táticas efetivas para a cobrança de mensalidade, garantindo que o processo seja realizado não só de maneira eficiente, mas também com a sensibilidade necessária para manter a lealdade dos clientes.

Vamos abordar o momento apropriado para realizar as cobranças, a frequência ideal dessas cobranças e diferentes métodos para enviar lembretes de pagamento. Além disso, oferecemos exemplos de mensagens de cobrança claras e respeitosas para manter um bom relacionamento com os alunos. 

Quando fazer a cobrança da mensalidade de academia?

Determinar o momento certo para cobrar a mensalidade da academia é importante para manter um fluxo de caixa saudável e evitar inconvenientes para os alunos.

Idealmente, a primeira cobrança deve ser realizada antes do início do período a que se refere. Por exemplo, se a mensalidade é referente ao mês de março, o ideal é que você envie um lembrete de que o pagamento está próximo do vencimento nos últimos dias de fevereiro ou no início de março.

Depois deste primeiro aviso, envie outra cobrança apenas se o pagamento não for realizado na data estipulada. Neste caso, você pode enviar a cobrança no dia seguinte após o vencimento.

Qual frequência realizar a cobrança

Normalmente, a cobrança nas academias é realizada mensalmente, alinhada com o ciclo de uso da academia pelos alunos. 

No entanto, oferecer flexibilidade também pode ser vantajoso. Algumas academias optam por proporcionar opções de pagamento trimestral, semestral ou até anual, muitas vezes com descontos ou condições especiais, para atrair clientes que preferem compromissos de longo prazo.

Esta estratégia pode aumentar a retenção de clientes e garantir um fluxo de caixa mais estável. Independentemente da frequência escolhida, é crucial comunicá-la claramente aos alunos e manter consistência nos ciclos de cobrança para evitar confusões e garantir transparência.

Como enviar a mensagem cobrando a mensalidade da academia

Enviar a mensagem de cobrança da mensalidade da academia de maneira eficaz é essencial para garantir o pagamento sem causar descontentamento ou mal-entendidos com os alunos. A comunicação deve ser clara, profissional e, ao mesmo tempo, amigável, para manter um bom relacionamento com os clientes.

Cobrança manual

A cobrança manual envolve o envio de mensagens individualizadas aos alunos, seja por WhatsApp, e-mail, SMS ou até mesmo através de uma ligação telefônica.

Este método permite uma abordagem mais personalizada, onde você pode adaptar a mensagem a cada cliente, levando em consideração seu histórico e relacionamento com a academia. 

Apesar de ser mais trabalhoso, o contato manual pode ser mais efetivo em casos de atrasos frequentes ou situações específicas que requerem uma comunicação direta e personalizada.

Cobrança automatizada

Para academias com um grande número de alunos, utilizar ferramentas que automatizam o processo de cobrança pode economizar tempo e esforço significativos.

Sistemas de cobrança automatizados podem enviar lembretes de pagamento de mensalidades por WhatsApp ou e-mail em datas pré-definidas. Essas ferramentas garantem que todas as mensagens de cobrança sejam enviadas de forma consistente e oportuna, sem que você precise se preocupar com o acompanhamento.

Leia mais: Como automatizar mensagens de cobrança

Como escrever uma mensagem de cobrança de mensalidade de academia

Escrever uma carta de cobrança requer um equilíbrio entre profissionalismo e cordialidade. A chave é ser claro e direto, mas ao mesmo tempo respeitoso e compreensivo.

Comece com uma saudação amigável, como "Bom dia!", seguida de um lembrete gentil sobre a mensalidade vencida ou prestes a vencer. É importante incluir detalhes específicos, como o valor da mensalidade, a data de vencimento e as formas de pagamento disponíveis.

Você pode iniciar a mensagem com: "Bom dia, [Nome do Cliente], esperamos que você esteja fazendo bons treinos com a gente! Gostaríamos de lembrar que sua mensalidade referente ao mês de [mês] no valor de [valor] está com vencimento previsto para [data]. Como você prefere realizar o pagamento?"

Além disso, ofereça opções de contato para esclarecer dúvidas ou discutir possíveis problemas de pagamento. Isso mostra consideração pela situação do cliente e disposição para encontrar soluções.

Como cobrar a mensalidade da academia sem afastar o aluno?

