economia

Descubra as últimas tendências econômicas. Aprenda como os desenvolvimentos econômicos podem impactar seus investimentos e negócios hoje.

Seu negócio

O inventário de estoque é uma atividade essencial para qualquer negócio que venda produtos. Ele consiste na contagem física de todos os itens em estoque, a fim de comparar com o estoque registrado no sistema. Isso permite identificar divergências, como produtos faltantes ou em excesso, e tomar medidas corretivas.

Você também pode se interessar por: Como vender sem estoque: uma oportunidade para empreendedores

O que é um inventário de estoque?

O inventário de estoque é uma listagem completa de todos os produtos armazenados no estoque de uma empresa. Esse inventário identifica, classifica e determina o valor de cada produto.

Como é feito o inventário de estoque?

O inventário de estoque pode ser feito de duas maneiras: manual ou automática.

Método manual 

Os produtos são contados um a um, por um funcionário designado para essa tarefa. Esse método é mais demorado e sujeito a erros, mas pode ser uma opção viável para negócios de pequeno porte ou com estoques de tamanho reduzido.

No método automático 

O inventário é feito por meio de um software de gestão de estoque. Esse software utiliza leitores de código de barras para identificar os produtos e suas quantidades. Esse método é mais rápido e preciso, mas requer um investimento inicial em um software e em leitores de código de barras.

Quais os tipos de inventário de estoque?

Existem três principais tipos de inventário de estoque:

Inventário periódico 

É o tipo mais comum de inventário. Ele é realizado em intervalos regulares, geralmente uma ou duas vezes por ano.

Inventário rotativo 

É um tipo de inventário periódico que é realizado em intervalos regulares, mas em lotes de produtos diferentes.

Inventário contínuo 

É um tipo de inventário que é realizado de forma contínua, ao longo do tempo.

Qual a principal função do inventário?

A principal função do inventário é garantir a precisão do controle de estoque. Um inventário preciso permite que a empresa saiba exatamente quantos produtos ela possui em estoque, evitando a falta ou o excesso de produtos.

Você também pode se interessar por: Queima de estoque: como fazer e aproveitar essa estratégia

Quais os benefícios do inventário de estoque?

Além de garantir a precisão do controle de estoque, o inventário de estoque traz diversos benefícios para a empresa, incluindo:

  • Redução de perdas e desperdícios: um inventário preciso permite identificar produtos que estão faltando ou em excesso, o que ajuda a reduzir perdas e desperdícios.
  • Melhora na gestão financeira: um inventário preciso permite que a empresa faça uma previsão mais precisa de suas necessidades de compra, o que ajuda a melhorar a gestão financeira.
  • Aumento da produtividade: um inventário preciso permite que a empresa planeje suas operações de forma mais eficiente, o que ajuda a aumentar a produtividade.

Como fazer um bom inventário de estoque?

Para fazer um bom inventário, é importante seguir alguns passos:

  1. Planeje o inventário: defina a data, o horário e o método de inventário que será utilizado.
  2. Organize o estoque: antes do inventário, organize o estoque para facilitar a contagem.
  3. Conte os produtos: conte todos os produtos de forma cuidadosa e precisa.
  4. Verifique as divergências: compare as quantidades contadas com as quantidades registradas no sistema.
  5. Tome medidas corretivas: se houver divergências, tome medidas corretivas para corrigi-las.

O inventário de estoque é uma atividade essencial para qualquer negócio que venda produtos. Ele é importante para garantir a precisão do controle de estoque, reduzir perdas e desperdícios, melhorar a gestão financeira e aumentar a produtividade.

Ao realizar o inventário de estoque de forma periódica, a empresa pode garantir uma gestão eficiente de seus estoques.

Leia mais: PDV: O que é e como funciona

Inventário de estoque e PDV

No contexto do PDV, o inventário de estoque é ainda mais importante, pois é a partir dele que são gerados os relatórios de vendas e estoque. Esses relatórios são essenciais para o controle financeiro e operacional do negócio, e ajudam a tomar decisões estratégicas, como:

  • Definição de preços
  • Controle de custos
  • Planejamento de compras
  • Gestão de promoções

Conheça o PDV da InfinitePay direto na maquininha

O PDV da InfinitePay é uma funcionalidade gratuita que está disponível nas maquininhas da empresa. Ele permite que os comerciantes realizem vendas,gerenciem estoque e emitam relatórios de forma simples e rápida.

O PDV da InfinitePay oferece as seguintes funcionalidades:

Vendas 

O PDV permite que os comerciantes realizem vendas de forma rápida e segura. Basta digitar o código do produto ou escanear o código de barras para realizar a venda.

Gestão de estoque

O PDV permite que os comerciantes gerenciem o estoque de forma simples e eficiente. É possível cadastrar produtos, controlar as quantidades em estoque e gerar relatórios de vendas.

Relatórios

O PDV permite que os comerciantes gerem relatórios de vendas, estoque e financeiro. Esses relatórios são essenciais para a tomada de decisões estratégicas.

O PDV da InfinitePay é uma ferramenta completa que pode ajudar os comerciantes a melhorar a gestão de seus negócios.

Benefícios do PDV da InfinitePay:

  • Facilidade de uso: o PDV é simples e fácil de usar, mesmo para comerciantes que não possuem experiência em tecnologia.
  • Economia: o PDV é gratuito, o que representa uma economia significativa para os comerciantes.
  • Precisão: o PDV permite que os comerciantes tenham um controle preciso do estoque, o que ajuda a reduzir perdas e desperdícios.
  • Redução de erros: o PDV ajuda a reduzir erros nas vendas, o que pode melhorar a satisfação dos clientes.

O PDV da InfinitePay é uma opção ideal para comerciantes de todos os portes que buscam uma ferramenta completa e eficiente para gerenciar suas vendas e estoque.

Leia mais: Conheça o PDVendas da InfinitePay: revolucione a gestão do seu negócio

Seu negócio

Um dos principais desafios para manter um fluxo de caixa saudável é a inadimplência. Quando os clientes não pagam suas contas em dia, a empresa pode ter dificuldades para honrar seus compromissos financeiros.

Gerir um negócio exige atenção em diversas frentes, e uma das mais críticas é a gestão de recebimentos. É aqui que entra o sistema de cobrança, uma ferramenta que vai além do simples envio de boletos, transformando o modo como as empresas administram suas finanças. 

Segundo o estudo realizado pelo Serasa sobre Mapa da Inadimplência e Negociação de Dívidas no Brasil, em agosto de 2023 o número de pessoas inadimplentes chegou a 71,74 milhões, um aumento de 320 mil em relação ao mês anterior. Esse cenário é preocupante para os empreendedores, pois pode afetar o consumo e, consequentemente, as vendas.

Um sistema de cobrança pode ajudar a reduzir a inadimplência e melhorar o fluxo de caixa. Isso porque ele permite que as empresas automatizem o processo de cobrança, desde o envio de faturas até o contato com clientes inadimplentes.

Leia mais: 

O que é um sistema de cobrança?

