mercado de pagamentos

Descubra as últimas tendências no mercado de pagamentos. Aprenda como inovações podem otimizar suas transações financeiras.

Pagamentos

No universo das transações financeiras, o uso de boletos bancários por parte de consumidores e negócios é uma prática comum e altamente valorizada. Mas, você sabia que não apenas empresas, mas também indivíduos, podem emitir boletos? Sim, é possível para qualquer pessoa física emitir boleto, um processo facilitado pelas atuais tecnologias e serviços financeiros disponíveis.

Disponibilizar a opção de pagamento via boleto bancário é um diferencial que acrescenta valor para autônomos, freelancers e pequenos empreendedores. Isso se dá porque diversas transações são abandonadas por causa da complexidade dos processos de preenchimento de formulários ou pela limitação das formas de pagamento. Esse método simplifica o processo para ambas as partes, permitindo que, com o uso de uma ferramenta apropriada, você emita boletos facilmente e com segurança. 

Interessado em aprender como uma pessoa física pode emitir um boleto bancário? Vamos explorar esse processo e muito mais sobre o tema. Acompanhe para descobrir!

Pessoa fisica pode emitir boleto? Como? 

Independentemente de ser pessoa física ou jurídica, o processo para criação deste documento é idêntico, assim como as vantagens que o uso do boleto bancário oferece na cobrança.

Essa modalidade é versátil, permitindo a emissão tanto de boletos únicos, com data e valor específicos, quanto de boletos parcelados, dividindo o valor total em quantias iguais ao longo dos meses conforme a preferência do seu cliente.

Leia mais: Guia completo de como gerar boleto

Veja os passos de como uma pessoa fisica pode emitir boleto: 

1. Escolhendo a instituição certa

O primeiro passo para emitir boletos como pessoa física é escolher a instituição financeira ou a plataforma de pagamento online que mais se adapta às suas necessidades. Muitas fintechs, por exemplo, simplificam esse processo oferecendo soluções integradas que dispensam a necessidade de conta bancária tradicional, reduzindo custos e burocracias, como é o caso da InfinitePay, que oferece uma gestão de cobranças grátis e boletos ilimitados para pessoa fisica que deseja emitir boleto. 

2. Crie uma conta na plataforma

Acesse o site da plataforma escolhida e siga as instruções para criar uma conta gratuita. Informe seus dados pessoais, como CPF, nome completo e endereço de e-mail.

Para emitir um boleto na conta da InfinitePay é muito fácil! Veja como: 

1. Entre no app da InfinitePay

(baixe grátis aqui, caso ainda não tenha o app no seu celular)

2. Na parte inferior do app, clique no símbolo da InfinitePay

3. Vá em Gestão de Cobrança

4. Adicione um novo cliente ou selecione um já existente 

5. Escolha o valor e clique em "Revisar cobrança"

6. Ajuste os detalhes de parcelamento, se prefere repassar a taxa para o cliente, validade do boleto bancário e tipo de cobrança (se única ou recorrente) 

7. Pronto! É só enviar o boleto bancário automatizado para seu cliente. 

Leia mais: Por que usar um sistema de cobrança automatizado?

3. Preencha as informações do boleto

Na plataforma, você encontrará um formulário para inserir os detalhes da cobrança, como:

  • Valor: Informe o valor total da cobrança.
  • Data de vencimento: Defina a data limite para o pagamento do boleto.
  • Descrição do pagamento: Inclua uma descrição clara do que está sendo cobrado.
  • Dados do sacado: Informe o nome completo, CPF e endereço do cliente.

4. Gere o boleto

Após preencher todas as informações, revise os dados e gere a cobrança. A plataforma fornecerá o código de barras ao seu cliente e as demais informações necessárias para o pagamento. Na InfinitePay, ele também poderá escolher pagar a cobrança por Pix ou cartão, se preferir.

Leia mais: Boleto bancário: Guia completo para vendedores e compradores

5. Envie o boleto ao cliente

O boleto pode ser enviado ao cliente por e-mail, WhatsApp ou outro meio de comunicação. Você também pode disponibilizá-lo para download em um site ou blog.

6. Acompanhe o pagamento

A plataforma de emissão de boletos fornecerá ferramentas para acompanhar o status do pagamento, como data de pagamento e valor recebido.

Vale a pena a pessoa física emitir boleto?

A emissão de boletos como pessoa física pode ser uma ótima opção para diversas situações, como:

  • Vendas online

Venda produtos ou serviços pela internet e receba pagamentos de forma segura e eficiente.

  • Prestação de serviços

Ofereça seus serviços como freelancer ou profissional autônomo e facilite o pagamento dos seus clientes.

  • Recebimento de parcelas

Divida valores maiores em parcelas e facilite o pagamento para seus clientes.

  • Cobranças em geral

Receba qualquer tipo de pagamento por meio de boleto bancário, como mensalidades, taxas, doações, etc.

Por que escolher uma plataforma online para emitir boletos como pessoa física?

Emitir boletos como pessoa física através de plataformas online oferece diversos benefícios em comparação com os métodos tradicionais, como bancos ou casas lotéricas.

Vantagens de usar plataformas online para pessoa fisica emitir boleto:

Praticidade para emitir boleto de forma rápida

  • Emita boletos de qualquer lugar, a qualquer hora, com acesso à internet.
  • Processo rápido e intuitivo, sem necessidade de filas ou agendamentos.
  • Plataformas com interface amigável e fácil de usar.

Economia de taxas baixas

  • Plataformas online geralmente oferecem taxas mais baixas do que bancos e casas lotéricas.
  • Possibilidade de emitir boletos gratuitos em algumas plataformas.
  • Redução de custos com impressão e envio de boletos físicos.