Cobrar a mensalidade da academia sem afastar ou desagradar o aluno requer uma comunicação eficaz com sensibilidade. Se o pagamento estiver muito atrasado, é importante abordar o assunto de maneira que ele sinta que sua situação financeira e suas circunstâncias pessoais estão sendo respeitadas.

Uma abordagem positiva e compreensiva, que enfatize o valor que a academia oferece e o desejo de continuar a vê-los como parte da comunidade, pode fazer toda a diferença. Por exemplo, ao invés de apenas enviar uma fatura, inclua uma mensagem destacando os benefícios de continuar treinando na academia e agradecendo pelo apoio contínuo.

Além disso, é importante oferecer soluções flexíveis para pagamentos atrasados ou dificuldades financeiras. Isso pode incluir planos de parcelamento ou opções de pagamento personalizadas que se adequem à situação do aluno.

Mostrar empatia e disposição para trabalhar junto com o aluno na resolução de pendências financeiras reforça um sentimento de comunidade e parceria. Essa abordagem não só aumenta as chances de receber o pagamento, mas também ajuda a manter um ambiente positivo e acolhedor na academia, incentivando a fidelização dos alunos.

Leia mais: 4 dicas infalíveis para cobrar seus clientes de forma eficiente

10 exemplos de mensagem de cobrança de mensalidade academia

Quando se trata de cobrar mensalidades atrasadas em uma academia, a escolha das palavras é fundamental para manter um bom relacionamento com os alunos. Aqui estão 10 exemplos de mensagens que equilibram cordialidade e eficácia, ajudando a garantir pagamentos pontuais sem causar desconforto ou tensão:

1. Lembrete inicial

"Olá [Nome do Aluno], esperamos que esteja aproveitando seus treinos conosco. Gostaríamos de lembrar que sua mensalidade para este mês ainda está pendente. Agradecemos pelo pagamento até [data]. Se tiver alguma dúvida, estamos à disposição!"

2. Segunda notificação

"Oi [Nome do Aluno], notamos que sua mensalidade de [mês] ainda não foi efetuada. Por favor, considere este lembrete para realizar o pagamento até [nova data]. Se precisar de ajuda, estamos aqui para auxiliar!"

3. Mensagem de acompanhamento

"Prezado(a) [Nome do Aluno], percebemos que sua mensalidade ainda está pendente. Se houver algum problema ou se precisar discutir opções de pagamento, por favor, não hesite em nos contatar."

4. Aviso de prazo próximo

"Olá [Nome do Aluno], sua mensalidade de [mês] está próxima do vencimento em [data]. Para continuar aproveitando nossos serviços sem interrupção, por favor, realize o pagamento até a data mencionada."

5. Oferta de assistência

"Oi [Nome do Aluno], estamos aqui para ajudar! Notamos que sua mensalidade de [mês] ainda não foi paga. Se estiver enfrentando dificuldades, entre em contato para que possamos encontrar uma solução juntos."

6. Mensagem empática

"Entendemos que imprevistos acontecem, [Nome do Aluno]. Sua mensalidade de [mês] está pendente, e queremos assegurar que você continue a fazer parte da nossa comunidade. Vamos conversar sobre como podemos facilitar o pagamento para você?"

7. Alerta de último dia

"Lembrete importante, [Nome do Aluno]! Hoje é o último dia para o pagamento da sua mensalidade de [mês]. Evite a interrupção dos seus treinos e faça o pagamento hoje mesmo."

8. Sugestão de parcelamento

"Olá [Nome do Aluno], percebemos que sua mensalidade de [mês] ainda não foi quitada. Que tal considerar um plano de parcelamento? Fale conosco e vamos encontrar a melhor opção para você."

9. Convite para diálogo

"Prezado(a) [Nome do Aluno], queremos garantir que sua experiência na academia seja a melhor possível. Sua mensalidade de [mês] ainda está em aberto, e estamos abertos para conversar sobre como podemos facilitar o seu pagamento para que seus treinos não sejam interrompidos."

Você também pode se interessar: Elementos essenciais de uma mensagem de cobrança de mensalidade escolar

Cada uma dessas mensagens é projetada para ser clara, respeitosa e incentivar uma resposta positiva, mantendo uma atmosfera amigável e profissional na sua academia. E cada uma delas tem um período específico para ser enviado - antes e depois do vencimento da mensalidade.