Um sistema de cobrança é uma plataforma que automatiza os processos de cobrança de um negócio. Ele permite que os negócios enviem faturas, lembretes de pagamento, cobranças e até mesmo realizem ações de recuperação de crédito.

Os sistemas de cobrança podem ser usados por negócios de todos os tamanhos e segmentos. Eles são especialmente úteis para empresas que precisam gerenciar um grande número de cobranças ou que precisam automatizar processos manuais.

Como funciona um sistema de cobrança?

Um sistema de cobrança gerencia o processo de cobrança de valores devidos por clientes ou parceiros comerciais. Ele desempenha um papel crucial na otimização do fluxo de caixa e na redução da inadimplência. Abaixo, explicamos como geralmente funciona um sistema de cobrança:

Cadastro de clientes e contratos 

Primeiro, as informações dos clientes são inseridas no sistema, juntamente com os detalhes dos contratos ou serviços prestados que estabelecem os valores e prazos de pagamento.

Emissão de faturas, boletos ou links de pagamento

O processo inicia com a emissão de faturas automáticas com base em transações comerciais ou serviços prestados. As faturas contêm detalhes como data de vencimento, itens ou serviços prestados, e valores a serem pagos.

Acompanhamento de pagamentos

O sistema monitora o status de pagamento das faturas, identificando contas em dia e aquelas em atraso. Pode enviar lembretes automáticos para clientes antes e após a data de vencimento, incentivando o pagamento pontual.

Personalização de estratégias

O sistema permite a personalização de estratégias com base nas características específicas dos clientes. Isso inclui a definição de políticas de crédito, a oferta de descontos por pagamentos antecipados e a criação de planos de pagamento personalizados.

Análise de dados

Recursos analíticos são utilizados para avaliar padrões de pagamento, comportamento financeiro dos clientes e identificação de riscos. Isso ajuda na tomada de decisões informadas sobre políticas de crédito e abordagens de cobrança.

Identificação de inadimplência

Um sistema de cobrança identifica sinais de inadimplência por meio do monitoramento constante. Isso permite ação proativa para evitar que contas em atraso se tornem problemas críticos.

Opções de pagamento flexíveis

Oferecer mais meios de pagamento é a melhor estratégia para aumentar as chances de receber seus clientes em dia.

Os meios de pagamento mais utilizados pelos consumidores são boleto à vista e parcelado, Pix Cobrança, link de pagamento, cartão de crédito de todas as bandeiras e cartão de débito. Em alguns casos, vale-refeição e vale-alimentação também podem ser oferecidos.

Além de diversificar as opções de pagamento, é importante oferecer flexibilidade ao cliente, como a possibilidade de trocar o meio de pagamento no meio das parcelas ou durante a assinatura de um serviço com cobrança recorrente.

Relatórios financeiros

Geração de relatórios detalhados sobre o desempenho financeiro, incluindo análise de contas a receber, histórico de pagamentos e previsões de fluxo de caixa.

Gestão de recuperação de dívidas

Em casos de inadimplência, o sistema facilita a implementação de estratégias de recuperação de dívidas, automatizando processos de negociação e gestão de acordos de pagamento.

Lembretes de pagamento (régua de cobrança)

A régua de cobrança é um roteiro que define quando e como enviar mensagens aos clientes para lembrá-los de pagar suas contas.

O que é uma régua de cobrança?

Uma régua de cobrança é um conjunto de procedimentos e ações estruturadas, criadas para gerenciar o processo de cobrança de clientes inadimplentes de maneira eficiente e automatizada. Essa régua é composta por várias etapas que vão desde o primeiro contato com o cliente até ações mais severas, como a negativação do nome ou ação judicial, caso a dívida não seja quitada. O objetivo da régua de cobrança é recuperar o crédito da forma mais amigável possível, reduzir o índice de inadimplência e manter uma boa relação com o cliente.

A régua de cobrança pode variar de acordo com a política de cada empresa, o tipo de produto ou serviço oferecido e o perfil do cliente. No entanto, ela geralmente inclui comunicações via e-mail, SMS, ligações telefônicas e, em alguns casos, correspondências físicas.

Abaixo, segue um exemplo de tabela que descreve uma régua de cobrança típica, considerando D+ (dias após o vencimento da dívida):

Régua de cobrança

Ação Comunicação
Antes do vencimento Enviar notificação Envio de Email lembrando a data de vencimento
Dia do vencimento Enviar notificação -
D+3 (Três dias após o vencimento) Verificar pagamento Envio de WhatsApp lembrando o cliente sobre a fatura vencida e oferecendo opções de pagamento
D+7 (Sete dias após o vencimento) Entrar em contato para pagamento Contato telefônico para entender os motivos do atraso e negociar formas de pagamento
D+15 (Quinze dias após o vencimento) Entrar em contato para pagamento Nova tentativa de contato telefônico para acordo. Informar sobre a possibilidade de negativação do nome
D+30 (Trinta dias após o vencimento) Entrar em contato para renegociação Envio de notificação final via Email, alertando sobre as consequências legais do não pagamento, incluindo ação judicial

É importante ressaltar que a régua de cobrança deve sempre respeitar as normas do Código de Defesa do Consumidor e as boas práticas de mercado, procurando manter um relacionamento saudável e respeitoso com o cliente.

Por que automatizar a régua de cobrança pode ajudar o seu negócio?

Automatizar a régua de cobrança com um sistema de cobrança gratuito traz diversos benefícios tanto para as empresas quanto para os clientes, tornando o processo de cobrança mais eficiente, eficaz e menos suscetível a erros humanos. Aqui estão alguns dos principais motivos pelos quais as empresas optam pela automatização desse processo:

  • Eficiência operacional:

A automatização permite que a empresa execute uma grande quantidade de ações de cobrança em um curto espaço de tempo, reduzindo o trabalho manual necessário e permitindo que a equipe se concentre em tarefas mais estratégicas.

  • Consistência nas ações: 

Garante que todas as ações de cobrança sejam realizadas de forma padronizada, seguindo as políticas da empresa, o que ajuda a manter a qualidade e a uniformidade do processo de cobrança.

  • Personalização e segmentação: 

A tecnologia permite segmentar e personalizar as ações de cobrança de acordo com o perfil do cliente, histórico de pagamento, valor da dívida, entre outros critérios, aumentando as chances de sucesso na recuperação do crédito.

  • Redução de custos: 

A automatização diminui a necessidade de intervenção humana, o que pode reduzir significativamente os custos operacionais associados ao processo de cobrança.

  • Melhoria na experiência do cliente: 

A comunicação automatizada pode ser menos invasiva e mais amigável, oferecendo opções de negociação e pagamento de forma clara e acessível, o que contribui para a manutenção de uma boa relação com o cliente, mesmo em situações de inadimplência.

  • Aumento da recuperação de créditos: 

A agilidade e a precisão na execução das etapas da régua de cobrança aumentam as chances de recuperação de créditos, impactando positivamente o fluxo de caixa e a saúde financeira da empresa.