Segurança criptografada

  • Plataformas online seguras e confiáveis, com criptografia de dados e proteção contra fraudes.
  • Acompanhamento em tempo real do status dos boletos emitidos.
  • Redução do risco de perda ou extravio de boletos físicos.

Controle e organização

  • Acompanhamento dos pagamentos em tempo real.
  • Gerenciamento de todas as cobranças em um único lugar.
  • Emissão de relatórios e históricos de cobranças.

Você também pode se interessar por: 

Emita boletos ilimitados com um gestão de cobrança grátis

Gerencie suas vendas e emita boletos grátis e outras cobranças em um só lugar! A InfinitePay oferece uma plataforma completa e gratuita para você vender sem e-commerce e sem CNPJ. Basta criar sua conta com seu CPF e começar a gerar boletos, pix e links de pagamento.

A InfinitePay te ajuda a aumentar suas vendas e reduzir a inadimplência:

  • Cobrança automática: envie notificações por e-mail e WhatsApp para seus clientes assim que a compra for lançada.
  • Opções de parcelamento: ofereça parcelamento em até 12x para facilitar o pagamento dos seus clientes.
  • Boleto grátis: gere boletos sem custo adicional e envie lembretes automáticos para seus clientes.
  • Gestão de cobranças: acompanhe seus pagamentos em tempo real e gerencie tudo em um só lugar.

Comece a vender mais hoje mesmo com a InfinitePay! 

Crie sua conta gratuita e aproveite todos os benefícios

Pagamentos

O boleto bancário é um método de pagamento popular no Brasil, utilizado para compras online, pagamentos de contas e outros tipos de transações.

Segundo um estudo da FEBRABAN, depois do Pix, os meios de pagamentos preferidos dos brasileiros foram o cartão de crédito (18,2 bilhões) e o cartão de débito (15,6 bilhões), seguido de boleto (4 bilhões). 

A utilização de boletos bancários é uma prática comum entre empresas, sendo que, em média, 3,6 bilhões de boletos de cobrança são emitidos por ano.

História do boleto bancário

Em 7 de outubro de 1993, o Banco Central deu vida a um documento bancário de grande importância para o sistema financeiro brasileiro: o boleto bancário. Sua criação, oficializada pela Carta Circular nº 2.414, foi resultado de um trabalho conjunto entre o Banco Central, o Centro Nacional de Estudos da Arrecadação Bancária (CENEABAN) e a Federação Brasileira dos Bancos (FEBRABAN). O CENEABAN definiu as características gerais e o formato do boleto, enquanto a FEBRABAN se encarregou de padronizá-lo para garantir sua utilização em todo o território nacional.

O boleto bancário, desde então, tornou-se um dos principais instrumentos de pagamento no Brasil, utilizado por milhões de pessoas e empresas para realizar transações financeiras de forma segura e eficiente.

Como funciona um boleto bancário?

Quando uma empresa ou indivíduo emite um boleto bancário, está criando um título de cobrança. O pagador, então, deve efetuar o pagamento do boleto antes da data de vencimento para evitar multas e juros. Após o pagamento, o banco processa a transação e repassa o valor para a conta do cedente, geralmente em um prazo de um a dois dias úteis.

Os elementos essenciais de um boleto bancário são:

1. Identificação do devedor

Nome completo e legível do devedor.

Endereço completo do devedor (CEP, estado, cidade, bairro, rua, número e complemento, se houver).

CPF ou CNPJ do devedor.

2. Identificação do credor

Nome completo e legível do credor.

Endereço completo do credor (CEP, estado, cidade, bairro, rua, número e complemento, se houver).

CPF ou CNPJ do credor.

3. Descrição da dívida

Valor total da dívida em reais e centavos.

Discriminação dos itens que compõem a dívida (produtos, serviços, datas, etc.).

Origem da dívida (nota fiscal, contrato, etc.).

4. Data de vencimento da dívida

Data limite para o pagamento da dívida.

5. Multas e juros

Multas e juros devidos em caso de atraso no pagamento (percentual e valor total).

6. Condições de pagamento

Formas de pagamento aceitas (dinheiro, cheque, cartão, etc.).

Prazo para pagamento após o vencimento (se houver).

7. Assinatura do credor

Assinatura original do credor ou representante legal.

8. Declaração de quitação

Espaço para o devedor assinar após o pagamento da dívida.

Qual o tempo de compensação de um boleto bancário?

De acordo com a FEBRABAN, o prazo máximo para compensação de um boleto é de 3 dias úteis a partir da data de pagamento.

Porém para compensar antes do tempo máximo depende de alguns fatores:

  • Data e horário do pagamento:

Dias úteis:

Se você pagar o boleto até às 20h, o pagamento será processado no mesmo dia.

Se você pagar o boleto após às 20h, o pagamento será processado no próximo dia útil.

Finais de semana e feriados:

Pagamentos realizados em finais de semana ou feriados serão processados no próximo dia útil.

  • Instituição financeira:

Bancos:

A maioria dos bancos processa os pagamentos de boletos em até 24 horas após a confirmação do pagamento.

Alguns bancos podem levar até 3 dias úteis para processar o pagamento.

Lotéricas:

O pagamento de boletos em lotéricas pode levar até 3 dias úteis para ser processado.

  • Internet banking e aplicativos de pagamento:

O pagamento de boletos via internet banking ou aplicativos de pagamento geralmente é processado em até 1 dia útil.

  • Boleto gerados pela InfinitePay

Na InfinitePay, a compensação ocorre em até 3 dias úteis, após confirmação do pagamento!

O boleto bancário é dividido em 2 partes

  1. Recibo do Sacado: para o comprador, com informações da compra e código de barras para pagamento.
  2. Ficha de Compensação: para o banco, com informações para processamento do pagamento.

