O que levar em conta na hora de escolher sua maquininha de cartão?

O que levar em conta na hora de escolher sua maquininha de cartão?

Publicado em
28/03/2023
Tempo leitura

minutos

ionicons-v5-e
Copiar link
Copiado!ㅤ

O uso de cartões de crédito e débito é uma realidade do ambiente de negócios brasileiro, no qual os clientes, cada vez mais, buscam por alternativas práticas e ágeis para realizar suas compras, fazer pagamentos e facilitar seu dia a dia. Dentro desse contexto, contar com uma maquininha de cartão é uma exigência para qualquer comerciante que deseja crescer no mercado.

Mas, saber qual a melhor máquina de cartões para a sua empresa é uma dúvida comum de muitos empreendedores.

Pensando nisso, neste artigo, preparamos um guia com tudo que você precisa considerar para fazer uma escolha assertiva e que contribua com seu sucesso.

Veja os tópicos que preparamos:

  • Um panorama sobre os meios de pagamento mais utilizados no Brasil
  • Dicas para escolher sua maquininha de cartão;
  • Tire as principais dúvidas sobre o uso de máquinas de cartão;
  • As vantagens da InfinitePay para o seu negócio.

Boa leitura!

Os meios de pagamento mais utilizados no Brasil

Se pudéssemos definir em uma palavra como um lojista deve definir sua estratégia para os recebimentos de seu negócio, ela seria a diversificação.

E isso porque o universo dos meios de pagamento é bastante dinâmico e, quanto mais opções um comércio disponibilizar para os seus clientes, melhor será o seu potencial de faturamento.

Para termos uma ideia mais clara desse cenário, uma pesquisa da Opinion Box do ano passado sobre as formas de pagamento mais utilizadas no Brasil em 2022 apontou que:

  • O cartão de crédito segue como a opção favorita para 80% dos consumidores;
  • Em seguida vem o PIX (77%);
  • Na sequência vem o dinheiro físico (73%);
  • Em quarto lugar, os cartões de débito são a principal escolha para 66% dos entrevistados na pesquisa.  

Ou seja: ao contar com uma maquininha de cartão, o empreendedor amplia consideravelmente sua fatia de mercado e de potenciais consumidores.

Nesse sentido, também é válido frisar que as transações feitas por meio de cartão cresceram quase 25% em 2022.

Os dados são da Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços (Abecs) e, quando consideramos que a maioria das maquininhas de cartão hoje contam com recebimento via PIX – que já é uma preferência para boa parte dos brasileiros – saber qual operadora atende melhor às necessidades de um comércio é um imperativo para o varejo nacional.  

E, seguindo essa mesma linha de raciocínio, a falta de diversificação nos meios de pagamento pode trazer prejuízos financeiros para um negócio, incluindo:

  • Desistência de compras;
  • Piora da experiência dos clientes;
  • Dificuldade nos processos de fidelização e atração de novos consumidores.

Para evitar esses empecilhos ao seu crescimento, considere algumas questões importantes antes de escolher sua maquininha de cartão.

Veja as dicas que preparamos para você!

5 dicas para escolher para escolher sua maquininha de cartão

O mercado de meios de pagamento no Brasil hoje é bastante amplo e fragmentado.

Segundo a ABECS, por exemplo, o Brasil conta com mais de 20 operadoras e 11 milhões de maquininhas de cartão ativas nos negócios do país.

Diante desse cenário, é natural que surjam dúvidas no processo de escolha da operadora que melhor dialoga com o perfil de sua empresa.

A seguir, separamos diferentes passos que irão facilitar essa etapa para você.  

1. Estude as opções e as taxas aplicadas pelas operadoras

A primeira etapa para definir qual maquininha de cartão irá utilizar em seu estabelecimento envolve uma pesquisa minuciosa de mercado.

Avalie as diferentes opções disponíveis considerando, sobretudo, as taxas aplicadas nas vendas via débito, crédito à vista e crédito parcelado.

Outra questão importante inclui o número de bandeiras de cartão aceitas e meio de aquisição da maquininha (aluguel ou pagamento único).