  • Monitoramento e controle:

A automatização facilita o monitoramento em tempo real do processo de cobrança, permitindo ajustes rápidos na estratégia conforme necessário, além de fornecer dados valiosos para análises futuras.

Veja Prevenindo cobrança indevida

  • Cumprimento legal: 

A automatização ajuda a garantir que todas as ações de cobrança estejam em conformidade com as leis e regulamentações aplicáveis, minimizando riscos legais para a empresa.

Portanto, a automatização da régua de cobrança é uma estratégia importante para otimizar o processo de recuperação de dívidas, reduzindo custos operacionais, melhorando a relação com os clientes e aumentando a eficácia na recuperação de créditos.

Você também pode se interessar: Elementos essenciais de uma mensagem de cobrança de mensalidade escolar

Qual o melhor sistema de cobrança? 

Para alcançar eficiência e atender de forma ideal às suas necessidades, é fundamental levar em consideração diversos aspectos ao automatizar os processos de cobrança. O ideal é considerar diversos fatores, como o tamanho da sua empresa, o volume de transações, a complexidade das operações financeiras, e, claro, o custo-benefício. Avaliar as funcionalidades oferecidas, a segurança, a flexibilidade e a facilidade de uso também são aspectos importantes na escolha do sistema de cobrança mais adequado para atender às demandas específicas de uma empresa.

Por isso é indispensável contar com uma empresa reconhecida pela qualidade e segurança, que disponibiliza uma plataforma de gestão de cobranças eficiente. Dessa forma, é possível assegurar a ausência de problemas no processo de automatização, otimizando assim as atividades relacionadas.

Leia mais: Vantagens de uma cobrança efetiva de clientes

Empreender

O que é o Simples Nacional?

Antes de entender a exclusão do MEI, é importante saber o que é o Simples Nacional e seu papel perante os microempreendedores.

O Simples Nacional é uma forma de regime tributário que tem como objetivo ajudar o desenvolvimento do empreendedorismo no Brasil, com foco em pequenos negócios. Para isso, ele apresenta facilitadores para ME (Microempresas) e EPP (Empresas de Pequeno Porte), estimulando seu crescimento sem burocracia. 

Abaixo, listamos algumas das principais ações executadas pelo Simples Nacional em prol do pequeno empreendedor:

  • Simplificar o recolhimento de impostos e contribuições: 

Tornar o pagamento de impostos e contribuições mais fácil e prático.

  • Reduzir a carga tributária: 

Reduzir os impostos e contribuições pagos pelas MEs e EPPs.

  • Simplificar as obrigações tributárias: 

Tornar as obrigações tributárias das MEs e EPPs mais simples.

  • Ampliar o acesso ao crédito:

Tornar mais fácil para as MEs e EPPs obter crédito.

Podemos dizer, para resumir, que o Simples Nacional é um modelo que facilita a vida financeira de empresas em geral. 

Leia mais: MEI: vantagens, limitações e obrigações

O que é o Projeto de Lei Complementar (PLP) para MEI?

Para entender a exclusão do MEI do Simples Nacional, é preciso lembrar que está em tramitação o Projeto de Lei Complementar (PLP) 108/2021. Esse projeto propõe algumas alterações nas regras do MEI de forma geral. Abaixo, listamos as principais:

  • Redução da alíquota do INSS:

Antes, o MEI pagava 5% do salário mínimo ao INSS. Com a mudança, o valor cairá para 3%. Isso significa que os MEIs vão economizar cerca de R$ 200,00 por ano.

  • Aumento do limite de faturamento:

O MEI podia faturar até R$ 81 mil por ano. Após a mudança, o limite aumentará para R$ 144.913,41. Isso significa que os MEIs poderão faturar mais sem serem excluídos do regime.

  • Ampliação da isenção de impostos para serviços de transporte:

Antes da aprovação do projeto, os MEIs que prestavam serviços de transporte tinham que pagar o ICMS e o ISS. Agora, eles estão isentos desses impostos. Isso vai beneficiar os MEIs que atuam nesse setor.

  • Obrigatoriedade da entrega da DASN-SIMEI:

Até a mudança, a entrega da DASN-SIMEI era opcional para os MEIs. A partir de setembro de 2023, ela é obrigatória. Essa mudança vai garantir que o governo tenha informações mais precisas sobre a situação dos MEIs, evitando irregularidades.

  • A inclusão dos MEIs na Dívida Ativa da União: 

Os MEIs que não pagarem suas dívidas poderão ser incluídos na Dívida Ativa da União, o que os torna passíveis de cobrança judicialmente.

  • A possibilidade de inscrição do MEI no Cadastro Informativo de Créditos não Quitados do Setor Público Federal (CADIN): 

Os MEIs que não pagarem suas dívidas poderão ser inscritos no CADIN, dificultando acesso a crédito.

  • A possibilidade de suspensão das atividades do MEI: 

Os MEIs que não pagarem suas dívidas poderão ter suas atividades suspensas. 

O Impacto do PLP na exclusão do Simples Nacional

Dado que o projeto está em fase de aprovação, é válido se atentar às mudanças previstas: Antes da aplicação do PLP, se um MEI não pagasse suas dívidas, a Receita Federal poderia apenas suspender as atividades do MEI. Agora, sendo aprovada a PLP, os MEIs que não pagarem suas dívidas também podem ser incluídos na Dívida Ativa da União e inscritos no CADIN.

Esse novo procedimento pode ter um impacto significativo no Simples Nacional. A inclusão na Dívida Ativa da União pode dificultar o acesso do MEI ao crédito, pois os bancos podem ser mais relutantes em emprestar dinheiro a quem tem dívidas com o governo. A inscrição no CADIN também pode dificultar o acesso do MEI a outros benefícios do governo, como licitações públicas.

Além disso, a suspensão das atividades do MEI pode prejudicar o negócio, pois o MEI não poderá faturar durante esse período. Se o MEI não pagar as dívidas durante a suspensão, as atividades em seu CNPJ poderão ser encerradas definitivamente.

Resumindo: as mudanças nas regras para MEI que não pagarem suas dívidas tornam as consequências mais graves. Os MEIs que não pagarem suas dívidas podem ter problemas para obter crédito, participar de licitações públicas e até mesmo ter seu negócio encerrado.

Calendário de notificação e exclusão do Simples Nacional

Atente-se às datas abaixo sobre o processo de exclusão:

  • Notificação inicial: 

Os MEIs que possuem débitos com a Receita Federal ou com a Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN) serão notificados pela Receita Federal em setembro de 2023.

  • Datas para regularizar a situação:

Regularização: Os MEIs que forem notificados pela Receita Federal terão até 30 de novembro de 2023 para regularizar suas dívidas.

  • Data para exclusão caso a situação não seja regularizada:

Os MEIs que não regularizarem suas dívidas até 30 de novembro de 2023 serão excluídos do Simples Nacional em 1º de janeiro de 2024.