Você também pode se interessar por: 

Tipos de boleto bancário

Boleto bancário registrado

Um boleto registrado é um documento de cobrança que possui todas as informações sobre a operação financeira cadastrada junto a uma instituição bancária. Isso significa que o banco tem o registro de todos os detalhes da transação, como os dados do emissor, do pagador, o valor da cobrança, a data de vencimento, entre outros.

Boleto bancário sem registro

Um boleto sem registro é um tipo de documento de cobrança que era utilizado para realizar operações de pagamento sem que houvesse a necessidade de informar previamente ao banco emissor todos os detalhes da transação, como os dados do pagador, do beneficiário, o valor, a data de vencimento, entre outros. Diferentemente do boleto registrado, que exige o cadastro dessas informações no sistema do banco antes da emissão, o boleto sem registro permitia uma maior flexibilidade na emissão e gestão de cobranças.

Com a implementação da Nova Plataforma de Cobrança pela Federação Brasileira de Bancos (FEBRABAN), a emissão de boletos sem registro foi progressivamente descontinuada, tornando obrigatório o registro de todos os boletos, independentemente do valor. Isso visa aumentar a segurança nas transações, reduzir as fraudes e melhorar a eficiência do sistema de cobranças no país.

Boleto bancário à vista

Um boleto à vista é um tipo de documento de cobrança que deve ser pago em uma única parcela, no momento da apresentação ou até a data de vencimento estipulada no documento. Diferentemente dos boletos parcelados ou de pagamentos programados para datas futuras, o boleto à vista exige que o pagamento seja realizado integralmente em um curto período de tempo, geralmente até a data de vencimento indicada no próprio boleto.

Boleto bancário parcelado

Um boleto parcelado é um tipo de documento de cobrança que permite ao pagador efetuar o pagamento de um produto ou serviço em várias parcelas ao longo do tempo, conforme acordado entre o emissor do boleto (vendedor ou prestador de serviço) e o pagador (cliente). Cada parcela é representada por um boleto distinto, com datas de vencimento estabelecidas para períodos futuros, permitindo que o pagador divida o montante total devido em várias partes, tornando o pagamento mais flexível e acessível.

As regras que regem o boleto bancário: Tudo o que você precisa saber

Após entendermos o que é e como funciona o boleto bancário, vamos explorar as regras que definem esse importante método de pagamento no Brasil.

Modernização e segurança

Uma mudança crucial que o sistema de boletos vivenciou foi a implementação gradual da Nova Plataforma de Boletos de Pagamento, também conhecida como Lei do Boleto Bancário. Essa plataforma visa modernizar o processo de liquidação dos boletos, criando mecanismos que garantem controle, segurança e confiabilidade para as transações.

Instituição e medidas

A plataforma foi instituída pelas circulares nº 3.598/12 e 3.656/13 do Banco Central, que determinaram a inclusão de dados mais específicos nas transações via boleto, como CPF ou CNPJ do beneficiário e do pagador, data de vencimento e valor do título.

Combate às fraudes

Um dos principais objetivos dessa mudança era reduzir o número de fraudes relacionadas à emissão de boletos falsos. Com a nova plataforma, o chamado "boleto simples" ou "boleto sem registro", que não era registrado e, portanto, não era conhecido pelos bancos, deixou de existir.

Benefícios para os pagadores

O processo de modernização, iniciado em 2015 e finalizado em 2018, também trouxe benefícios para os pagadores. Antes da Nova Plataforma, os boletos vencidos só podiam ser pagos no banco emissor. O cliente precisava ir até a instituição ou solicitar uma segunda via ao cedente com os valores atualizados.

Pagamento em qualquer banco

Desde 2018, boletos vencidos com valores iguais ou superiores a R$ 800 podem ser pagos em qualquer banco ou instituição financeira, inclusive casas lotéricas, com atualização de juros e multas no momento do pagamento.

Maior praticidade e segurança

A Nova Plataforma de Boletos de Pagamento representa um marco na evolução do sistema, proporcionando maior praticidade, segurança e confiabilidade para todos os envolvidos:

Beneficiários

  • Maior controle sobre as transações
  • Redução do risco de fraudes
  • Maior segurança para recebimentos

Pagadores

  • Mais opções de pagamento
  • Maior praticidade para pagamentos em atraso
  • Transações mais seguras

Mas afinal, como emitir um boleto bancário?

A emissão de boletos bancários não é mais exclusividade de empresas! Tanto pessoas físicas quanto jurídicas podem gerar seus próprios boletos, facilitando a gestão de cobranças e recebimentos. 

Leia mais: Guia completo de como gerar boleto

Requisitos para emitir boletos

  • Conta bancária:

A maneira mais tradicional de emitir boletos é através de uma conta bancária.

Cada banco possui suas regras e taxas para emissão, consulte o seu para mais informações.

Na conta Inteligente da InfinitePay você emite boleto grátis e ganha uma gestão de cobranças para administrar suas vendas. Não precisa ser CNPJ e nem ter um e-commerce, comece já!

  • Carteira de cobrança:

Plataformas online oferecem carteiras de cobrança para emissão de boletos sem necessidade de conta bancária.

Essa opção geralmente é mais vantajosa para quem emite poucos boletos ou busca flexibilidade.

Como emitir boleto bancário no app da InfinitePay?

1. Entre no app da InfinitePay

(baixe aqui, caso ainda não tenha o app no seu celular)

2. Na parte inferior do app, clique no símbolo da InfinitePay

3. Vá em Gestão de Cobrança

4. Adicione um novo cliente ou selecione um já existente 

5. Escolha o valor e clique em "Revisar cobrança"

6. Ajuste os detalhes de parcelamento, se prefere repassar a taxa para o cliente, validade do boleto bancário e tipo de cobrança (se única ou recorrente) 

7. Pronto! É só enviar o boleto bancário automatizado para seu cliente. 

Como pagar um boleto bancário no app da InfinitePay?