O importante, nesse momento, é entender qual alternativa se adequa melhor ao perfil financeiro e as ambições de crescimento da sua empresa no curto, médio e longo prazo.

2. Entenda as necessidades do seu negócio

Outra métrica importante – principalmente se o seu negócio já estiver ativo no mercado – é avaliar quais são as reais demandas/dores do seu comércio.

Nesse cenário, estude questões, como:

  • Quais os meios de pagamento mais utilizados ou procurados pelos meus clientes e as taxas aplicadas pela operadora nessas opções?
  • Preciso de uma alternativa que ofereça mais mobilidade e autonomia – como no caso de pagamentos para delivery?
  • Quais os prazos ideais para o recebimento dos pagamentos na conta de minha empresa?
  • Se estiver considerando migrar de maquininha, quais desafios não são atendidos pela minha operadora atual?

Ao analisar com critério questões como essas, a escolha da maquininha de cartão tende a ser mais assertiva, favorecendo uma parceria de longo prazo com a operadora.

Avalie os diferenciais de mercado da maquininha

Em meio a tantas opções no segmento dos meios de pagamento do país, outra etapa importante é entender o que a operadora da maquininha de cartão oferece como diferencial, como atrativo para sua loja ou comércio.

Apenas para elucidar esse ponto, na InfinitePay, além de contarmos com taxas até 50% mais econômicas, oferecemos para os nossos lojistas parceiros:

  • PIX Gratuito e Cashback de 1,5% em suas compras realizadas com o InfiniteCard;
  • Mobilidade com vendas via celular (InfiniteTap), links de pagamento e possibilidade de recebimento em cartões virtuais por meio de carteira digital;
  • Conta digital inclusa;
  • Empréstimo facilitado para impulsionar seu fluxo de caixa e estratégias de crescimento da empresa;
  • Recursos exclusivos para e-commerce.
  1. Suporte ao cliente e inovação

Contar com atendimento contínuo e diferentes opções de contato com a operadora é outro fator decisivo na hora de escolher sua maquininha de cartão.

Afinal de contas, ter esse apoio também favorece uma relação de parceria de longo prazo e otimiza sua experiência, caso esteja com dúvidas ou precise de apoio técnico.

Nesse mesmo sentido, avalie os diferenciais de inovação da maquininha e como ela irá facilitar o dia a dia de seu cliente.

A ideia aqui é tornar os processos de pagamento rápidos e fáceis – e não uma fonte de transtorno para o consumidor.  

  1. Estude o perfil do seu cliente

Finalmente, todas essas etapas devem caminhar em conjunto com uma análise detalhada do perfil de seus clientes e de seu público-alvo.

Caso esteja vivenciando o processo de abertura de sua empresa, considere fazer uma pesquisa de mercado com consumidores da região de seu estabelecimento e com outros lojistas, buscando entender melhor quais os meios de pagamento mais utilizados por aquele público.

Bônus: tire suas principais dúvidas sobre as maquininhas de cartão

Agora que você já conferiu algumas dicas para escolher sua maquininha de cartão, que tal esclarecer algumas das principais dúvidas sobre a utilização dessa tecnologia?

Confira 5 respostas para questionamentos comuns envolvendo o uso de maquininhas!

#1. Por que é importante diversificar as opções de pagamento do meu negócio?

Conforme destacamos no início deste artigo, o universo dos meios de pagamento é bastante diversificado e dinâmico no Brasil.

Logo, ao contar com diferentes opções de recebimento, seu negócio irá ampliar as fontes de receita e potencial de faturamento.

#2. Posso repassar a taxa da maquininha para o meu cliente? Quando vale a pena?

Sim. A Lei 13.455/17 autoriza a diferenciação de preços em um comércio em virtude do meio de pagamento utilizado.

Ou seja: o lojista pode, caso deseje, repassar as taxas cobradas pela operadora nas operações de crédito e débito para o seu cliente.

Entretanto, é importante avaliar se compensa, de fato, repassar esse custo para um potencial consumidor.

Afinal de contas, isso pode gerar a desistência de uma compra e afetar seu faturamento – mais do que a taxa cobrada pela operadora.

