Por que cobrar sinal de pagamento?

Por que cobrar sinal de pagamento?

Confira o que é sinal de pagamento, as vantagens e quais situações é melhor pedir um sinal de adiantamento por um serviço

11/03/2024

13

ionicons-v5-e
Copiar link
Copiado!ㅤ

Confira neste artigo tudo o que você precisa saber sobre o sinal de pagamento. Entenda seu conceito, as vantagens em cobrá-lo e como tomar decisões conscientes e seguras em suas compras e vendas.

O que é sinal de pagamento?

O sinal de pagamento é uma quantia em dinheiro que o comprador entrega ao vendedor como garantia de que irá concluir a compra de um bem ou serviço. É uma espécie de "pré-pagamento" que demonstra o compromisso do comprador com a negociação.

O sinal tem como objetivo principal proteger ambas as partes:

Para o vendedor 

Garante que ele não perderá tempo e recursos com um cliente que não tem real interesse em comprar o produto ou serviço.

Para o comprador 

Assegura que ele terá o produto ou serviço reservado para ele, evitando que seja vendido para outro cliente.

Dessa forma, o sinal de pagamento se prova uma boa opção especialmente para serviços e para produtos que demandem diversas fases de entrega. Isso porque o sinal força um comprometimento financeiro, reduzindo as chances de desistência no meio do caminho por ambas as partes.

Saiba como gerar link de pagamento para receber sinal.

Como funciona o sinal de pagamento?

A cobrança do sinal se dá através de algumas etapas. Abaixo, listamos o passo a passo de como se dá a cobrança do sinal:

1. Precificação:

O valor do sinal é livremente negociado entre as partes, mas geralmente não ultrapassa 30% do valor total da compra. É importante que o valor seja justo para ambas as partes, levando em consideração o valor do bem ou serviço, o tempo de entrega e os riscos da negociação.

2. Formalização:

É importante que o pagamento do sinal seja formalizado por meio de um contrato escrito, que deve conter:

Dados das partes: nome completo, endereço e telefone.

Descrição do bem ou serviço: características e quantidade.

Valor total da compra: valor do sinal e valor restante a ser pago.

Data de entrega do bem ou serviço: prazo para a finalização da compra.

Forma de pagamento do sinal: dinheiro, cheque, cartão de crédito ou débito, transferência bancária etc.

3. Pagamento do sinal:

O sinal pode ser pago à vista ou parcelado, de acordo com a negociação entre as partes. É importante que o comprador guarde o comprovante de pagamento para sua segurança.

4. Entrega do bem ou serviço:

O vendedor deve entregar o bem ou serviço na data acordada e nas condições descritas no contrato. Caso não cumpra com sua parte, ele poderá ser obrigado a devolver o valor do sinal em dobro.

Os passos seguintes não são parte formal do processo, mas podem ocorrer, então seguem listados para serem mapeados.

5. Devolução do sinal:

Em alguns casos, o sinal pode ser devolvido ao comprador, mesmo que ele desista da compra. Isso pode acontecer se:

  • O vendedor não entregar o bem ou serviço na data acordada.
  • O bem ou serviço não estiver em conformidade com o descrito no contrato.
  • O comprador tem um motivo de força maior para desistir da compra, como doença grave ou perda de emprego.

6. Rescisão do contrato:

Se o contrato for rescindido por qualquer motivo, o valor do sinal deve ser devolvido ao comprador, acrescido de juros legais.

Veja algumas dicas para evitar problemas:

  • Sempre faça um contrato escrito.
  • Guarde o comprovante de pagamento do sinal.
  • Exija a nota fiscal ou recibo da compra.
  • Em caso de dúvidas, consulte um advogado.

Conheça o link de pagamento seguro para cobrar o sinal.

Quais as vantagens de cobrar sinal de pagamento?

Existem alguns benefícios consideráveis na cobrança de sinal. Abaixo, listamos os principais:

Segurança e planejamento para o seu negócio

Cobrar sinal de pagamento não é apenas uma forma de garantir compromisso do cliente, mas também uma ferramenta estratégica para o sucesso do seu negócio. Ao implementar essa prática, você desfruta de diversos benefícios que contribuem para a segurança, organização e rentabilidade do seu trabalho.

Além disso, é possível melhorar seu fluxo de caixa recebendo o sinal na hora. Há formas de pagamento atualmente que permitem essa agilidade.

