Afinal, o que é o e-commerce e como crescer nesse mercado?

Afinal, o que é o e-commerce e como crescer nesse mercado?

Confira o que é e-commerce, suas principais características, um passo a passo para vender onlien e as vantagens e desvantagens deste modelo de negócio

27/10/2023

8

Copiar link

É inegável que a pandemia de COVID-19 impulsionou o e-commerce (ou comércio eletrônico) e mudou o comportamento dos consumidores, tornando as compras online cada vez mais habituais. Em sua origem, o comércio virtual tinha pouca aderência, isso devido à insegurança quanto ao compartilhamento de dados online e à incerteza sobre a entrega. Porém, a otimização dos meios de pagamento, da logística e das certificações digitais provaram que as compras pela internet podem ser seguras, rápidas e práticas.

Além disso, diversas formas de entrega surgiram oferecendo comodidade e conquistando a preferência dos consumidores no mundo inteiro. Aqui no Brasil, o e-commerce vem crescendo anualmente. Segundo um estudo realizado em 2023pela OpinionBox junto da Octadesk, o e-commerce brasileiro tem o maior crescimento da América Latina. O setor chega a movimentar US$ 49,2 bilhões em receita.

Quer saber mais? Neste artigo vamos apresentar as principais características do comércio eletrônico e os benefícios que ele pode trazer para o seu negócio. Acompanhe!

O que é e-commerce?

Como o próprio nome indica, o e-commerce é a compra e venda de produtos e serviços por meios digitais. Esses meios podem variar desde uma loja virtual, um marketplace (sua loja dividindo espaço com outras em uma plataforma), ou até mesmo nas redes sociais.

Pela internet é possível vender produtos digitais, serviços ou bens físicos, de forma rápida e cômoda, agilizando os processos e transações de uma empresa.

Alguns dados sobre o e-commerce e seu crescimento no Brasil

O e-commerce vive um momento de verdadeira expansão no Brasil. Para comprovar esse cenário, separamos alguns dados relevantes para você. Confira:

  • O contexto de confinamento estimulou o e-commerce brasileiro. Uma pesquisa mostra que o Brasil ocupa o 6º lugar no crescimento das vendas online;
  • Segundo levantamento da Neotrust, no 3º trimestre de 2023, o e-commerce brasileiro atingiu um faturamento de R$ 35,6 bilhões.
  • Embora esse número represente um aumento modesto de 0,5% em relação ao 2º trimestre de 2023, ele ressalta a solidez contínua do comércio eletrônico no país.
  • A frequência de compra é relativamente alta no e-commerce, já que mais de 40% compram online mais de uma vez por mês.

Isso se deve muito à comodidade experimentada e aprovada pelos clientes, o que gerou mais tranquilidade e segurança na hora de fazer compras pela internet.

Principais etapas para vender na internet

Seja qual for o seu negócio, é importante oferecer aos clientes opções de canais de venda online e uma boa experiência digital. Além disso, para vender mais é essencial conhecer as principais ferramentas disponíveis, ter um bom planejamento e uma estratégia bem definida. Nesse sentido, preparamos algumas recomendações fundamentais que vão te ajudar na hora de escolher uma plataforma e começar a vender na internet.

Estude os canais de venda

Existem vários caminhos para vender online e você pode investir em um único canal (como um domínio próprio) ou em uma estratégia multicanal. Algumas das principais opções que o e-commerce oferece são:

  • Redes Sociais (Instagram Shopping, Facebook Shopping, WhatsApp);
  • Marketplaces (Mercado Livre, Shopee);
  • Loja virtual própria;
  • Sites de classificados e anúncios;
  • Grupos e comunidades virtuais.

Analise as tendências e decida o que vender em sua loja

Com o e-commerce, um pequeno negócio pode alcançar diversos perfis de clientes, mas para começar bem no e-commerce, recomendamos a especialização em um segmento. Escolher o que vender na sua loja e especificar o tipo de produto que será vendido te ajudará a entender melhor seu público.

Além disso, conhecer seus consumidores e suas dores é fundamental para descobrir novas formas de atendê-los e diferenciais para sair na frente da concorrência.

Para te ajudar, trouxemos algumas tendências de produtos e serviços que costumam conquistar os consumidores:

  • Equipamentos eletrônicos;
  • Roupas e acessórios;
  • Cursos online;
  • Itens de decoração e artesanato;
  • Livros;
  • Produtos esportivos.

Se você já tem um segmento definido, faça então um estudo do mercado e de seus concorrentes. Explore também a estratégia de empresas consolidadas no setor, isso te dará insumos para identificar o seu diferencial.

Escolha sua plataforma de loja online

Há muitas plataformas de hospedagem para lojas online e você deve escolher aquela que oferece todas as funcionalidades que você precisa, como:

  • Design responsivo;
  • Um bom sistema de buscas de produtos;
  • Integração com marketplaces, mídias sociais e serviços de pagamento;
  • Carrinho de compras otimizado e simples para a finalização de uma venda;
  • Possibilidade de inserir cupons de desconto e otimização.

