Como fazer o cálculo do custo do funcionário para sua empresa
Foto que ilustra artigo que explica como calcular custo do funcionário mostra duas mulheres dando as mãos no pé de uma escada em um escritório

Como fazer o cálculo do custo do funcionário para sua empresa

Confira como fazer o cálculo do custo de funcionário que você terá todo mês com as pessoas contratadas no regime da CLT na sua empresa.

17/11/2022

5

Copiar link

Ficar bem informado sobre os encargos trabalhistas ajuda — e muito — no controle financeiro da sua empresa. Mas você sabe calcular o custo total de um funcionário com carteira assinada?Confira os principais encargos trabalhistas que precisam da sua atenção e o custo do funcionário para sua empresa no fim do mês. 

Leia mais: Tipos de empresas: Descubra qual é o melhor para o seu negócio

Conheça os principais encargos trabalhistas

Alguns encargos trabalhistas devem ser pagos por todo empregador que tiver funcionários com carteira assinada. Se você tem uma pequena ou microempresa (PME) e está no Simples Nacional, por exemplo, vai precisar recolher esses valores. São eles:

Férias

‍Quando um funcionário sai de férias, ele recebe, além do salário integral pelo mês de descanso, um terço sobre esse valor a título de abono. Assim, seu custo mensal fica em 11,11% sobre o salário: 133,33% — salário mais abono — divididos por 12 meses.‍

13º salário

‍É o salário extra que todo trabalhador CLT recebe ao fim do ano, geralmente em duas parcelas. Você paga mensalmente 8,33% sobre o salário (100% divididos por 12).‍

FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço)

‍Seu objetivo é proteger o trabalhador CLT demitido sem justa causa. Para o empregador, o custo é de 8% mensais.‍

Gastos previdenciários

‍O empregador deve arcar com os custos da Previdência sobre 13º, férias e o Descanso Semanal Remunerado (DSR), um dia de folga garantido por lei a cada 7 dias trabalhados (geralmente, o domingo). Esses valores dão 7,93% sobre o salário.‍

Provisão de multa rescisória

‍Se um dia você desligar seu funcionário, terá de pagar uma multa sobre o total recolhido para o FGTS. Por isso, sua empresa paga ainda 4% sobre o salário todo mês, a título de provisão caso uma demissão aconteça.

Para empresas maiores

Além desses encargos, existem outros que são pagos apenas por empresas maiores, enquadradas no regime de Lucro Real ou Lucro Presumido. São eles:

INSS

Você recolhe 20% do salário todo mês para a Previdência Social.

Seguro Acidente de Trabalho (SAT)

Esse seguro protege seu funcionário caso ele sofra algum acidente relacionado ao trabalho. O valor é de 3% mensais sobre o salário.

Salário-Educação

Essa contribuição financia programas voltados para a educação básica pública. Você paga 2,5% mensais sobre o salário do seu funcionário para esse encargo.

SENAI/SESI/SEBRAE/Incra

Esse encargo financia o “Sistema S”, formado por serviços sociais que dão apoio a trabalhadores de qualquer setor. São 3,3% mensais sobre o salário.

Quanto custa um funcionário para a sua empresa

Agora vamos fazer uma simulação. Digamos que o seu funcionário tenha um salário bruto de R$ 3.000 mensais: com base nesse valor, veremos quando você vai gastar a mais todo mês com os encargos trabalhistas. Aqui não consideramos benefícios como vale-transporte, vale-refeição, plano de saúde nem bônus. Não esqueça de incluí-los nos seus cálculos!

Para empresas enquadradas no Simples Nacional:

  • Férias: 11,11%
  • 13º salário: 8,33%
  • FGTS: 8%
  • Provisão de multa rescisória: 4%
  • Previdenciário sobre 13º, férias e DSR: 7,93%
  • % total de encargos: 39,37%

Valor total dos encargos: R$ 1.181,10

Valor do custo do funcionário que ganha R$ 3.000 para sua empresa: R$ 4.181,10

Para empresas enquadradas como Lucro Real ou Lucro Presumido:

  • Férias: 11,11%
  • 13º salário: 8,33%
  • FGTS: 8%
  • Provisão de multa rescisória: 4%
  • Previdenciário sobre 13º, férias e DSR: 7,93%
  • INSS: 20%
  • SAT: 3%
  • Salário-Educação: 2,5%
  • Alíquota para o Sistema S: 3,3%
  • % total de encargos: 68,17%

Valor total dos encargos: R$ 2.045,10

Valor do custo do funcionário que ganha R$ 3.000 para sua empresa: R$ 5.045,10

Leia mais: Salário mínimo 2024: qual o valor, o que muda e mais

Custo do funcionário que ganha R$ 2.000

Para empresas enquadradas no Simples Nacional:

R$ 2.000 (salário) + R$ 784,40 (encargos) = R$ 2.784,40

Para empresas enquadradas como Lucro Real ou Lucro Presumido:

R$ 2.000 (salário) + R$ 1363,40 (encargos) = R$ 3.363,40

Custo do funcionário que ganha R$ 5.000

Para empresas enquadradas no Simples Nacional:

R$ 5.000 (salário) + R$ 1.968,50 (encargos) = R$ 6.968,50

Para empresas enquadradas como Lucro Real ou Lucro Presumido:

R$ 5.000 (salário) + R$ 3.408,50 (encargos) = R$ 8.408,50

Vai contratar? Baixe nosso modelo de contrato prestação de serviços gratuitamente

fique ligado

Assine nossa newsletter com conteúdo exclusivo.

Imagem de uma pessoa segurando um smartphone exibindo a tela de gestão de cobranças com gráficos de faturamento semanal.