1. Entre no app da InfinitePay

(baixe aqui, caso ainda não tenha o app no seu celular)

2. Na seção do app “Seu banco”, clique em “Pagar boleto bancário”

3. Escaneie o código de barras do boleto ou insira os números manualmente

4. Pronto! O boleto será pago com sucesso dentro do app. 

Leia mais: Como pagar boletos no App InfinitePay?

Pagamentos

Gerenciar um negócio próspero envolve diversos desafios, e um dos mais delicados é lidar com clientes inadimplentes. As cartas de cobrança surgem como ferramentas valiosas para recuperar valores devidos, mas seu uso exige cautela para preservar o relacionamento com o cliente.

As cartas de cobrança, quando utilizadas de forma estratégica e profissional, representam ferramentas valiosas para a gestão de crédito em empresas de diversos portes e setores. 

O que é uma carta de cobrança?

Uma carta de cobrança é um documento formal emitido por uma empresa para notificar um cliente sobre pagamentos pendentes. Essa correspondência desempenha um papel crucial na gestão de crédito, fornecendo informações claras sobre valores devidos, datas de vencimento e outros detalhes relevantes. 

Seu objetivo principal é lembrar o cliente sobre a inadimplência, incentivando o pagamento de forma amigável. Além disso, a carta de cobrança busca manter um tom respeitoso, preservando o relacionamento comercial e evitando danos à reputação da empresa. Ela é uma ferramenta estratégica no ciclo de recuperação de crédito, agindo como um alerta inicial antes de medidas mais rigorosas serem adotadas.

Leia mais:

Importância da carta de cobrança

A carta de cobrança é mais do que uma simples notificação de pagamento em atraso. É uma ferramenta estratégica para manter a saúde financeira de uma empresa. Veja alguns pontos importantes de como ela se encaixa no ciclo de gestão de crédito e como pode ser uma aliada na prevenção de inadimplências:

Mantém o fluxo de caixa em dia

A carta de cobrança atua como um meio eficaz de notificação, conscientização e estímulo à ação por parte dos clientes inadimplentes. Ao criar um ambiente transparente e oferecer oportunidades de negociação, ela desempenha um papel essencial na manutenção do fluxo de caixa em dia, assegurando que a empresa possa cumprir seus compromissos financeiros e manter uma saúde financeira sólida.

Reduz o índice de inadimplência

Uma carta de cobrança desempenha um papel crucial na redução da inadimplência, sendo uma ferramenta eficaz para restabelecer a comunicação entre o credor e o devedor. Ela atua como um instrumento formal e respeitoso para notificar o cliente sobre a existência de uma dívida pendente e solicitar a regularização da situação financeira.

Preserva o relacionamento com o cliente

Ao adotar um tom profissional e transparente na carta de cobrança, a empresa demonstra ao cliente que compreende a complexidade das situações financeiras e está disposta a resolver o problema de maneira colaborativa. Essa abordagem contribui para minimizar possíveis atritos e conflitos, mantendo um ambiente propício à resolução amigável da situação.

Quando devo usar a carta de cobrança?

A carta de cobrança deve ser utilizada em situações em que um cliente tenha ultrapassado a data de vencimento de um pagamento. Ela serve como um meio inicial de comunicação antes de medidas mais rigorosas serem adotadas.

  • Após o vencimento da fatura
    Espere alguns dias após a data de vencimento para enviar a primeira carta, demonstrando compreensão e flexibilidade. Segundo o Serasa, o melhor momento para realizar a cobrança é de 2 a 3 dias após o vencimento. 
  • Em caso de pagamentos recorrentes atrasados
    Se o cliente atrasa o pagamento de forma frequente, a carta de cobrança serve como um aviso e incentivo à regularização.
  • Para formalizar a cobrança
    A carta documenta a dívida e as tentativas de contato, servindo como prova em caso de necessidade de medidas legais.

Qual é o objetivo da carta de cobrança?

O principal objetivo da carta de cobrança é notificar o cliente sobre a inadimplência e incentivar o pagamento. Além disso, ela busca manter a relação comercial de forma respeitosa, evitando danos à reputação da empresa.

  • Informar o cliente sobre a dívida: Detalhe o valor, data de vencimento e outros detalhes relevantes da fatura em aberto.
  • Solicitar o pagamento: Seja claro e objetivo ao solicitar o pagamento da quantia devida, definindo um prazo razoável para a regularização.
  • Oferecer opções de pagamento: Facilite o processo para o cliente, oferecendo diferentes formas de pagamento, como transferência bancária, boleto ou cartão de crédito.
  • Manter um tom profissional e cordial: Evite linguagem agressiva ou ameaçadora, priorizando um diálogo construtivo e positivo.

Elementos essenciais de uma carta de cobrança

Seguir boas práticas ao enviar uma carta de cobrança é crucial para o sucesso da recuperação da dívida e para a preservação do relacionamento com o cliente. Uma abordagem profissional e cordial demonstra seriedade e aumenta a confiança do cliente na empresa, tornando-o mais propenso a realizar o pagamento.

A clareza e a objetividade na comunicação são fundamentais. A carta deve explicitar o motivo da cobrança, o valor da dívida, a data de vencimento e as formas de pagamento disponíveis. Oferecer opções de pagamento e prazos flexíveis facilita o processo para o cliente e demonstra boa vontade da empresa em encontrar uma solução. Veja mais pontos essenciais para emitir uma carta de cobrança:

Identificação das partes envolvidas

Inicie a carta identificando tanto o credor quanto o devedor, incluindo nome, endereço e outros dados relevantes.

Detalhes da dívida

Descreva de forma clara e objetiva o valor devido, a data de vencimento original e eventuais encargos ou juros acumulados.