As funcionalidades são muitas, você só precisa escolher uma plataforma que te garanta tudo isso.

Utilize ferramentas de gestão para impulsionar seus resultados

Ao gerir uma loja virtual é importante ter o auxílio de uma ferramenta que facilite a administração do negócio.Os sistemas de gestão são softwares inteligentes que automatizam os processos ao máximo e facilitam as atividades diárias.

Alguns benefícios que você pode usufruir ao usar um sistema como esse são: aumento da produtividade, mais segurança para a empresa, satisfação dos clientes, ganhos sustentáveis e integração setorial.

Outra vantagem de ter uma ferramenta de gestão é a facilidade para consultar dados e ações registradas, permitindo o monitoramento de tudo o que acontece. Isso facilita a tomada de decisões pelos gestores, que terão embasamento em dados e gráficos claros para direcionar a empresa.

Além disso, automatizar processos reduz os erros manuais e, como essas ferramentas são desenvolvidas com base em exigências fiscais, seu negócio fica dentro das normas.

Defina estratégias eficientes de marketing digital

O marketing digital é um método valioso para fortalecer a imagem de uma empresa no mercado e trazer potenciais clientes. Vemos que a internet é o espaço perfeito para manter-se visível ao público-alvo e aumentar o número de vendas, com maior alcance que qualquer outro canal de comunicação atualmente.

Para definir uma boa estratégia de marketing, inicialmente, é preciso definir o público que você deseja trabalhar. Portanto, ter informações sobre os consumidores é a peça fundamental para atrair não só clientes, mas também defensores da marca.

De acordo com as informações do seu público, você pode usar diversas ferramentas para engajá-los, como as redes sociais, e-mail marketing ou mesmo um blog em seu site.

Leia mais: Como conquistar mais clientes com marketing digital?

Elabore um planejamento logístico

É muito importante que exista um bom planejamento logístico para que o comércio eletrônico possa prosperar. O planejamento se torna mais que necessário quando entendemos que toda a experiência ― da compra ao recebimento do produto ― impacta diretamente na satisfação do seu cliente.

E para ter um bom planejamento de logística é preciso conhecer e monitorar todas as etapas que a constituem. Assim, cuidar da logística de um e-commerce consiste em controlar tudo o que está relacionado ao armazenamento, expedição e entrega.

Fique de olho na gestão financeira

Manter o equilíbrio financeiro de qualquer negócio é sempre desafiador e ao mesmo tempo indispensável para que a empresa continue viva e saudável. É preciso alcançar metas, pagar funcionários, impostos e fornecedores e ainda manter a rotatividade dos seus produtos em alta.

E para isso é fundamental que sua empresa tenha um bom planejamento estratégico, organização de despesas, além do controle de vendas e fluxo de caixa.

Uma alternativa para te auxiliar na gestão do seu negócio é usar ferramentas de gestão financeira, como uma planilha de fluxo de caixa, que você acessa gratuitamente por aqui.

Se adequando à Lei do E-commerce

O decreto federal Nº 7.962, de 15 de março de 2013, é a lei que regulamenta as atividades do comércio eletrônico. Além disso, ela descreve quais informações e atividades necessárias para se ter um e-commerce no Brasil. Para te ajudar, destacamos alguns pontos que são fundamentais que toda loja online precisa fornecer para funcionar de acordo com a legislação:

  • Clareza de informações;
  • Suporte ao cliente;
  • Direito de arrependimento;
  • Proibição de venda casada;
  • Proibição de propaganda enganosa;
  • Oferta de segurança ao consumidor;
  • Concorrência saudável.

A lei obriga ainda que informações como a razão social, o endereço físico, CNPJ, telefone, formulário de contato e e-mail estejam claros no site de sua loja. Além disso, na página de cada produto é primordial que todas as informações estejam descritas de modo esclarecedor.

Assim, é preciso que estejam detalhadas as medidas e material de fabricação do produto, por exemplo.Também precisam ser detalhadas as opções de pagamento (parcelamentos e juros) e os prazos de entrega.

Por fim, na modalidade do e-commerce, o cliente pode se arrepender em até sete dias após a entrega da compra. Desse modo, ele pode devolver o produto sem custo nenhum, sem apresentar nenhuma justificativa desde que este esteja em perfeito estado.

Vantagens e desvantagens do comércio eletrônico

Antes de colocar as suas estratégias de venda em prática, é fundamental entender o nicho de mercado que está explorando e observar a dinâmica do mundo digital. Na maioria das vezes, os empreendedores acreditam que determinada área oferece boas oportunidades de negócio. Mas, na verdade, esse setor já apresenta uma concorrência acirrada e para abrir espaço para outras marcas, é preciso implementar boas estratégias.

Por isso, é fundamental realizar uma análise mais complexa dos segmentos de interesse, para identificar se eles guardam boas oportunidades de negócio para os empreendedores que apostam em inovação. E tudo isso pode ser feito prestando um pouco mais de atenção nos pontos fracos e fortes das vendas online.