Proteja-se contra "no-shows" e inadimplência

O sinal funciona como uma garantia contra clientes que não comparecem ao compromisso ou que não honram seus pagamentos. Essa proteção é especialmente importante para profissionais autônomos e empresas com agendamentos, como tatuadores, cabeleireiros, profissionais da saúde e consultores, que podem sofrer perdas significativas com cancelamentos de última hora. Ao cobrar um valor inicial, você se resguarda contra o impacto negativo de "no-shows" e inadimplência, assegurando a previsibilidade e segurança do seu fluxo de caixa.

Garanta organização e otimização do tempo

O sinal permite que você organize sua agenda de forma mais eficiente, evitando o agendamento excessivo e garantindo que todos os clientes sejam atendidos com a atenção e qualidade que merecem. Ao ter uma visão clara dos compromissos confirmados, você otimiza seu tempo, reduz o estresse e aumenta a produtividade do seu negócio.

Valorize seu tempo e expertise

Cobrar sinal demonstra profissionalismo e valoriza o seu tempo e expertise. Ao comunicar o valor do seu trabalho desde o início, você estabelece uma relação transparente com o cliente e transmite a importância do compromisso firmado. Essa postura contribui para a percepção de valor do seu serviço, fidelizando clientes e atraindo novos negócios.

Benefícios específicos para áreas como saúde e estética

Para profissionais da saúde e estética, o sinal de pagamento oferece vantagens adicionais. Na área da saúde, por exemplo, o sinal ajuda a reduzir custos com materiais descartáveis e outros insumos utilizados em cada consulta, além de contribuir para a diminuição da inadimplência. Já na área da estética, o sinal pode ser utilizado para garantir a reserva do horário e para cobrir os custos com produtos que serão utilizados no serviço.

É legal pedir pagamento de sinal?

Sim, é legal pedir pagamento de sinal. A prática é amparada pelo Código Civil Brasileiro, entre os  artigos 417- 420, que define o sinal como "a quantia dada como princípio do pagamento e que se perde em caso de arrependimento do comprador".

Alguns procedimentos comuns no mercado na cobrança de sinal:

  • O valor do sinal não pode ser superior a 30% do valor total da compra. Você pode parcelar a cobrança com link de pagamento, sendo um meio eficaz para cobrar sinal.
  • O sinal deve ser devolvido ao cliente em dobro caso o vendedor não cumpra com sua parte no contrato.
  • O cliente pode desistir da compra e ter o sinal devolvido se houver motivo de força maior, como doença grave ou perda de emprego.

Quando pedir um sinal de pagamento

Há tipos de negócios em que a cobrança de sinal é comum e esperada. Abaixo, listamos os principais usos práticos do sinal de pagamento:

Tatuador

O sinal garante a compra dos materiais específicos para a tatuagem, como tinta, agulhas e outros insumos, assegurando a qualidade do serviço e evitando custos desnecessários.

Cabelereiro

O sinal garante a reserva do horário e cobre os custos com produtos como tintas, descolorantes e outros produtos específicos para o serviço contratado, otimizando o tempo e os recursos do profissional.

Profissional de saúde

O sinal ajuda a reduzir custos com materiais descartáveis, medicamentos e outros insumos utilizados na consulta, além de contribuir para a diminuição da inadimplência, garantindo a sustentabilidade do negócio.

Reserva de restaurante

O sinal de pagamento em reservas de restaurante garante que o cliente esteja realmente comprometido com a reserva, evitando mesas vazias e prejuízos para o estabelecimento. Essa prática é especialmente importante em datas comemorativas ou horários de pico, quando a demanda por mesas é alta.

Serviços (marcenaria, obra) e produtos (carros, imóveis) de alto valor

Em serviços e produtos de alto valor, o sinal de pagamento funciona como um compromisso do cliente e uma garantia para o profissional ou empresa. Essa prática é essencial para proteger ambas as partes em transações que envolvem valores consideráveis e prazos de entrega longos.

Exemplos:

  • Marcenaria: O sinal pode ser utilizado para comprar materiais específicos para o projeto, como madeira, ferramentas e outros insumos.
  • Obra: O sinal pode ser utilizado para cobrir custos iniciais com mão de obra, equipamentos e outros serviços necessários para o início da obra.
  • Carros: O sinal pode ser utilizado para reservar o carro e garantir o preço negociado, evitando que o veículo seja vendido para outro cliente.
  • Imóveis: O sinal pode ser utilizado para reservar o imóvel e garantir a compra, evitando que o imóvel seja vendido para outro cliente.

Meios de pagamento para receber sinal

A escolha do meio de pagamento para receber o sinal deve levar em consideração a segurança, a praticidade e as preferências do cliente.