Punições

Caso seja desenquadrado do Simples Nacional, o MEI perde benefícios importantes, como os listados abaixo:

  • Impostos e contribuições reduzidos: 

O MEI que for desenquadrado do Simples Nacional terá que pagar impostos e contribuições de acordo com o regime tributário de sua atividade econômica, o que pode resultar em um aumento significativo dos custos do negócio.

  • Acesso a linhas de crédito: 

O MEI que for desenquadrado do Simples Nacional pode ter dificuldade para obter crédito, pois as instituições financeiras podem considerar o negócio como um risco maior.

  • Participação em licitações públicas: 

O MEI que for desenquadrado do Simples Nacional perderá a preferência na participação em licitações públicas, o que pode dificultar o crescimento do negócio.

Esses benefícios facilitam que o pequeno e médio empreendedor cresça seu negócio, seja através de oportunidades como licitações públicas, seja através do acesso facilitado a crédito. Perdê-los pode ser fatal para um pequeno negócio.

Passo a passo para seu MEI não ser excluído do Simples Nacional

Se você é MEI, siga os passos abaixo para evitar sua exclusão do Simples Nacional:

  • Verifique se você possui dívidas com a Receita Federal ou com a Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN).
  • Se você possuir dívidas, entre em contato com a Receita Federal para regularizar a situação.
  • Para regularizar as dívidas, você pode pagar à vista ou negociar. O prazo para regularizar as dívidas é até 30 de novembro de 2023.

Lembre-se de que se você não regularizar as dívidas até 30 de novembro de 2023, seu CNPJ será excluído do Simples Nacional em 1º de janeiro de 2024.

Leia mais: Consulta optante do Simples Nacional: O que você precisa saber

Como contestar a exclusão do Simples Nacional

Caso você tenha sido notificado sobre a exclusão do seu MEI do Simples Nacional e considere a decisão injusta, saiba que é possível contestá-la.

Abaixo, listamos as instruções para a contestação da exclusão do MEI do Simples Nacional:

  1. Acesse o portal e-CAC da Receita Federal. Para esse acesso, você precisará do seu código de acesso ou certificado digital.
  2. Clique em "Serviços".
  3. Selecione "Processos Digitais".
  4. Clique em "Solicitar Serviço via Processo Digital".
  5. Selecione a área "SIMPLES NACIONAL e MEI".
  6. Selecione o serviço "Contestar a exclusão de ofício do Simples Nacional" e em "Avançar"
  7. Preencha o formulário com as informações solicitadas, como o número do CNPJ, o nome da empresa e o motivo da contestação.
  8. Anexe o Termo de Exclusão e o Relatório de Pendências.
  9. Clique em "Salvar".
  10. Clique em "Assinar e Enviar".

Quais documentos são necessários para contestar a exclusão?

Os documentos solicitados no processo da contestação variam de acordo com a razão declarada para a exclusão do seu MEI do Simples Nacional. Por exemplo, se o motivo da exclusão for o não pagamento dos impostos e contribuições, o MEI deve anexar comprovantes de pagamento ou parcelamento dos débitos. Se o motivo da exclusão for o exercício de atividade não permitida no Simples Nacional, o MEI deve anexar documentos que comprovem que a atividade exercida é permitida no regime.

Mas por padrão, além dos arquivos acima mencionados, que variam de caso a caso, toda contestação exige os 2 documentos abaixo:

  • Termo de Exclusão: O documento emitido pela Receita Federal que informa a exclusão do MEI do Simples Nacional.
  • Relatório de Pendências: Este arquivo informa os motivos da exclusão do MEI do Simples Nacional.

Tenha-os salvo em um local de fácil acesso durante todo o processo de contestação.

Dicas para evitar dívidas no seu MEI

Dívidas e problemas financeiros no geral são responsáveis por boa parte das falências e fechamentos de negócios no Brasil inteiro.

Para evitar essa situação, listamos algumas dicas abaixo para evitar o surgimento de dívidas:

  • Faça o pagamento dos impostos e contribuições em dia

A melhor forma de evitar dívidas é pagando os impostos e contribuições em dia. Para isso, é importante ficar atento aos prazos de vencimento e às regras do Simples Nacional.

  • Fique atento aos prazos de vencimento

Os prazos de vencimento dos impostos e contribuições do MEI são fixados pela Receita Federal. É importante ficar atento a esses prazos para evitar multas e juros.

  • Parcele as dívidas com o governo para facilitar o pagamento

Se você não tiver condições de pagar as dívidas em dia, pode solicitar o parcelamento junto à Receita Federal. O parcelamento pode ser feito em até 60 meses.

  • Procure orientação profissional se tiver dúvidas

Se você tiver dúvidas sobre os impostos e contribuições do MEI, pode procurar orientação profissional. Um contador ou advogado pode ajudar você a entender as regras e evitar problemas.

Mantenha-se informado e tome as medidas necessárias o quanto antes para não perder seu MEI e o acesso aos benefícios do Simples Nacional.

Abra uma conta digital grátis para seu negócio

Você conhece a conta digital da InfinitePay? Basta baixar o app e criar sua conta totalmente grátis, sem precisar de CNPJ. Com ela, você pode vender pelo app através do InfiniteTap, link de pagamento, boleto e Pix. E o dinheiro que fica na conta rende sozinho, sem você fazer nada!

Leia mais sobre MEI:

Pagamentos

Nos últimos anos, o mundo das transações financeiras passou por uma verdadeira revolução. O que antes era feito com cédulas e moedas agora pode ser realizado com uma simples aproximação no celular. Esta transformação foi impulsionada pelo advento dos pagamentos por aproximação, ou contactless, uma tecnologia que trouxe uma nova era de conveniência e segurança para empreendedores e consumidores. Neste artigo, vamos explorar em detalhes o que é o contactless, como receber pagamentos por aproximação no celular e como aproveitar ao máximo essa inovação.

O que é Contactless?

O termo "contactless" se refere a transações que não exigem contato físico entre o dispositivo do pagador e o terminal de pagamento. Em vez de inserir um cartão ou digitar uma senha, os usuários podem simplesmente aproximar seus dispositivos habilitados para contactless, como smartphones ou cartões, do leitor de pagamento para concluir a transação.

Leia mais: O Futuro dos meios de pagamento: A evolução da economia digital

Como Funciona a Tecnologia Contactless

A tecnologia contactless é baseada em Near Field Communication (NFC), a tecnologia por trás dos pagamentos por aproximação. É uma forma de comunicação de curto alcance que permite a transferência de dados entre dispositivos quando estão próximos um do outro, geralmente a uma distância de poucos centímetros. Quando um dispositivo contactless é aproximado de um terminal compatível, os dados de pagamento são transmitidos de forma segura, permitindo a conclusão rápida da transação.

Como Habilitar e Usar o NFC para Transações no seu Dispositivo

A maioria dos smartphones vem com o NFC habilitado por padrão. Para usá-lo em transações, basta garantir que o NFC esteja ativado nas configurações do seu dispositivo. Quando estiver pronto para fazer um pagamento, basta aproximar seu celular do terminal de pagamento e seguir as instruções.