Histórico de pagamentos

Se houver, inclua um resumo dos pagamentos anteriores para demonstrar a evolução da dívida.

Consequências da inadimplência

Informe sobre as possíveis consequências caso o pagamento não seja efetuado, como a inclusão do nome do devedor em órgãos de proteção ao crédito.

3 Modelos de carta de cobrança:

Preparamos três modelos de carta de cobrança gratuitos e prontos para downloads para te ajudar a recuperar suas pendências sem comprometer o relacionamento com seus clientes.

1. Após o vencimento da fatura

Um lembrete amigável para estimular o pagamento. 

[Faça o download gratuito aqui]

2. Pagamentos recorrentes atrasados

Uma comunicação clara sobre a situação e as opções de regularização.

[Faça o download gratuito aqui]

3. Formalização da cobrança

Uma notificação oficial para casos mais graves, com prazos e medidas cabíveis.

[Faça o download gratuito aqui]

Leia mais:

Diminua a inadimplência com a gestão de cobrança automatizada e gratuita da InfinitePay

A gestão eficiente do fluxo de caixa é um pilar fundamental para o sucesso de qualquer negócio. No ambiente empresarial, onde a inadimplência pode representar um desafio constante, contar com ferramentas que auxiliem no controle dos recebimentos torna-se crucial. Nesse contexto, a InfinitePay oferece uma solução inovadora: uma plataforma de gestão de cobrança automatizada e gratuita, proporcionando aos empreendedores uma maneira eficaz de monitorar e otimizar os processos de recebimento.

Com a InfinitePay, você não precisa se preocupar com custos adicionais para ter acesso a uma gestão de cobrança automatizada completa e eficiente. Com ela você tem controle em tempo real das suas finanças, notificações automatizadas para ajudar o seu negócio a reduzir a inadimplencia e um sistema seguro e confiavel com protocolos avançados de segurança, assegurando a confidencialidade das informações financeiras, construindo confiança tanto para empresários quanto para clientes.

Como ter acesso a uma gestão de cobrança gratuita

A adesão à gestão de cobrança gratuita da InfinitePay é simples e descomplicada. Basta criar uma conta na plataforma, inserir as informações necessárias e começar a desfrutar dos benefícios imediatos de um controle mais eficiente dos recebimentos. Veja o passo a passo: 

A gestão de cobrança gratuita da InfinitePay é uma aliada valiosa para empreendedores que buscam reduzir a inadimplência e otimizar seus processos financeiros. Com recursos intuitivos, personalização e segurança, a plataforma proporciona uma abordagem abrangente para o controle de recebimentos, permitindo que os empresários foquem no crescimento de seus negócios com tranquilidade e confiança.

Pagamentos

O parcelamento é uma forma de pagamento muito popular no Brasil, e isso não é diferente no mundo do empreendedorismo. Oferecer o parcelamento de boletos como forma de pagamento pode ser uma ótima estratégia para aumentar as vendas do seu negócio, pois atende a uma demanda dos clientes e facilita a aquisição de produtos ou serviços. Afinal, boleto é um meio de pagamento muito usado pelos brasileiros - e bem característico do país.

O parcelamento de compras é uma prática cada vez mais comum no Brasil. De acordo com um estudo do Serasa e Opinion Box, 82% dos brasileiros têm o hábito de parcelar suas compras.

A pesquisa também revelou que 41% dos entrevistados optam pelo parcelamento sempre que possível. O levantamento aponta ainda que o boleto bancário já é o 2º método de pagamento preferido pelos brasileiros.

O boleto parcelado pode se sobressair ao cartão de crédito por diversos motivos. Um deles é que nem todos os clientes têm um cartão de crédito à disposição ou contam com um limite generoso para compras. Dados do mesmo estudo do Serasa e Opinion Box, relativos ao ano de 2023, evidenciam que 37% dos brasileiros tiveram crédito recusado na fase pandêmica. Nesse mesmo período, 79% da população recorreu a algum tipo de crédito.

Outro motivo que pode levar ao aumento do uso do boleto parcelado é a busca por melhores condições de pagamento. Muitas lojas oferecem descontos ou brindes para quem opta por parcelar o valor da compra no boleto.

Leia mais: Guia completo de como gerar boleto

O que é o parcelamento de boletos?

O parcelamento de boletos é uma opção de pagamento oferecida por empresas a seus clientes, que permite dividir o valor total de uma compra ou serviço em várias parcelas, em vez de pagar o montante integral de uma única vez. Essas parcelas têm datas de vencimento definidas, e cada uma delas corresponde a uma fração do valor total da fatura.

Como funciona o parcelamento de boletos?

O parcelamento de boletos funciona da seguinte forma:

  • O cliente realiza uma compra no seu negócio e escolhe a opção de pagamento parcelado
  • Você emite um boleto bancário para cada parcela da compra
  • O cliente paga os boletos nos vencimentos estabelecidos

Por que o parcelamento de boletos é importante para empreendedores?

O parcelamento de boletos é importante para empreendedores por várias razões essenciais que contribuem para o sucesso e a estabilidade financeira de seus negócios:

Melhora o fluxo de caixa

Parcelar boletos permite que você receba pagamentos ao longo do tempo, em vez de receber uma quantia única. Isso ajuda a equilibrar seu fluxo de caixa e a lidar com despesas recorrentes. E normalmente a taxa cobrada em boletos é menor que a cobrada para outros meios de pagamento, como o cartão. Na InfinitePay, por exemplo, o boleto não é cobrado

Aumenta a taxa de conversão

Ao oferecer opções de pagamento parcelado, você pode atrair mais clientes que, de outra forma, não comprariam devido a restrições de orçamento. Vale lembrar que os boletos são bem típicos do Brasil, familiares a todos os brasileiros.