Confira as principais opções:

  • Dinheiro: tradicional e rápido, mas menos seguro.
  • Cartão de crédito ou débito: seguro, rápido e prático, mas as taxas cobradas pelas operadoras podem ser altas. Você pode cobrar sinal à distância no cartão com link de pagamento.
  • Pix: instantâneo, seguro e gratuito, mas o cliente precisa ter um aplicativo de banco compatível com o Pix.

Cuidados ao receber um sinal de pagamento

O sinal de pagamento é uma cobrança, e portanto tem trâmites que podem ser delicados. Siga o processo abaixo para aumentar as garantias de ser bem sucedido em seu recebimento:

Formalize o contrato

Elabore um contrato escrito que descreva o objeto da transação, o valor do sinal, a data de entrega do bem ou serviço, as condições de devolução do sinal e as demais cláusulas relevantes.

Obtenha a assinatura do cliente em duas vias do contrato, para que ambas as partes tenham um registro do acordo.

Comunique-se de forma clara

Informe o cliente sobre o valor do sinal, a forma de pagamento e o prazo para pagamento. Explique as condições de devolução do sinal, incluindo os casos em que o cliente poderá ter o valor restituído. Responda a todas as dúvidas do cliente e certifique-se de que ele esteja ciente de seus direitos e obrigações.

Utilize meios de pagamento seguros

Opte por meios de pagamento que ofereçam segurança para ambas as partes, como cartão de crédito, transferência bancária ou Pix.

Evite receber o sinal em dinheiro, pois há risco de perda ou roubo.

Documente o recebimento do sinal

Guarde o comprovante de pagamento do sinal, como recibo, extrato bancário ou transação do Pix. Anote a data e o valor do pagamento, bem como o nome e os dados de contato do cliente.

Modelo de recibo de sinal de pagamento 

Pelo presente instrumento particular, as partes abaixo qualificadas:

VENDEDOR:

Nome: [Nome completo do vendedor]

Endereço: [Endereço completo do vendedor]

CPF: [Número do CPF do vendedor]

RG: [Número do RG do vendedor]

COMPRADOR:

Nome: [Nome completo do comprador]

Endereço: [Endereço completo do comprador]

CPF: [Número do CPF do comprador]

RG: [Número do RG do comprador]

Declaram que:

O VENDEDOR vende e o COMPRADOR compra, pelo presente instrumento, o seguinte bem/serviço: [Descrição completa do bem/serviço].

O valor total da transação é de R$ [Valor total da transação].

O COMPRADOR pagou ao VENDEDOR, a título de sinal de pagamento, a quantia de R$ [Valor do sinal], equivalente a [Percentual do sinal]% do valor total da transação.

O sinal foi pago através de [Forma de pagamento do sinal] (cheque, cartão de crédito, transferência bancária, Pix).

Cláusulas:

O saldo remanescente de R$ [Valor do saldo remanescente] deverá ser pago pelo COMPRADOR ao VENDEDOR na data de [Data de pagamento do saldo].

Em caso de arrependimento do COMPRADOR, o sinal não será devolvido.

Em caso de arrependimento do VENDEDOR, o sinal será devolvido ao COMPRADOR em dobro.

O bem/serviço será entregue ao COMPRADOR na data de [Data de entrega do bem/serviço].

As partes elegem o foro da Comarca de [Cidade] para dirimir qualquer litígio que possa surgir em decorrência do presente instrumento.

Local e data:

[Cidade], [Data]

Assinaturas:

VENDEDOR:

COMPRADOR:

Testemunhas:

Que ferramenta eu uso para receber sinal de pagamento? 

A escolha da ferramenta ideal para receber sinal de pagamento depende de suas necessidades específicas e do tipo de negócio que você administra.

A InfinitePay oferece a opção de cobrar por link de pagamento, em que você pode:

Receber o dinheiro na hora ou em 1 dia útil 

Diferentemente de outras plataformas, que podem levar até 30 dias para liberar o saldo, a InfinitePay te dá acesso ao seu dinheiro instantaneamente ou em apenas 1 dia útil.

Parcelar em até 12x

Ofereça mais flexibilidade aos seus clientes, permitindo que eles parcelem o sinal em até 12 vezes sem juros.

Cobrar taxas menores 

A InfinitePay oferece taxas mais competitivas que outras plataformas, ajudando seu fluxo de caixa.

Gerenciar seus pagamentos em um só lugar 

A plataforma InfinitePay te permite gerenciar todos os seus pagamentos em um só lugar, de forma fácil e segura. Com a InfinitePay, você pode ter certeza de que receberá seu sinal de pagamento de forma rápida, segura e eficiente.

fique ligado

Assine nossa newsletter com conteúdo exclusivo.