Para fazer esse cálculo, faça um estudo de suas margens de lucro, do volume das compras pagas via crédito e débito e, até mesmo, do tipo de produto que está sendo comercializado.

Outra dica é buscar operadoras que trabalhem com taxas mais atrativas, de modo que o custo das operações caiba nas suas finanças.

E lembre-se: caso opte por repassar o custo para o cliente, a Lei 13.455/17 especifica que ele deve ser informado "em local e formato visíveis ao consumidor".  

#3. Como usar cartão virtual na maquininha?

Os cartões virtuais, disponibilizados por muitas operadoras de cartão de crédito e débito, são uma opção cada vez mais utilizada pelos clientes que optam por pagamentos através de smartphones e dispositivos móveis.

Para receber esse modelo de pagamento em sua maquininha, via de regra, basta que o cartão esteja integrado a carteiras digitais como as da Apple Pay e Google Wallet.

Ambas opções estão disponíveis para recebimento na InfinitePay!

#4. Posso passar meu cartão na maquininha da minha empresa?

Não. A prática é considerada fraude e autofinanciamento pelos órgãos reguladores do país.

E isso porque não há uma transação comercial que justifique essa operação.

Logo, além de não ser permitido, o lojista fica sujeito a sanções legais ao passar seu cartão em maquininha própria.  

#5. Qual a melhor maquininha de cartão?

Essa questão pode variar de acordo com o perfil de sua empresa e seguir as dicas que separamos aqui é um passo interessante para fazer a escolha de sua maquininha de cartão.  

Entretanto, considerando os desafios e competitividade do ambiente de negócios brasileiro, a InfinitePay vem se posicionamento como uma escolha assertiva para diferentes modelos de negócio.

Neste artigo, você pode entender melhor porque a InfinitePay é a melhor escolha de maquininha de cartão para 2023.

As vantagens da InfinitePay para o seu comércio!

Conforme destacamos ao longo deste artigo, em um mercado tão competitivo quanto o de meios de pagamento, os diferenciais podem ser a chave para um lojista definir com sucesso sua maquininha de cartão.

E, dentro desse contexto, a InfinitePay vem despontando com uma escolha, ao mesmo tempo, disruptiva, prática e econômica.  

Criada pela Cloudwalk com o objetivo de proporcionar soluções inovadoras e seguras para os empreendedores, a InfinitePay oferece a InfiniteSmart, uma maquininha que processa pagamentos feitos via crédito, débito ou Pix para todos os perfis de negócio.

Com um sistema de pagamentos na nuvem e recursos de blockchain e inteligência artificial, conseguimos reduzir consideravelmente os custos de processamento de suas transações.

Confira nossas taxas – até 50% menores do que outras opções do mercado:

  • Taxa de débito: 1,38%;
  • Taxa de crédito à vista: 3,16%;
  • Taxa de crédito parcelado: de 5,40% a 12,41% conforme o número de parcelas.

Além disso, os pagamentos são recebidos em até 1 dia útil e as taxas de antecipação já vêm incluídas no valor total cobrado.

Recebendo as principais bandeiras de cartão utilizadas no país, a InfinitePay conta também com a InfiniteTap, que permite o recebimento de pagamentos via celular.

Somados a todos outros benefícios financeiros que já listamos aqui e uma reputação avaliada como Ótima no ReclameAqui, a InfinitePay foca em construir parcerias verdadeiras com os lojistas e comerciantes do país.

Clique aqui para conhecer mais sobre a maquininha da InfinitePay!

Assim, na hora de escolher sua maquininha de cartão, não deixe de navegar em nosso site, entrar em contato conosco e saber como, juntos, podemos contribuir para o seu crescimento. Bons negócios!

MAQUININHA SMART

Máquina de cartão com as menores taxas

Receba suas vendas na hora ou 1 dia útil com taxas imbatíveis. O recebimento mais rápido do Brasil!

fique ligado

Assine nossa newsletter com conteúdo exclusivo

infinitebank

Máquina de cartão com as menores taxas

Receba suas vendas na hora ou 1 dia útil com taxas imbatíveis. O recebimento mais rápido do Brasil!

coleção

Todos os posts