O que é capital de giro?
Imagem que ilustra artigo sobre capital de giro mostra mulher com camiseta branca e avental preto olhando para o celular e sorrindo, atrás de uma bancada de pães

O que é capital de giro?

Capital de giro é o dinheiro disponível para manter uma empresa funcionando e crescendo. Entenda como funciona, os tipos e muito mais

08/08/2023

8

Copiar link

Em um um mundo em que o empreendedor é cheio de incertezas e desafios, a capacidade de gerenciar eficientemente o capital de giro de sua empresa é um dos pilares fundamentais que sustentam o sucesso de qualquer negócio.

Independente do tamanho ou setor, todas as empresas enfrentam a necessidade de manter uma operação fluente, pagar suas obrigações pontualmente e estar prontas para aproveitar as oportunidades que surgem.

Desde o pagamento dos salários dos funcionários até a manutenção do estoque, da conquista de novos mercados até o enfrentamento de crises econômicas, o capital de giro é a base de tudo.

Mas o que é exatamente o capital de giro? Como ele é calculado? Por que é tão essencial, e como uma empresa pode garantir que tenha capital de giro suficiente para sustentar e crescer? 

Neste artigo, vamos responder a todas essas perguntas cruciais e muito mais. 

Confira aqui nossa planilha de fluxo de caixa para baixar

Afinal, o que é capital de giro? 

O capital de giro é o dinheiro disponível para as necessidades operacionais diárias de uma empresa. É a diferença entre os ativos circulantes, como caixa e contas a receber, e os passivos circulantes, como contas a pagar.

Ele representa a vida financeira de curto prazo de uma empresa, garantindo que haja fundos suficientes para pagar as dívidas enquanto ainda financia as operações diárias.

Em termos práticos, o capital de giro é usado para comprar estoque, matérias-primas, pagar fornecedores e funcionários e cobrir outras despesas operacionais. Essa liquidez imediata suporta o ciclo contínuo de produção e vendas.

Por que as empresas precisam de capital de giro?

O capital de giro é o oxigênio financeiro de uma empresa. É o que mantém as operações em andamento e permite que as metas de negócios sejam alcançadas. Vamos explorar os motivos pelos quais ele é tão crucial:

1. Liquidez e solvência

  • Liquidez: O capital de giro ajuda a garantir que uma empresa tenha fundos suficientes para suas operações diárias, mantendo assim a liquidez e permitindo que as obrigações de curto prazo sejam atendidas.

  • Solvência: Além das necessidades diárias, o capital de giro ajuda a demonstrar que uma empresa é capaz de cumprir suas obrigações de longo prazo, refletindo a solidez financeira.

2. Flexibilidade e crescimento

  • Flexibilidade: Ele permite que a empresa reaja rapidamente a mudanças no mercado, aproveite oportunidades e ajuste-se a desafios inesperados.

  • Crescimento: Com capital de giro disponível, uma empresa pode investir em novos mercados, expandir linhas de produtos ou aumentar a capacidade de produção.

3. Gestão de riscos e sobrevivência

  • Gestão de riscos: O capital de giro atua como um amortecedor contra riscos financeiros, fornecendo uma margem de segurança para situações imprevistas.

  • Sobrevivência: Em tempos economicamente desafiadores, uma reserva de capital de giro pode ser a diferença entre a continuidade das operações e o fechamento das portas.

4. Relações com fornecedores e clientes

  • Fornecedores: O pagamento pontual aos fornecedores, possibilitado pelo capital de giro adequado, constrói relações fortes e crédito confiável.

  • Clientes: Ter produtos disponíveis e prontos para entrega reflete o compromisso com os clientes e contribui para a satisfação e fidelidade.

O capital de giro não é apenas um componente das finanças de uma empresa; é um indicador vital e um facilitador de sucesso, crescimento e estabilidade. O gerenciamento eficaz do capital de giro deve ser uma prioridade para todos os donos de empresa.

Quais são os tipos de capital de giro de uma empresa?