Como automatizar a cobrança de mensalidade de academia?

Se você busca por uma ferramenta que simplifique seu processo de cobrança da mensalidade da academia, a Gestão de Cobrança da InfinitePay é uma solução que vai te atender bem.

Com a Gestão de Cobrança, você consegue cadastrar todos os alunos e ativar a opção de cobrança recorrente para pagamentos regulares.

Sempre que estiver próximo da data de vencimento da mensalidade, o aluno receberá uma notificação automática por WhatsApp e por e-mail.

Para começar a usar, é simples:

  1. Faça sua conta na InfinitePay e baixe o app;
  2. Cadastre o nome e o celular do cliente para quem você deseja enviar uma cobrança;
  3. Defina o valor, o parcelamento e o vencimento da cobrança;
  4. Ative a cobrança automática e pronto: seu cliente será notificado por e-mail e WhatsApp sobre o vencimento do pagamento – e ele poderá pagar por Pix, cartão ou boleto.

A Gestão de Cobrança da InfinitePay é gratuita – crie sua conta em menos de 5 minutos e comece a usar agora mesmo!

Finanças

Confira neste artigo a importância de criar mensagens de cobrança, porque personalizá-las e como automatizar o envio, gerando escala para o seu negócio. Veja também modelos de mensagens educadas, amigáveis e assertivas para seu envio.

Por que cobrar um cliente?

Cobrar um cliente pode ser um processo moroso, e muitos lojistas evitam por medo de perder a venda. Isso é compreensível, pois ninguém gosta de ter uma conversa desconfortável com um cliente inadimplente.

No entanto, é importante lembrar que o ato de cobrar é essencial para manter a saúde financeira do negócio. Quando um cliente não paga uma dívida, ele está atrasando o fluxo de caixa da empresa. Isso pode gerar problemas como:

Dificuldade para pagar fornecedores 

A empresa pode atrasar o pagamento de fornecedores, o que pode levar a problemas de relacionamento e, em casos extremos, à perda de crédito. Um fornecedor que demora a receber pode abrir queixa contra sua empresa em locais como o Reclame Aqui ou Procon, o que pode gerar perda de credibilidade e impactos variados para você e seu CNPJ.

Falta de dinheiro para investir no negócio 

Sem fonte de renda para investir, você pode ter dificuldade para aproveitar oportunidades de crescimento, o que pode prejudicar a competitividade do negócio. Por exemplo, se não tiver caixa para aproveitar um momento em que o preço da sua matéria prima barateou, sua empresa pode ter uma perda ao pagar mais caro no material.

Aumento dos custos financeiros 

Não receber pode fazer você atrasar pagamentos, levando à obrigação de pagar juros e multas sobre as dívidas atrasadas, o que aumenta os custos financeiros.

Perda de credibilidade com os clientes 

Conforme explicado acima, a empresa pode perder a credibilidade tanto com fornecedores como com os clientes, o que pode levar a uma redução nas vendas.

Veja como um sistema de cobrança pode ajudar no fluxo de caixa.

Como cobrar uma dívida por mensagem

Cobrar uma dívida por mensagem é uma opção prática e rápida, especialmente porque tanto você quanto seu cliente não tem tempo a perder (o que torna a ligação telefônica uma opção desgastante para ambos os lados). No entanto, é importante ter cuidado para não ser agressivo ou indelicado.

Veja algumas dicas para cobrar uma dívida por mensagem:

  • Seja educado e cordial

Mesmo que o cliente esteja atrasado, é importante manter a calma e ser respeitoso.

  • Esclareça o valor e a data de vencimento da dívida 

O cliente pode ter esquecido o valor ou a data de vencimento da dívida.

  • Ofereça opções de pagamento flexíveis

Se o cliente estiver com dificuldades para pagar, ofereça opções de pagamento flexíveis, como parcelamento ou pagamento em atraso com juros.

  • Seja insistente, mas não agressivo 

Se o cliente não responder à primeira mensagem, envie outra mensagem em alguns dias. No entanto, evite ameaças ou insultos.

Saiba Mais: Link de pagamento parcelado

Como mandar mensagem de cobrança pelo WhatsApp 

O WhatsApp é o principal meio de mensagem usado pelos brasileiros, portanto é natural que empresas usem esse mesmo canal para se comunicarem com seus clientes.