Como Receber por Aproximação no Celular

Receber pagamentos por aproximação no celular é uma maneira prática e moderna de facilitar transações financeiras para seu negócio. Neste guia, explicaremos como receber pagamentos via tecnologia NFC (Near Field Communication) em seu smartphone.

Leia mais: Como passar cartão para receber pelo celular

Siga estes passos simples baixando o app da InfinitePay:

Pagamento por aproximação celular Android

  • Pesquise pelo aplicativo InfinitePay: Primeiramente, abra a Play Store e pesquise por InfinitePay.
  • Opção "Vender com InfiniteTap": Logo após abrir o aplicativo e  se cadastrar, você encontrará a opção "Vender com InfiniteTap". Clique nessa opção para prosseguir.
  • Digite o valor da transação: Insira o valor da transação que deseja realizar.
  • Escolha a forma de pagamento: Agora, você deve escolher a forma de pagamento desejada. Pode ser débito ou crédito, à vista ou parcelado. Pressione "Avançar". 

A simplicidade é a chave aqui, e o processo é tão fácil quanto parece.

  • Aproxime o cartão ou celular com cartão digital: Neste ponto, é a vez do seu cliente. Eles devem aproximar o cartão ou o celular com cartão digital na parte traseira do seu celular. As áreas normalmente são na bateria ou perto da câmera.
  • Aguardar por alguns segundos: A aproximação deve ser mantida por alguns segundos enquanto a transação é processada. É uma experiência rápida e intuitiva!

Em algumas situações, para concluir a transação, seu cliente pode ser solicitado a seguir algumas instruções adicionais exibidas na tela, como digitar uma senha, especialmente se a venda for maior que R$ 200. Todo o processo é criptografado, garantindo a segurança nos pagamentos assim como na maquininha. Após a confirmação da transação, você receberá o pagamento por aproximação na sua conta InfinitePay. Confira como ter uma maquininha de cartão no celular.

Pagamento por aproximação celular iPhone 

Agora é possível aceitar pagamentos por aproximação pelo iPhone no aplicativo da InfinitePay. 

Lembrando que, independentemente do dispositivo que você usa, os pagamentos por aproximação oferecem uma maneira rápida, segura e conveniente de realizar transações financeiras

  • Pesquise pelo aplicativo InfinitePay: Primeiramente, abra a Apple Store pesquise por InfinitePay. É o primeiro aplicativo no Brasil a aceitar pagamentos de cartão no iOS.
  • Opção "Vender com Tap to Pay no iPhone": Logo após abrir o aplicativo e  se cadastrar, você encontrará a opção "Tap to Pay no iPhone". Clique nessa opção para prosseguir.
  • Digite o valor da transação: Insira o valor da transação que deseja realizar.
  • Escolha a forma de pagamento: Agora, você deve escolher a forma de pagamento desejada. Pode ser débito ou crédito, à vista ou parcelado. Pressione "Avançar". 
  • Aproxime o cartão ou celular com cartão digital: Neste ponto, é a vez do seu cliente. Eles devem aproximar o cartão ou o celular com cartão digital na frente, perto do lugar indicado na tela.
  • Aguardar por alguns segundos: A aproximação deve ser mantida por alguns segundos enquanto a transação é processada. Após a confirmação, o dinheiro pode cair na sua conta na hora ou em um dia útil dependendo do seu plano de recebimento.

A segurança nos pagamentos por aproximação

A segurança dos pagamentos por aproximação é uma preocupação fundamental para empreendedores e consumidores. Aqui estão alguns tópicos que abordam os aspectos de segurança relacionados a esse método de pagamento:

Como a tecnologia NFC (Near Field Communication) utilizada em pagamentos por aproximação assegura a proteção dos dados transmitidos?

A tecnologia NFC emprega criptografia para proteger os dados transmitidos entre o dispositivo do cliente e o terminal de pagamento durante transações por aproximação.

Os dados financeiros do cliente são armazenados no dispositivo do vendedor ou do cliente durante uma transação por aproximação?

Não, os dados financeiros do cliente não são armazenados nos dispositivos durante a transação, o que reduz o risco de acesso não autorizado.

Em transações de alto valor com cartão por aproximação, é sempre necessário digitar uma senha ou usar autenticação biométrica?

Em transações de alto valor ou situações específicas, pode ser necessária a autenticação adicional, como a digitação de uma senha, para garantir a identidade do usuário.

Como empresas de pagamento e instituições financeiras lutam contra atividades fraudulentas em pagamentos por aproximação?

Essas empresas implementam sistemas de monitoramento de fraudes para detectar e prevenir atividades fraudulentas. Assim como, utiliza-se o mesmo sistema de criptografia e segurança da maquininha para as transações financeiras serem efetuadas pelo celular

Por que é importante manter o software do terminal de pagamento e dos dispositivos atualizado?

Manter o software atualizado é crucial para garantir a segurança contínua dos pagamentos por aproximação, por isso, as empresas responsáveis por esse tipo de tecnologia precisam respeitar regras criteriosas e atualizar seus sistemas para garantir a segurança dos seus clientes e dos seus compradores.

A segurança dos pagamentos por aproximação é responsabilidade de quem?

A segurança dos pagamentos por aproximação é uma responsabilidade compartilhada principalmente pelas instituições financeiras e o Banco Central. Porém existem práticas a serem seguidas tanto pelos vendedores como por seus clientes, todos devem estar cientes das melhores práticas de segurança.

A tecnologia contactless é suscetível à clonagem de cartões?

Não, a tecnologia contactless é projetada para proteger contra a clonagem de cartões, tornando difícil para os criminosos replicarem as informações do cartão.

Empresas envolvidas em pagamentos por aproximação devem seguir algum padrão de segurança específico?

Sim, empresas envolvidas em pagamentos por aproximação devem cumprir rigorosos padrões de segurança estabelecidos pela indústria para garantir a integridade das transações.

Benefícios dos pagamentos por aproximação

Os pagamentos por aproximação oferecem uma série de benefícios significativos para empreendedores, consumidores e o setor financeiro como um todo. Abaixo, destacamos os principais benefícios dessa tecnologia:

  • Conveniência: Os pagamentos por aproximação são extremamente convenientes, pois eliminam a necessidade de carregar dinheiro físico ou cartões. Basta aproximar o dispositivo habilitado para contactless do terminal de pagamento para concluir a transação.
  • Velocidade: As transações contactless são notavelmente rápidas, levando apenas alguns segundos para serem concluídas. Isso economiza tempo tanto para o empreendedor quanto para o cliente, reduzindo as filas nos pontos de pagamento.
  • Segurança: A tecnologia contactless é altamente segura. Os dados de pagamento são criptografados durante a transmissão e não são armazenados no dispositivo, tornando mais difícil para os criminosos acessarem informações sensíveis.
  • Versatilidade: Os pagamentos por aproximação podem ser usados para uma ampla variedade de transações, desde compras em lojas físicas até pagamento de transporte público, pedágios e até mesmo em máquinas de venda automática.
  • Rastreabilidade: As transações contactless são registradas eletronicamente, o que torna mais fácil para os empreendedores rastrearem e gerenciarem suas finanças e receitas. Isso pode simplificar o controle financeiro e a contabilidade.
  • Redução de Erros: Como os pagamentos por aproximação são automáticos, há menos chance de erros de pagamento devido a troco incorreto ou falhas humanas.
  • Inovação e Competitividade: Adotar pagamentos por aproximação pode tornar seu negócio mais atraente para clientes que valorizam a tecnologia e a conveniência. Isso pode aumentar sua competitividade no mercado.
  • Economia de Tempo e Recursos: Com menos necessidade de gerenciar dinheiro físico e processar transações em papel, os negócios podem economizar tempo e recursos administrativos.
  • Acesso a Dados de Compra: Para empreendedores, os pagamentos por aproximação podem fornecer informações valiosas sobre os hábitos de compra dos clientes, ajudando a personalizar ofertas e melhorar a experiência do cliente.
  • Amigável para o Meio Ambiente: A redução do uso de recibos em papel e notas físicas pode contribuir para a redução do desperdício de papel e, assim, para a sustentabilidade ambiental.
  • Adoção Crescente: À medida que a tecnologia contactless se torna mais difundida, os consumidores estão cada vez mais dispostos a utilizá-la, o que pode impulsionar as vendas para empreendedores que a aceitam.

Confira a melhor maquininha de cartão no celular

Os pagamentos por aproximação no celular estão transformando a forma como fazemos negócios e lidamos com as finanças no dia a dia. Ao aproveitar essa tecnologia, você pode simplificar suas transações, proporcionando uma experiência mais conveniente aos seus clientes e melhorando a eficiência dos seus negócios. Esteja preparado para o futuro e adote os pagamentos por aproximação no seu empreendimento hoje mesmo.

Leia mais:

Finanças

No cenário de oscilações econômicas constantes, é crescente o número de pessoas à procura de novas modalidades de investimento. Em especial, aquelas mais rentáveis e flexíveis destacam-se como preferidas de investidores que buscam incrementar suas movimentações financeiras sem aumentar o risco envolvido. Nesse contexto, ganha protagonismo uma alternativa inovadora: a conta com rendimento diário.

Essa nova modalidade de investimento, além de permitir a diversificação da carteira, tem se mostrado uma excelente opção para quem deseja ver o dinheiro render todos os dias com baixo risco. Trata-se da maneira perfeita para empreendedores que buscam investir capital de forma segura, não somente a longo prazo, mas de maneira a ter um ganho cotidiano.

Estamos falando da evolução das aplicações financeiras. Esqueçam um pouco aquela imagem de investimentos como algo que precisa ficar intocado por longos períodos para trazer um lucro significativo. A conta com rendimento diário promove uma relação muito mais dinâmica com o seu dinheiro, disponibilizando uma rentabilidade diária sobre o valor aplicado.

Na prática, isso significa que a cada dia corrido o saldo na sua conta aumenta, todo dia um pouco. Então, em vez de esperar o mês inteiro (ou até mais) para ver o saldo da sua conta crescer - algo bastante comum de poupanças a investimentos de curto a médio prazo -  aqui ele aumenta diariamente.

Você também pode se interessar por: 

Como funciona uma conta com rendimento diário?

Se você é um empreendedor em busca de maior rentabilidade e flexibilidade nos seus investimentos, a conta com rendimento diário pode ser a resposta ideal. Mas, como sempre, é fundamental fazer uma pesquisa detalhada e, se possível, procurar a ajuda de um profissional da área ou plataforma confiável de investimentos para auxiliar na tomada de decisões.

A conta com rendimento funciona assim: o valor que você deposita nessa conta não fica parado, ele é aplicado automaticamente em investimentos de renda fixa com liquidez diária. Isso garante que o seu saldo renda todos os dias, normalmente os dias úteis.

Na maioria dos casos, é preciso deixar o dinheiro na conta por um tempo mínimo, de 30 ou mais dias. Só então o saldo passa a ter rendimento diário.

O que significa rendimento 100% do CDI?

O CDI significa Certificado de Depósito Interbancário, isso é uma taxa de juro que serve como referência para empréstimos de curto prazo entre bancos no Brasil. Ela é muito próxima à taxa Selic, que é a taxa básica de juros da economia brasileira, definida pelo Comitê de Política Monetária (COPOM) do Banco Central do Brasil. Ela serve como referência para todas as outras taxas de juros no país, como empréstimos, financiamentos e investimento. Quando você ouve que um investimento rende "x% do CDI", isso significa que o retorno desse investimento é uma porcentagem da taxa CDI.

Quando o Banco Central quer estimular a economia, ele geralmente reduz a Selic, tornando o crédito mais barato e incentivando o consumo e o investimento. Quando a ideia é conter a inflação, o Banco Central pode aumentar a Selic, tornando o crédito mais caro e desestimulando o consumo. É uma ferramenta central de política monetária utilizada para regular a economia.Quando se fala em rendimento 100% do CDI, isso significa que a sua conta renderá exatamente a mesma taxa do CDI naquele dia. Por exemplo, se a SELIC estiver em torno  de 13% ao ano e a conta paga 100% do CDI, seu rendimento será próximo de 13% ao ano. 

Como é calculado o rendimento?

O rendimento diário em uma conta é normalmente calculado com base na taxa de juros anual, em um processo conhecido como juros compostos. Primeiramente, a taxa anual de juros - a Selic - é convertida num formato diário e, em seguida, é aplicada ao saldo da conta ao fim de cada dia. 

Por exemplo: uma conta tem um saldo de R$ 20.000 e o CDI (Certificado de Depósito Interbancário) é 13% ao ano. A fórmula básica que representa o CDI de forma simplificada é CDI = ((1+ taxa SELIC)^ (1/252) -1) * 100. Nesse caso a taxa CDI, de 13% ao ano, será transformada na taxa diária através da seguinte fórmula em formato decimal. Logo, para calcularmos o rendimento diário basta multiplicamos o valor aplicado pela taxa diária do CDI:

  • Rendimento diário = valor aplicado * taxa diária do CDI 
  • Rendimento diário = R$ 20.000 * 0.00044445
  • Rendimento diário = R$ 8,89

No entanto, é importante notar que o rendimento diário é adicionado ao saldo da conta e pode resultar em um efeito de "juros sobre juros", aumentando o valor ganho ao longo do tempo.

Conta com rendimento diário é segura? (FGC)

Sim, contas com rendimento diário geralmente são seguras e muitas delas são protegidas pelo Fundo Garantidor de Créditos (FGC). O FGC é uma entidade privada que protege correntistas, poupadores e investidores, permitindo a recuperação dos depósitos ou créditos deixados em instituições financeiras em caso de intervenção, liquidação ou falência de uma instituição financeira. O FGC garante até R$ 250.000 por CPF e por instituição financeira. Isto é, se você tiver investimentos em uma instituição financeira e ela falir, o FGC te devolve até esse valor. Importante salientar que nem todos os investimentos são garantidos pelo FGC. 