5 Vantagens do e-commerce

1. Baixo custo inicial de investimento

Ter uma loja virtual pode te proporcionar uma grande economia de recursos em comparação com a manutenção de uma loja física. Imagine uma loja com despesas de aluguel, reformas, consumo e salário para funcionários, como caixa e segurança. A loja online não tem nenhum desses custos. Com toda essa economia, você poderá disponibilizar melhores ofertas, atraindo ainda mais clientes.

2. Possibilidade de vender para todo o país

Uma das maiores vantagens do e-commerce é a flexibilidade e ampliação do alcance do seu negócio. Além de poder vender 24 horas por dia, sua loja fica acessível para os clientes em todo o país, sem contar a possibilidade de exportação.Aumentar assim a abrangência de público, além de trazer maior receita, potencializa a visibilidade e sua loja passa a ser uma opção para mais consumidores.

Imagine uma loja física de placas de sinalização localizada em um bairro conhecido da cidade. Seus clientes serão os moradores do próprio bairro e, talvez, pessoas de regiões próximas que já ouviram falar sobre a qualidade dos seus materiais. Contudo, no comércio digital, essa mesma loja pode atender às demandas do país e, quem sabe, de outros continentes.

3. Diversificação das estratégias de venda

Para aqueles que já têm uma loja física estabelecida, começar uma loja virtual irá dinamizar as vendas e a relação com o cliente. Nesse caso, é fundamental que as campanhas e a comunicação com o público sejam feitas de modo integrado entre o presencial e o online.Usar diversos canais de venda só amplia as possibilidades de fechar negócios e oferece comodidade para os consumidores.

4. Crescimento expressivo do mercado

Como falamos antes, o e-commerce só cresce no Brasil e a pandemia apenas acelerou o processo de migração do canal físico para o digital. Busque se inserir onde seu público está tendo em mente que hoje em dia é praticamente inviável viver offline. Considerando que o público está cada vez mais presente na internet, é fundamental reservar seu espaço no meio virtual e ganhar visibilidade.

5. Maior independência financeira

Montar uma loja online é mais simples e acessível do que muitos imaginam, e é uma forma viável de alcançar a tão desejada independência financeira. Com um nicho bem definido, planejamento estratégico e ferramentas de gestão, seu negócio terá um ótimo retorno e te proporcionará mais liberdade.

Mas, toda essa autonomia traz consigo uma grande responsabilidade. É por isso que o empreendedor deve estar sempre atento à gestão financeira de seu negócio e às tendências do comércio eletrônico.

Existem algumas formas de alavancar o lucro, como escolher os melhores parceiros para o seu e-commerce. A InfinitePay oferece meios de pagamento com taxas transparentes para que você foque sua energia nas vendas. Você pode cobrar de seus clientes via link de pagamento, boleto ou pix, seja a venda feita por site, redes sociais ou WhatsApp.

Desvantagens do e-commerce

Não podemos negar que as lojas virtuais proporcionam maior comodidade ao consumidor. No entanto, a principal desvantagem do e-commerce é justamente essa: a falta de contato do cliente com o produto.

Ao fazer compras pela internet, o consumidor não consegue usar nada além da visão. Ou seja, não pode tocar, sentir ou experimentar o produto que deseja comprar. Nem têm o atendimento atencioso de um vendedor que entende sobre o produto que está vendendo.

Mas esse é um desafio superável. Basta a marca incluir descrições mais detalhadas para que o consumidor consiga visualizar o produto, como se fosse uma vitrine virtual. Por isso, trabalhe com fotografias de qualidade e vídeos apresentando todos os ângulos dos produtos. Essa é uma ótima maneira de sanar possíveis dúvidas dos consumidores.

Além disso, é interessante adotar chats de atendimento online para fornecer soluções relevantes. Outro ponto que vale citar é a concorrência no comércio eletrônico, uma vez que uma loja de São Paulo concorre com outra do Rio de Janeiro, por exemplo.

Por isso, é fundamental analisar o nicho de mercado e buscar opções não tão competitivas. Fique atento aos seguintes pontos:

  • Concorrência;
  • Não poder tocar ou experimentar o produto;
  • Não há contato direto com o vendedor;
  • Entrega mais demorada.

Alternativa ao e-commerce: a Loja Online InfinitePay

Temos uma solução muito fácil para você que deseja vender online, nas redes sociais e por WhatsApp, sem precisar de e-commerce. Vai te custar pouquíssimo tempo e nenhum dinheiro.

Com a Loja Online da InfinitePay, você cadastra seus produtos, seu estoque e o sistema gera um link da sua loja online. Compartilhe o link no Instagram, ou qualquer rede social, envie para seus clientes por e-mail ou WhatsApp. Eles escolhem os produtos e realizam o pagamento ali mesmo. E você ainda pode escolher receber o pagamento na hora ou em 1 dia útil. É muito prático!

Leia mais: Tudo sobre a Loja Online da InfinitePay

fique ligado

Assine nossa newsletter com conteúdo exclusivo.