Existem duas maneiras de enviar mensagens de cobrança pelo WhatsApp: manualmente ou com ferramentas que automatizam o processo.

Envio manual

Para enviar mensagens de cobrança manualmente, você precisará criar uma lista de clientes inadimplentes com seus respectivos contatos no WhatsApp. Em seguida, você poderá enviar uma mensagem para cada cliente individualmente.

Ao enviar mensagens manualmente, é importante seguir as dicas mencionadas na seção "Como cobrar uma dívida por mensagem". É importante ser educado e cordial, mesmo que o cliente esteja atrasado. Você também deve esclarecer o valor e a data de vencimento da dívida, e oferecer opções de pagamento flexíveis.

Envio automatizado

Existem várias ferramentas que automatizam o processo de envio de mensagens de cobrança pelo WhatsApp. Essas ferramentas executam algumas funções em larga escala, como por exemplo criar uma lista de clientes inadimplentes, personalizar as mensagens e definir o cronograma de envio.

O envio automatizado de mensagens de cobrança pode ser uma boa opção para empresas que precisam cobrar um grande número de clientes. Isso porque as ferramentas automatizadas permitem que você personalize as mensagens e envie-as em um cronograma regular.

Dicas para escrever uma mensagem de cobrança

Ao escrever uma mensagem de cobrança, sempre tenha em mente que se trata do início de uma conversa com aquele cliente, principalmente levando-se em conta que a interação será em uma ferramenta como o WhatsApp. 

Separamos algumas dicas para te ajudar a conduzir essa conversa até atingir seu objetivo: o pagamento do seu cliente.

Sempre comece com uma saudação 

Pode ser um simples olá, assim como um bom dia, boa tarde ou boa noite dependendo do horário. A boa educação é o ponto de partida para qualquer diálogo amigável.

Chame o cliente pelo nome

Chamar a pessoa pelo nome gera mais conexão do que uma mensagem impessoal como "oi, tudo bem?". Atualmente é possível automatizar o envio de mensagens com nomes nas próprias ferramentas (veja mais informações na seção "Automatize a cobrança pelo WhatsApp").

Não trate a dívida como um tabu 

O simples ato de cobrar alguém (não necessariamente um cliente) já desperta em nós a sensação de desconforto, porque implica em solicitar a uma pessoa que ela tome uma atitude que nós mesmos não gostamos (ninguém gosta de pagar coisas, embora todos gostem de comprar).

Parta do princípio de que o cliente quer pagar e use uma linguagem acolhedora (mais detalhes abaixo). Isso evita desgastes desnecessários e o uso de comunicação violenta, do tipo que faz a pessoa entrar na defensiva.

Busque facilitar o pagamento 

Oriente seus funcionários a atender bem o cliente e fazer perguntas para entender sua situação. Tendo conhecimento sobre a situação do seu interlocutor, é mais fácil encontrar alternativas que facilitem seu pagamento. Por exemplo, você pode oferecer opções de parcelamento caso o valor cheio esteja inviável no momento, ou outras formas de recebimento, como boleto ou crédito.

Saiba Mais:

4 Exemplos de mensagens de cobrança pelo WhatsApp

Como abordamos anteriormente, toda mensagem de cobrança é parte de uma conversa, e sendo assim, pode ter infinitas possibilidades de desdobramentos e abordagens.

Aqui, vamos apresentar 4 exemplos de mensagens de cobrança, e mostrar porque são geralmente bem sucedidas:

1. Exemplo de Mensagem de cobrança educada

Olá, [name], tudo bem?

Viemos lembrá-lo que a sua fatura venceu ontem. O valor é de R$ [valor]. Posso gerar um novo código pix ou você prefere outro método de pagamento?

Repare que essa mensagem é curta, direta e informal. Há a saudação, o uso do nome (que pode ser automatizado) e um tom de lembrete, que tira o peso da cobrança ("Viemos lembrá-lo que sua fatura venceu" é mais leve e traz o foco no ato de lembrar, diferente de uma frase como "Não se esqueça de fazer o pagamento", que traz o pagamento em si em destaque).

2. Exemplo de Mensagem de cobrança formal 

Prezado(a) [nome],

Informamos que a fatura referente ao serviço [descrição do serviço] encontra-se em aberto. O valor total é de R$ [valor].