Fidelizar clientes

Clientes satisfeitos com a opção de parcelamento são mais propensos a retornar e fazer negócios com você novamente.

Como implementar o parcelamento de boletos no seu negócio

Agora que entendemos a importância do parcelamento de boletos, vamos discutir como você pode implementá-lo no seu empreendimento:

Escolha uma plataforma de pagamento

Busque por provedores de serviços de pagamento que ofereçam a opção de parcelamento de boletos. Verifique as taxas, os prazos e a facilidade de integração com o seu sistema de vendas. Priorize as que não cobram pela emissão de boletos.

Defina as condições de parcelamento

Determine a frequência da cobrança - o pagamento é mensal? Durante quantos meses?. Certifique-se de que as condições sejam atraentes e acessíveis.

Comunique a opção aos clientes

Certifique-se de que os clientes saibam que têm a opção de parcelar os pagamentos. Isso pode ser feito através do seu site, e-mails de marketing ou na finalização da compra.

Acompanhe os pagamentos

Mantenha um controle rigoroso dos pagamentos parcelados e envie lembretes aos clientes quando as parcelas estiverem próximas do vencimento.

Leia mais: Como pagar boletos no App InfinitePay?

Dica para gerenciar o parcelamento de boletos com eficiência 

  • Automatize o processo

Use sistemas de gestão financeira e de pagamentos automatizados para facilitar o acompanhamento e a cobrança de parcelas.

Leia mais: Por que usar um sistema de cobrança automatizado?

  • Ofereça descontos para pagamento à vista

Estimule os clientes a pagarem à vista, oferecendo descontos atraentes. Isso pode ajudar a reduzir o impacto no seu fluxo de caixa.

  • Avalie o risco de inadimplência

Esteja preparado para lidar com a inadimplência, fazendo uma análise de crédito dos clientes e estabelecendo limites de parcelamento.

  • Mantenha um bom relacionamento com os clientes

Seja flexível e ofereça soluções alternativas caso um cliente enfrente dificuldades para pagar as parcelas.

Leia mais: Como um sistema de cobrança pode ajudar no fluxo de caixa?

Parcele boletos e gerencie vendas no mesmo lugar com a InfinitePay

A InfinitePay é uma solução completa para emissão de boletos e gestão de cobranças. Com ela, você pode emitir boletos grátis, parcelar cobranças, enviar lembretes para seus clientes e muito mais.

Sem burocracia: comece agora mesmo

Para começar a emitir boletos de forma automatizada na InfinitePay, você só precisa criar sua conta com seu CPF. Não precisa ter uma loja em e-commerce nem abrir um CNPJ.

Parcelamento de boleto como cobrança recorrente 

Se você oferece serviços ou produtos com cobrança recorrente, a InfinitePay permite que você emita boletos parcelados com facilidade.

Leia mais: Cobrança recorrente: como funciona e como implementar no seu negócio

Boletos ilimitados, sem custo

A InfinitePay não cobra nada por boleto gerado e nem lembretes de pagamento. Você pode emitir boletos ilimitados, sem custo.

Venda para todo o Brasil

Com a InfinitePay, você pode vender para todo o Brasil. Basta enviar o boleto para seu cliente via WhatsApp.

Automatize a cobrança dos seus clientes

A gestão de cobrança da InfinitePay automatiza a cobrança dos seus clientes. Assim, você não precisa se preocupar em enviar lembretes ou cobrar inadimplentes.

Veja como funciona:

  1. Entre na sua conta da InfinitePay pelo navegador. E no canto esquerdo você encontra a opção "Seu Negócio" e depois "Suas Cobranças"
  2. Escolha o valor
  3. Selecione seu cliente (você pode cadastrar na hora)
  4. Escolha a frequência e validade
  5. Compartilhe o link do boleto

Deixe a parte chata com a gente!

Mandamos notificações por Whats cobrando o seu cliente até ele pagar

Leia mais: Mensagem de cobrança: Como automatizar

Pagamentos

Adquirente, ou credenciadora, é uma empresa que intermedia e processa as transações financeiras realizadas via cartão de débito e crédito, assim como outros meios de pagamento eletrônico, como o Pix.

A adquirente é responsável por conectar o estabelecimento comercial ao banco emissor do cartão, ou à bandeira do cartão, para que a transação seja aprovada e o valor seja transferido para o estabelecimento.

As adquirentes oferecem uma série de serviços e benefícios aos estabelecimentos comerciais, como:

  • Máquinas de cartão
  • Suporte técnico
  • Treinamento para funcionários
  • Relatórios de vendas

Qual o papel de uma adquirente? 

O papel de uma adquirente é intermediar e processar as transações financeiras realizadas via cartão de crédito e débito, assim como outros meios de pagamento eletrônico, como o Pix.

As adquirentes são responsáveis por conectar o estabelecimento comercial ao banco emissor do cartão, ou à bandeira do cartão, para que a transação seja aprovada e o valor seja transferido para o estabelecimento.

O processo de uma transação com cartão de crédito ou débito começa quando o cliente apresenta o cartão ao estabelecimento comercial. O estabelecimento então passa o cartão pela máquina da adquirente, que envia os dados da transação para a adquirente.

A adquirente verifica os dados da transação e, se estiverem corretos, envia uma solicitação de autorização para o banco emissor do cartão. O banco emissor então aprova ou reprova a transação.

Se a transação for aprovada, a adquirente envia o valor da transação para o estabelecimento comercial. O estabelecimento então entrega o produto ou serviço ao cliente.

Como funciona o processo de comunicação de uma adquirente para o seu negócio?

O processo de uma transação com cartão de crédito ou débito começa quando o cliente apresenta o cartão ao estabelecimento comercial. O estabelecimento então passa o cartão pela máquina da adquirente, que envia os dados da transação para a adquirente.

