A expansão do e-commerce – comercialização de produtos e serviços mediados pela internet – abriu várias oportunidades de modelos de negócios que se adaptaram e criaram suas próprias dinâmicas de venda. E, neste artigo, falaremos sobre uma dessas oportunidades de marketing digital: a live shopping.

Além deste, um e-commerce pode ser classificado, dentre outros pontos, pelo seu canal de venda.

Neste sentido, temos o:

  • TV commerce (t-commerce);
  • Social commerce (s-commerce);
  • Mobile commerce (m-commerce).

Desta forma, o “e-commerce” faz referência a dinâmica tradicional de mercado que já conhecemos de compra e venda, da conexão de oferta e demanda de forma eficiente através do ambiente online.

Impulsionado pela tecnologia, as dinâmicas de compra se encontram num cenário hiperconectado que passa, necessariamente, pelo digital.

O comércio eletrônico, neste sentido, faz também referência a pluralidade de canais, de opções de ofertas, de meios de pagamentos e formas de entregas, mudando todo o ecossistema e centrado na internet.

Tipos de e-commerce

Os celulares, aparelhos móveis, impactaram de forma única o varejo nacional. Nesse contexto, o mobile commerce, ou m-commerce, tornou-se um forte nicho. Se entende como mobile commerce quando todo o ciclo de venda é feito por um aparelho móvel, podendo ser um celular ou tablet.

A compra por smartphones são bem atrativas, afinal, podem ser feitas de qualquer lugar. E essa foi a perspectiva das lojas online que começaram a produzir aplicativos.

A maioria do m-commerce se concentra em apps, mas conta também com lojas que se dedicam para que seus sites sejam responsivos e tragam uma experiência positiva em diferentes canais.

As redes sociais, por sua vez, se tornaram canais também de venda e hoje possuem espaços dedicados só para isso em suas estruturas.

O s-commerce, ou comércio em redes sociais, utiliza a estrutura e a dinâmica destas mídias para comercializar seus produtos. Dentre os tipos de e-commerce, ele, com certeza, é um dos mais atrativos!

Para muitos, as mídias são suporte, que ajudarão a divulgar seus produtos e levá-los ao seu site. Já outros, olham para estas plataformas como canais de social selling – ou seja, para vender por esses canais. 

A dimensão do s-commerce pode ser vista com a criação do Instagram Shopping e o marketplace do Facebook.

Sua maior vantagem é contar com o tráfego das mídias, e para pequenos empreendedores e inexperientes, é um ótimo espaço para começar.

O t-commerce dá seus primeiros passos no Brasil e diz respeito às funcionalidades das smart TVs em conexão com as emissoras e o comércio eletrônico. Nessa modalidade nova, o espectador pode comprar o que lhe interessa pela própria televisão, sem precisar buscar outro dispositivo.

Essa é uma nova oportunidade de monetização para as emissoras e lojas online, e conforto para sua audiência que poderá realizar compras com os recursos interativos do aparelho.

Live shopping: o que é?

Pode-se dizer que este é um dos tipos mais novos de e-commerce e se consolidou, sobretudo, no isolamento social implicado pela pandemia.

Sua característica se baseia em lives com produtos de conteúdos, influenciadores, artistas, que inserem vendas e promoções de produtos em suas apresentações.

Outra live commerce que já vinha acontecendo era o mutirão feito pelas grandes marcas em eventos e datas especiais, como a black friday.

Geralmente, essa nova modalidade envolve vários canais de YouTube, Facebook, Instagram, e ganham muita audiência.

Seu objetivo é claro e envolve uma estratégia que se baseia em transmissões ao vivo para vender produtos.

Geralmente, estas ações ocorrem em datas comemorativas (calendário comercial) com influenciadores e apresentadores que fazem dinâmicas para entreter o público. Enquanto isso, os produtos são mostrados de vários ângulos, com detalhes e descrição de suas funcionalidades, e até ofertas, promoções e sorteios.

Dessa forma, a live shopping consegue instigar a audiência para obter aquele produto realizando a compra.

Esta é a mesma dinâmica que já conhecíamos nos programas de TVs, entretanto, se diferencia com o “plus” da internet, que oferece interatividade em tempo real.

Até o momento, vimos marcas como Lojas Americanas, Magazine Luiza, Renner e Riachuelo realizando este tipo de ação.

Apesar da modalidade ser nova no Brasil, ela já mostrou grandes resultados no exterior e é uma grande aposta do ambiente de negócios global. Em 2020, as lives shopping chegaram a ter 616 milhões de espectadores ao redor do mundo.

Vantagens da Live Shopping

As live shopping, ou live commerce, conseguem ter várias vantagens. Algumas já foram mencionadas ao longo do texto, mas logo abaixo listamos todas elas.

A primeira, e bem mais significativa, é a taxa de conversão. Por explorar o produto dando mais detalhes e informações ao consumidor, os clientes se tornam mais decididos e mitigam as chances de carrinho abandonado e o processo de compra se enriquece.

Outro ponto importante é o fator humano. Este modelo se aproxima da experiência de compra presencial, e o cliente acaba se conectando com a simpatia do vendedor.

Desta forma, a marca consegue humanizar a relação com cliente, mostrando que existem pessoas por trás da tela. A relação de identificação com público é importante também para fidelizar clientes e expandir a marca.

Durante uma live no YouTube, por exemplo, é possível instigar e aumentar o tráfego nos demais canais, como site e redes sociais.

Desvantagens

A principal desvantagem desta ação de marketing é o investimento. Fazer uma transmissão ao vivo envolve estúdio, equipamentos, equipes treinadas e bons apresentadores. Um áudio ruim poderia prejudicar o alcance e permanência das pessoas na live, por exemplo.

Além disso, a live commerce demanda muita maturidade, organização e planejamento, pois tudo será ao vivo, e a empresa precisa conseguir fazer um bom gerenciamento de crise.

Fora isso, é importante que a loja possua um bom gerenciamento de estoque, para não vender produtos esgotados, e ter um site que suporte todo o tráfego.

Crie sua loja online

Se você deseja investir no modelo de live shopping, antes de tudo, é importante se posicionar na web com uma loja virtual atrativa!

Clientes InfinitePay têm a possibilidade de aproveitar as melhores taxas em duas ótimas plataformas: a WooComerce e a wBuy. Você cria sua presença digital com a sua cara e ainda conta com as vantagens que só os parceiros InfinitePay têm 🚀

A internet trouxe grandes oportunidades de negócios que se expandem em dinâmicas de novas plataformas e novos dispositivos. Por isso, o horizonte de benefícios de investir no comércio eletrônico é gigantesco e consegue oferecer espaço para pequenos e grandes negócios.

A live commerce é uma das possibilidades que uma loja virtual ou híbrida pode adicionar ao seu planejamento comercial e de marketing para expandir sua audiência, fidelizar clientes e aumentar as vendas. Dessa forma, unir a live shopping a outras estratégias é uma maneira inteligente de garantir o sucesso da sua empresa!