Existem principalmente dois tipos de capital de giro:

  1. Capital de Giro Permanente

É a quantidade mínima de capital necessária para manter as operações em andamento. É constante e não varia com as flutuações sazonais.

  1. Capital de Giro Temporário

Este é o capital adicional necessário para atender a demandas sazonais ou específicas. A gestão equilibrada entre esses dois tipos é crucial para a saúde financeira da empresa.

Como calcular o capital de giro?

O cálculo do capital de giro é uma tarefa vital para qualquer empresa. É calculado como a diferença entre os ativos circulantes e os passivos circulantes. Para compreendê-lo melhor, exploraremos cada componente:

Ativos Circulantes

Ativos circulantes são os recursos de curto prazo disponíveis para uma empresa. Eles incluem:

  • Dinheiro em caixa: Fundos imediatamente disponíveis.
  • Contas a receber: Pagamentos devidos por clientes.
  • Inventário: Produtos em estoque prontos para venda.

Passivos Circulantes

Passivos circulantes são as obrigações de curto prazo da empresa, como:

  • Contas a pagar: Valores devidos a fornecedores.
  • Empréstimos de curto prazo: Dívidas com vencimento em um ano ou menos.
  • Outras obrigações de curto prazo: Impostos, por exemplo.

Fórmula para calcular capital de giro

A fórmula para calcular o capital de giro é:

Capital de Giro = Ativos Circulantes − Passivos Circulantes

Uma empresa saudável normalmente terá mais ativos circulantes do que passivos circulantes, resultando em capital de giro positivo.

É importante lembrar que não existe um valor ideal para capital de giro. O valor varia conforme o tamanho da empresa e estratégia do negócio – então é importante que essa decisão seja pensada de acordo com seus objetivos como empreendedor.

Como conseguir capital de giro?

A gestão adequada e a obtenção de capital de giro envolvem várias estratégias e requerem uma compreensão profunda da operação da empresa. Algumas abordagens incluem:

  • Monitorar Contas a Receber e Pagar: Colete pagamentos rapidamente e negocie prazos favoráveis com fornecedores.

  • Vendas e Promoções: Incentive as vendas por meio de promoções e descontos temporários.

  • Empréstimos e Linhas de Crédito: Explore opções financeiras externas com termos favoráveis, como o Empréstimo Inteligente com crédito ágil e sem burocracia da InfinitePay. Veja abaixo como ele funciona e como você pode contratá-lo em alguns cliques.

O que fazer quando a empresa não tem capital de giro?

A gestão inadequada do capital de giro pode ter sérias consequências para uma empresa, como dificuldade de pagar fornecedores e funcionários, perda de oportunidades de crescimento e incapacidade de cumprir obrigações que podem acabar prejudicando a reputação da empresa.

Em resumo, a falta de capital de giro é sempre um sinal de alerta. Algumas medidas corretivas incluem:

  • Cortar despesas desnecessárias
  • Renegociar dívidas
  • Aumentar os esforços de vendas
  • Considerar ajuda externa, como empréstimos.

Vale a pena pegar empréstimo para conseguir capital de giro?

Pegar empréstimo para conseguir capital de giro pode ser uma solução viável, mas requer cautela. É importante analisar as taxas de juros, as condições de pagamento e o impacto no fluxo de caixa. 

Se você for MEI, temos um artigo completo no blog ensinando como conseguir e quais são as opções de empréstimo para MEI disponíveis.

Uma solução que muitos empreendedores usam quando precisam de crédito ágil é o Empréstimo Inteligente e sem burocracia da InfinitePay.

Você contrata em poucos cliques e o dinheiro cai na sua conta em menos de 30 segundos. O pagamento é facilitado: você pode pagar com parte das suas vendas, pelo mesmo aplicativo.

Se você precisa de uma injeção de caixa no seu negócio, considere essa opção. O capital de giro assegura uma base sólida para que seu negócio cresça de forma estável, mesmo com turbulências econômicas que acontecem a todo momento.

Clique aqui para saber mais sobre o empréstimo inteligente da InfinitePay!

fique ligado

Assine nossa newsletter com conteúdo exclusivo.