O processo de pagamento envolve várias etapas, e um adquirente é responsável por coordenar muitos aspectos importantes:

Captura de dados

Quando um cliente insere ou passa o cartão no terminal de pagamento do estabelecimento, o adquirente coleta as informações necessárias para a transação. Isso inclui o número do cartão, a data de validade, o código de segurança, entre outros.

Autorização

As informações do cartão são encaminhadas pelo adquirente para o emissor (o banco que emitiu o cartão de crédito ou débito). O emissor verifica se há fundos suficientes ou se o cartão não está bloqueado por motivos de segurança. Se aprovado, o adquirente recebe uma autorização para prosseguir com a transação.

Liquidação financeira

Após a autorização, o adquirente completa a transação e reserva o valor da compra. O montante é então transferido da conta do cliente para a conta do comerciante.

Relatórios e conciliação

O adquirente gera relatórios detalhados para o comerciante, mostrando todas as transações processadas. Isso ajuda o comerciante a conciliar suas vendas e reconciliar os valores em sua conta.

A importância das adquirentes no mercado 

As adquirentes permitem que os estabelecimentos comerciais aceitem pagamentos com cartão de crédito e débito ou pix, o que facilita as compras e vendas para os clientes. Isso, por sua vez, contribui para o crescimento do comércio.

Segundo um estudo da Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços (Abecs), o volume de compras com cartão de crédito e débito no Brasil cresceu 9,2% no segundo trimestre de 2023, atingindo R$ 939 bilhões.

Esse crescimento é impulsionado por uma série de fatores, incluindo o aumento do poder de compra da população, o crescimento do comércio eletrônico e a diversificação das opções de pagamento oferecidas pelas adquirentes.

Leia mais: O Futuro dos meios de pagamento: A evolução da economia digital

Como contratar uma adquirente? 

Contratar uma adquirente é um processo relativamente simples, mas é importante fazer sua pesquisa e comparar as ofertas de várias empresas antes de tomar uma decisão. Aqui estão os passos básicos para contratar uma adquirente:

Entre em contato com a empresa pelo site e faça um cadastro para efetuar a compra da sua maquininha ou outros serviços, como utilização de link de pagamento, maquininha de cartão no celular, gestão de cobranças e muito mais que a InfinitePay oferece para o seu negócio.

Aqui estão alguns fatores a considerar ao escolher uma adquirente:

  • Taxas: As taxas são o principal fator a considerar ao escolher uma adquirente. As taxas variam de acordo com a adquirente, o tipo de transação e o volume de vendas do seu negócio. O bom mesmo é escolher uma com taxa fixa, como a InfinitePay oferece, para não ter surpresas no fechamento de caixa.
  • Serviços oferecidos: Além das taxas, é importante considerar os serviços oferecidos pela adquirente. Algumas adquirentes oferecem uma variedade de serviços adicionais, como antecipação de recebíveis, soluções de pagamento online e suporte ao cliente. 

A contratação de uma adquirente é um passo importante para qualquer negócio que aceite pagamentos com cartão de crédito ou débito. Fazer sua pesquisa e comparar as ofertas de várias empresas antes de tomar uma decisão pode ajudá-lo a encontrar a melhor opção para o seu negócio.

Como a InfinitePay se posiciona para ser uma aliada no seu negócio? 

A InfinitePay é uma adquirente que oferece taxas imbatíveis para pequenos e médios negócios. Com ela, você pode receber seus pagamentos na hora ou em até 1 dia útil, sem taxas escondidas ou meta de faturamento. Além disso, a InfinitePay oferece um suporte ao cliente de qualidade, com atendimento RA1000 certificado pelo Reclame Aqui.

Taxas imbatíveis

A InfinitePay é conhecida por suas taxas imbatíveis. Para cartões de crédito Visa e Mastercard, a taxa para recebimento em 1 dia útil é de apenas 3,15%. Para cartões de débito, a taxa é de apenas 1,37%.

Suporte de qualidade

A InfinitePay oferece um suporte ao cliente de qualidade, com atendimento humano. Os atendentes da InfinitePay são treinados para oferecer um atendimento personalizado e eficiente.

Outros benefícios

Além das taxas imbatíveis e do suporte de qualidade, a InfinitePay oferece outros benefícios para seus clientes, como:

Maquininhas de cartão 

Transformar seu celular em maquininha

Pix ilimitado

Conta digital gratuita

Cartão InfinitePay com cashback

Seu negócio

O sistema PDV, ou ponto de venda, é uma ferramenta essencial para qualquer negócio que venda produtos ou serviços. Ele é responsável por registrar as vendas, controlar o estoque, emitir notas fiscais e realizar outros processos importantes da rotina comercial.

Para pequenas e médias empresas, os sistemas PDV gratuitos podem ser uma ótima opção. Eles oferecem uma série de recursos essenciais para o gerenciamento do negócio, sem o custo de um sistema comercial completo.

Como funciona um sistema PDV gratuito?

O sistema PDV é composto por dois componentes principais:

  • Software: o software é o programa que controla o sistema. Ele é responsável por armazenar os dados da empresa, como produtos, clientes e vendas.
  • Hardware: o hardware é o equipamento físico que executa o software. Ele geralmente inclui um computador, um leitor de código de barras e uma impressora.

O funcionamento do sistema PDV pode ser dividido em três etapas principais:

1. Cadastro

Na primeira etapa, os dados da empresa, como produtos, clientes e vendedores, são cadastrados no sistema.

2. Venda

Na segunda etapa, as vendas são registradas no sistema. O cliente escolhe os produtos que deseja comprar e o sistema calcula o valor total da compra. O pagamento pode ser feito em dinheiro, cartão de crédito, cartão de débito ou outro meio de pagamento.