Para quitar a dívida, você pode acessar as opções de pagamento através do link [link para pagamento] ou responder essa mensagem com sua opção de pagamento escolhida.

Neste caso, temos uma mensagem com tom mais sério e um foco inicial no valor em aberto. Como vimos na explicação da mensagem educada, focar no pagamento adiciona um peso ao texto. A mensagem de cobrança formal pode ser enviada se já se passaram muitos dias desde a negociação, por exemplo, para denotar a urgência devida.

Aqui também vemos a proatividade em propor opções que facilitem o pagamento (link ou responder a mensagem). Tirar impeditivos da frente do seu cliente é bom para seu negócio também.

3. Exemplo de mensagem de cobrança gentil 

Oi, [name], como vai?

Verifiquei que o pagamento referente ao serviço [descrição do serviço] encontra-se em aberto. O valor total é de R$ [valor] e a data de vencimento foi em [data].

Existe algo que eu possa fazer para te ajudar? Posso gerar o boleto ou enviar o link para pagamento parcelado, me avisa qual a melhor opção?

O principal diferencial nessa mensagem é o foco maior dado às necessidades do cliente. Ela dá mais destaque à proatividade e ao suporte direto para a pessoa que está devendo, sendo uma boa opção para casos em que o cliente informou o atraso anteriormente ou entrou em contato pedindo renegociação de valor ou prazo. 

4. mensagem de cobrança amigável/informal

Oi, [Nome do cliente]!

Tudo jóia? 😉

Só passando rapidinho para te dar um toque sobre a fatura do [serviço/produto], que está vencida desde o dia xx/xx/xx. A gente sabe que a vida anda corrida e as coisas podem acabar escapando.

Então, que tal aproveitar essa oportunidade para dar uma conferida e garantir que tudo está em dia? 😉

Acesse o link [link para pagamento] e escolha a forma de pagamento que preferir. Ah, e se tiver qualquer dúvida, pode contar com a gente! Estamos sempre aqui para te ajudar! 😄

Essa mensagem tem um tom informal e chega a simular conversas entre amigos (em trechos como "a gente sabe que a vida anda corrida"). Esse tipo de abordagem requer cuidado para não soar forçado e invasivo, mas pode funcionar se sua marca tem esse posicionamento despojado e jovial.

Independente do tipo de mensagem escolhida, é importante acompanhar os indicativos corretos para garantir que essa comunicação cumpriu sua função. Na seção abaixo, falaremos mais sobre esses indicadores.

Clique aqui para ter acesso ao documento com 54 mensagens de cobrança ou baixe o pdf.

Como saber se sua mensagem teve sucesso

Para sabermos se sua mensagem teve sucesso, primeiro é importante definir o conceito de sucesso.

Abaixo, listamos algumas métricas que você pode considerar ao planejar um modelo de cobrança para o seu negócio:

  • Faturas pagas

Sendo o objetivo final de qualquer cobrança que o pagamento caia na sua conta, o total de faturas pagas é uma maneira de entender o grau de inadimplência do seu negócio. Sabendo disso, é mais fácil definir o tom das mensagens, o tipo de abordagem (se vale a pena contratar uma pessoa apenas para recuperar esses valores, entre outros tipos de decisão de negócio).

  • Valor recuperado

Algumas empresas já tem mapeado não apenas o total de faturas em aberto, como o valor total em aberto. Dependendo desse saldo, times inteiros de cobrança são acionados para contatar proativamente esses clientes e negociar essas dívidas. Quanto mais alto o valor inadimplente recuperado, mais saudável é o fluxo de caixa do negócio.

Automatize a cobrança pelo WhatsApp

Conforme mostramos acima, existe a possibilidade de automatizar o envio de mensagens de cobrança pelo WhatsApp através de ferramentas.

A InfinitePay é um meio de pagamento que possui a Gestão de Cobrança, uma solução que gerencia todas as entradas e saídas do seu fluxo de caixa em tempo real, além de enviar mensagens de cobrança automáticas pelo WhatsApp, de modo personalizado (com nome e valores atualizados). E o melhor, sem custo algum.

Vale a pena investir em um tipo de serviço que gere escalabilidade para o seu negócio e reduza sua inadimplência.

Confira aqui como funciona a cobrança recorrente, e como implementar no seu negócio.

fique ligado

Assine nossa newsletter com conteúdo exclusivo.

infinitebank