Alguns exemplos que dispõem dessa garantia são: depósitos à vista, depósitos de poupança, Certificado de Depósito Bancário (CDB), Letras de Crédito Imobiliário (LCI), Letras de Crédito do Agronegócio (LCA), Letras de Câmbio, e outros.

Logo, uma conta com rendimento diário, desde que garantida pelo FGC e considerando-se o limite de garantia do FGC, é considerada segura do ponto de vista de você recuperar seu dinheiro em caso de problema com a instituição financeira. No entanto, como em qualquer investimento, os rendimentos dependem das condições do mercado e dos termos específicos do produto de investimento. É sempre aconselhável pesquisar e compreender completamente um produto de investimento antes de se comprometer com ele.

Leia mais: Taxa selic: O que é e como funciona

Conta com rendimento diário vs. outras opções:

Poupança 

Vamos começar essa comparação pelo amigo mais antigo, a poupança. Ela tem a vantagem da simplicidade e da familiaridade, rendendo 0,5% ao mês, quando a meta da taxa Selic ao ano for superior a 8,5%; ou 70% da meta da taxa Selic ao ano. Comparativamente, a conta com rendimento diário normalmente rende 100% do CDI. Isso significa que o rendimento pode ser significativamente maior do que na poupança. Vale lembrar que existem descontos dos impostos, na conta remunerada você paga Imposto de Renda e IOF. No Imposto de Renda, as taxas vão de 15% a 22,5%. Quanto menos tempo você deixa o dinheiro na conta, mais imposto você paga.

CDB 

Passando para o CDB (Certificado de Depósito Bancário), que é a aplicação de renda fixa mais comum depois da poupança, este apresenta rendimentos variáveis que podem ultrapassar 100% do CDI, dependendo do montante investido e do prazo. Porém, os investimentos em CDB normalmente têm um prazo determinado, e podem ter carência, sendo menos flexíveis do que a conta com rendimento diário que tem a sua liquidez diária como grande vantagem.

Fundos de Investimento

Por último, comparemos a conta com rendimento diário com os fundos de investimento. Eles são praticamente um combo de investimentos, reunindo ativos diversos como ações, títulos públicos e privados. 

Pode ser interessante pelo potencial de maior rentabilidade, porém, normalmente possuem taxas de administração e performance e ainda não possuem liquidez diária como a conta com rendimento diário, ou seja, se você sacar hoje, pode demorar de 1 a 30 dias para cair na conta. E tem o risco: quanto maior a chance de você ganhar, maior o risco de perder. 

Num cenário ideal, sua estratégia de investimentos deve incluir uma combinação de diferentes tipos de aplicações. E é nessa mistura que a conta com rendimento diário pode se mostrar uma adição bem atraente, pelo equilíbrio entre rentabilidade, segurança e liquidez.

Vantagens do Rendimento Diário

A principal vantagem de uma conta com rendimento diário é poder assistir seu dinheiro crescendo todos os dias. Além disso, a liquidez diária permite que você retire seu dinheiro a qualquer momento sem perder os rendimentos. É uma forma inteligente de guardar dinheiro, pois une a segurança de uma conta convencional, mas com benefícios de um investimento que rende todos os dias!

Leia mais: IOF: O que é e como funciona

O importante é entender o que cada opção oferece e alinhá-las com seus objetivos de curto, médio e longo prazos. Navegar pelo universo dos investimentos pode parecer complexo no começo, mas assim como o empreendedorismo, pode ser uma jornada muito gratificante. Como empreendedor, você já tem uma qualidade essencial para investir: a visão para identificar ótimas oportunidades. Lembre-se de que, independente da conta que você escolher, fazer parte do mundo dos investimentos é uma decisão inteligente - uma que pode impulsionar seu percurso no empreendedorismo colocando seu dinheiro para trabalhar para você. E como sempre, seja proativo: busque conhecimento, compare opções e decida com sabedoria. Assim, você estará cada vez mais perto de alcançar seus sonhos financeiros!

Leia mais: Melhor conta digital para empreendedores: como escolher

A melhor conta com rendimento diário para seu negócio

Para os empresários e comerciantes que buscam otimizar a gestão de seus recursos financeiros: a Conta Rendeira da InfinitePay é uma conta digital que possui rentabilidade diária de 100% do CDI. Esse recurso é especialmente projetado para maximizar o rendimento do dinheiro parado na conta, oferecendo uma alternativa de investimento simples e eficaz, sem burocracia e sem custos ocultos.

Basta baixar o app e criar sua conta sem burocracia

Comparativo InfiniteStreaming (100% CDI) versus Poupança

Obs: valores estimados, taxas relativas a 21/fev (Selic 11,25% ano, e poupança a 0,6171 % mês)Ref. Selic e Ref. poupança

Quanto rende R$ 1.000 em 100% do CDI?

InfiniteStreaming Poupança Nacional
Valor investido R$1,000.00 R$1,000.00
Após 6 meses R$1,057.32 R$1,037.16
Após 12 meses R$1,117.93 R$1,075.71
Após 24 meses R$1,249.76 R$1,157.14

Quanto rende R$ 5.000 em 100% do CDI?

InfiniteStreaming Poupança Nacional
Valor investido R$5,000.00 R$5,000.00
Após 6 meses R$5,286.60 R$5,185.81
Após 12 meses R$5,589.63 R$5,378.53
Após 24 meses R$6,248.79 R$5,785.72

Quanto rende R$ 10.000 em 100% do CDI?

InfiniteStreaming Poupança Nacional
Valor investido R$10,000.00 R$10,000.00
Após 6 meses R$10,573.20 R$10,371.63
Após 12 meses R$11,179.26 R$10,757.06
Após 24 meses R$12,497.59 R$11,571.44

Quanto rende R$ 20.000 em 100% do CDI?

InfiniteStreaming Poupança Nacional
Valor investido R$20,000.00 R$20,000.00
Após 6 meses R$21,146.41 R$20,743.25
Após 12 meses R$22,358.52 R$21,514.13
Após 24 meses R$24,995.18 R$23,142.89

Obs: valores estimados, relativos a 21/fev

Pagamentos

O cenário financeiro está em constante evolução, moldado por inovações e demandas crescentes por eficiência e segurança. É um futuro onde a acessibilidade e a inclusão financeira se tornam a norma, graças à descentralização e digitalização dos meios de pagamento.

Em suma, estamos caminhando para um futuro no qual os meios de pagamento serão predominantemente digitais e acessíveis a todos. Com a continuidade das inovações tecnológicas e uma maior adoção de soluções de pagamento digital, a transição para uma economia totalmente digital parece cada vez mais inevitável.

Os Meios de Pagamento Tradicionais

Os meios de pagamentos tradicionais, como dinheiro em espécie, cheques e cartões de crédito físico, têm sido a espinha dorsal do nosso sistema financeiro por décadas. Entretanto, a chegada da digitalização tem provocado mudanças significativas nesses sistemas.

Confira mais sobre os meios de pagamentos tradicionais e como eles funcionam dentro da economia hoje. 