3. Fechamento de caixa

Na terceira etapa, o sistema fecha o caixa e gera relatórios de vendas. Os relatórios podem ser usados para acompanhar o desempenho do negócio, identificar tendências e tomar decisões estratégicas.

Além dessas três etapas principais, o sistema PDV também pode oferecer uma série de funcionalidades adicionais, como:

  • Controle de estoque: o sistema pode ser usado para controlar o estoque da empresa, evitando a falta ou o excesso de produtos.
  • Emissão de notas fiscais: o sistema pode ser usado para emitir notas fiscais eletrônicas (NF-e), seguindo as normas da legislação brasileira.
  • Gestão de clientes: o sistema pode ser usado para armazenar informações sobre os clientes, como nome, endereço, telefone e histórico de compras.
  • Relatórios de vendas: o sistema pode gerar relatórios de vendas, que podem ser usados para acompanhar o desempenho do negócio, identificar tendências e tomar decisões estratégicas.

O sistema PDV é uma ferramenta essencial para qualquer negócio que venda produtos ou serviços. Ele pode ajudar a automatizar processos, melhorar a eficiência e o controle do negócio, e fornecer informações valiosas para a tomada de decisões.

Leia mais: PDV: O que é e como funciona

Benefícios dos sistemas PDV gratuitos

Os sistemas PDV gratuitos oferecem uma série de benefícios para as pequenas e médias empresas. Entre eles, podemos destacar:

  • Custo reduzido: os sistemas PDV gratuitos são uma alternativa mais econômica aos sistemas comerciais completos. Isso pode ser um diferencial importante para empresas que estão começando ou que têm um orçamento limitado.
  • Facilidade de uso: os sistemas PDV gratuitos são geralmente fáceis de usar, mesmo para pessoas que não têm experiência com tecnologia. Isso torna mais fácil para os funcionários aprenderem a usar o sistema e começar a vender rapidamente.
  • Funcionalidades essenciais: os sistemas PDV gratuitos geralmente oferecem as funcionalidades essenciais para o gerenciamento do negócio, como registro de vendas, controle de estoque e emissão de notas fiscais.

Como escolher um sistema PDV gratuito

Na hora de escolher um sistema PDV gratuito, é importante considerar as necessidades específicas do seu negócio. Alguns fatores importantes a serem considerados são:

  • Tamanho do negócio: os sistemas PDV gratuitos geralmente são projetados para pequenas e médias empresas. Se você tem um negócio grande, pode precisar de um sistema mais robusto.
  • Tipo de negócio: o tipo de negócio que você tem também influencia na escolha do sistema PDV. Se você vende produtos físicos, precisará de um sistema que ofereça recursos para controle de estoque. Se você vende produtos digitais, precisará de um sistema que ofereça recursos para emissão de notas fiscais eletrônicas.
  • Nível de experiência: o nível de experiência dos seus funcionários também influencia na escolha do sistema PDV. Se seus funcionários não têm experiência com tecnologia, você precisará de um sistema fácil de usar.

Após considerar esses fatores, você poderá fazer uma lista de sistemas PDV gratuitos que atendam às suas necessidades. Em seguida, você pode testar os sistemas para ver qual deles é o melhor para o seu negócio.

Você também pode se interessar por: 

Conheça sistema PDV gratuito da InfinitePay

O PDV da InfinitePay é um sistema PDV gratuito que oferece uma série de funcionalidades essenciais para o gerenciamento de negócios, como:

Registro de vendas

O PDV permite registrar vendas de forma rápida e fácil. O usuário pode escolher os produtos que deseja vender, informar a forma de pagamento e o valor total da compra. O sistema calcula automaticamente o valor do troco, se necessário.

Modo ficha

Use o Modo Ficha do PDV para vender e imprimir fichas direto pela maquininha. Seus clientes compram rápido e podem retirar os ítens em outro lugar.

Controle de estoque

O PDV da InfinitePay permite controlar o estoque da empresa, evitando a falta ou o excesso de produtos. O usuário pode cadastrar os produtos no sistema, incluindo o código de barras, a descrição, o preço e a quantidade em estoque. O sistema atualiza o estoque automaticamente a cada venda realizada.

Gestão de clientes

O PDV permite armazenar informações sobre os clientes, como nome, endereço, telefone e histórico de compras. O usuário pode cadastrar novos clientes, editar informações de clientes existentes e visualizar o histórico de compras de cada cliente.

Relatórios de vendas

O PDV da InfinitePay permite gerar relatórios de vendas, que podem ser usados para acompanhar o desempenho do negócio, identificar tendências e tomar decisões estratégicas. Os relatórios podem ser gerados por período, produto, cliente ou forma de pagamento.

Além dessas funcionalidades essenciais, o PDV da InfinitePay também oferece uma série de recursos adicionais, como:

  • Gestão de múltiplos estabelecimentos: o PDV permite gerenciar múltiplos estabelecimentos a partir de um único sistema, seja na sua maquininha ou utilizando o InfiniteTap.
  • Integração com a maquininha e InfiniteTap: o PDV é integrado de forma nativa na maquininha de cartão da InfinitePay e com o InfiniteTap. Isso significa que as vendas realizadas pelo InfiniteTap atualizam o estoque no PDV e vice versa.

Leia mais: Maquininha com menor taxa: o que você precisa saber?

  • Suporte técnico: a InfinitePay oferece suporte técnico gratuito para o PDVendas.

O PDV da InfinitePay é uma ótima opção para pequenas e médias empresas que buscam um sistema PDV gratuito e completo. Ele oferece uma série de funcionalidades essenciais para o gerenciamento do negócio, além de recursos adicionais que podem ser úteis para empresas de diferentes segmentos.

Leia mais: Conheça o PDV da InfinitePay: revolucione a gestão do seu negócio

fique ligado

Assine nossa newsletter com conteúdo exclusivo.

infinitebank