A Transição Para Pagamentos Digitais

A transição para os pagamentos digitais está ocorrendo em uma taxa acelerada. As transferências bancárias online, os pagamentos móveis e as carteiras digitais oferecem uma conveniência sem precedentes, alterando a forma como conduzimos nossas transações financeiras.

Como fica o dinheiro físico? 

A tendência emergente nos meios de pagamento aponta para uma realidade cada vez mais digitalizada. Segundo um estudo da Opinion Box, uma maioria esmagadora de 71% dos participantes acredita que os pagamentos digitais acabarão substituindo o dinheiro físico no futuro.

No entanto, o dinheiro ainda figura como a terceira opção de pagamento mais popular no país, após o cartão de crédito (80% dos usuários) e o PIX (77% dos usuários). O cartão de débito é utilizado por 66% dos brasileiros.

A importância dos novos meios de pagamento

Os novos meios de pagamento oferecem muitos benefícios. Eles são geralmente mais rápidos, mais seguros e mais convenientes do que os métodos tradicionais. Por exemplo, transações de criptomoedas podem ser realizadas em questão de segundos, em vez dos dias que podem levar para transações bancárias internacionais.

Tap to pay

A urgência de novos meios de pagamento traz consigo uma série de vantagens, sendo geralmente mais rápidos, mais seguros e mais convenientes do que os métodos tradicionais. Uma inovação importante nesse cenário é o InfiniteTap, um produto desenvolvido pela InfinitePay.

O InfiniteTap transforma o celular em maquininha de cartão e você pode realizar vendas sem precisar de uma maquininha tradicional. Débito ou crédito, a vista ou parcelado em até 12x, tudo no celular. As transações são seguras para você e seus clientes, possuindo a mesma tecnologia NFC e criptografia das maquininhas que garante total tranquilidade. E o melhor: Sem taxa de adesão ou aluguel. 

A adoção de soluções como o Infinite Tap representa um grande passo em direção ao futuro dos meios de pagamento, onde a rapidez, segurança e conveniência são primordiais. É mais uma prova de como a tecnologia está remodelando nosso sistema financeiro, tornando-o cada vez mais acessível e eficiente.

A ascensão das criptomoedas

Bitcoin, Ethereum e Litecoin são nomes cada vez mais comuns. À medida que mais pessoas e empresas adotam as criptomoedas, sua aceitação como forma legítima de pagamento está aumentando. Elas oferecem uma maneira descentralizada de realizar transações, eliminando a necessidade de um intermediário, como um banco. Além disso, a natureza global das criptomoedas significa que elas não são afetadas pelas taxas de câmbio, tornando-as uma opção atraente para transações internacionais.

Biometria e pagamentos

Os avanços na tecnologia biométrica têm implicações enormes para os pagamentos. O reconhecimento facial e as impressões digitais já são usados ​​para autenticar pagamentos em muitos dispositivos móveis, e isso deve continuar no futuro. O uso da biometria pode tornar as transações mais seguras e eficientes, eliminando a necessidade de senhas ou PINs.

Cartões? Sim, mas digitais!

Enquanto o uso de dinheiro físico está diminuindo, os cartões - especialmente os digitais - estão ganhando força. Os cartões digitais oferecem a mesma funcionalidade que um cartão físico, mas são mais seguros, pois não podem ser perdidos ou roubados. Eles também são mais convenientes, pois podem ser armazenados em um dispositivo móvel.

Neste cenário, surge o Cartão Virtual Inteligente, uma solução revolucionária da InfinitePay.

O cartão virtual inteligente da InfinitePay já nasceu conectado diretamente para uso nas carteiras digitais Google Pay e Apple Pay. O uso de cartões em celulares é apenas o início da revolução digital que já está alterando a forma de consumo e, assim, nosso cartão já nasce pronto.

Possibilidade de múltiplos cartões, sem anuidade e ainda com cashback. São 1,5% de volta em cada compra! Ou seja, você acumula BRLC, a moeda estável (stablecoin) emitida em blockchain que vale o mesmo que o Real (1 BRLC é igual a 1 Real, sempre) e pode usá-la como quiser em novas compras em qualquer lugar.

A adoção de soluções como o Infinite Tap representa um grande passo em direção ao futuro dos meios de pagamento, onde a rapidez, segurança e conveniência são primordiais. É mais uma prova de como a tecnologia está remodelando nosso sistema financeiro, tornando-o cada vez mais acessível e eficiente.

Como funcionam os novos meios de pagamento?

As criptomoedas funcionam através de uma tecnologia chamada blockchain, que registra todas as transações em um livro-razão público. O reconhecimento facial, por outro lado, usa algoritmos de aprendizado de máquina para verificar a identidade de uma pessoa.

As carteiras digitais armazenam informações de cartão de crédito ou débito e as transmitem de forma segura quando uma transação é feita.

O futuro dos meios de pagamento é emocionante. Novas tecnologias estão tornando as transações mais seguras, eficientes e convenientes, ao mesmo tempo que abrem novas possibilidades para o comércio global. Embora ainda haja muitos desafios a superar, o caminho a seguir parece promissor.

Você também pode se interessar por: Formas de pagamento: conheça as novas tendências e como escolher a melhor para o seu negócio

BRLC e InfinitePay: A nova era dos pagamentos digitais

À medida que a economia digital se expande, a necessidade de métodos de pagamento eficientes e seguros aumenta. Nesse contexto, a junção do BRLC, a versão digital do Real brasileiro na rede blockchain, com a InfinitePay, uma fintech inovadora, representa um marco na evolução dos pagamentos digitais.

BRLC: A criptomoeda da InfinitePay 

O BRLC, como mencionado, é uma stablecoin atrelada ao valor do Real, proporcionando a segurança e estabilidade das moedas tradicionais e as vantagens das criptomoedas. Isso significa que ele não está sujeito às flutuações de preço extremas, sendo uma opção confiável para transações digitais.

Por outro lado, temos a InfinitePay, uma plataforma moderna e inovadora que visa facilitar o uso de criptomoedas no cotidiano: 

  • transações rápidas e de baixo custo, mas também garante a integração perfeita com o mercado financeiro tradicional.
  • A qualquer hora, em qualquer lugar, beneficiando-se de todas as vantagens que a tecnologia blockchain tem a oferecer
  • Segurança e transparência em todas as transações
  • Conversão fácil e rápida entre BRLC e Real, tornando a criptomoeda mais acessível para o público em geral.
  • Transferência via Pix‍
  • Você também pode usar BRLC pra pagar Pix direto na maquininha. Basta ler o QR code usando o app InfinitePay e pronto

A combinação de BRLC e InfinitePay é um grande passo em direção ao futuro dos pagamentos digitais. Esta parceria representa um importante avanço, proporcionando um meio de pagamento digital estável e confiável que pode ser facilmente integrado ao mercado financeiro. É mais um passo na direção de um futuro em que as criptomoedas se tornarão uma parte integrante de nossas vidas financeiras diárias.

fique ligado

Assine nossa newsletter com conteúdo exclusivo.

infinitebank