No texto anterior, trouxemos a pergunta: a Black Friday é para você? Se a sua resposta após analisar todas as variáveis foi um “sim”, é a hora de dar o próximo passo. A primeira boa notícia para você que é dono de uma loja física é que uma pesquisa realizada pela Google em parceria com a consultoria Provokers mostrou que a intenção de compras exclusivamente pela internet caiu 52% no ano passado para 38% em 2019. A maioria (62%) disse que pretende aproveitar as promoções tanto na internet quanto nas lojas físicas, ou exclusivamente nos varejo de ruas e shoppings.

Com a Black Friday chegando, os consumidores começam a se preparar para as melhores ofertas. Mas e você? Já sabe por onde começar?

Numa época em que muitas empresas prometem oportunidades vantajosas para os seus clientes, você precisa saber se diferenciar. Para ajudá-lo a preparar o seu negócio para um dos dias mais importantes para o varejo nacional, a InfinitePay preparou um checklist que vai te ajudar a melhorar suas chances de ter sucesso nesta data. Então se prepara, porque esses pontos vão garantir que o seu negócio não fique de fora e aproveite todas as oportunidades que a Black Friday pode trazer.

Saiba como se preparar para a BlackFriday respondendo aos seguintes pontos:

1. Você está pronto para investir?

Muitos empreendedores se perguntam se nessa época é preciso investir mais no negócio. Bom, as vezes para fazer dinheiro é preciso gastar um pouco. Faça uma avaliação da sua estrutura atual e veja se ela está pronta para a chegada de novos clientes. Se essa não é sua primeira Black Friday, avalie como a estrutura de sua operação se comportou no mesmo evento no ano passado. Ela teve instabilidades? Isso resultou em vendas perdidas? Talvez seja o caso de contratar temporários e reforçar o estoque.

2. Quais são os seus TOP produtos?

Escolher o que estará em promoção também é um critério importante a se pensar. Será que a época do ano é favorável para vender aquele item com pouco giro no estoque? Ou seria melhor reforçar as vendas de um produto com mais aceitação? Vale a pena fazer esse diagnóstico.

3. Você precificou os custos das vendas?

Identificado o produto é hora de definir o preço e qual o desconto será dado em cima dele. Você também precisa sentar à mesa com seus fornecedores e negociar as melhores condições para garantir que sua margem de lucro não seja afetada pelos descontos concedidos. Saber quanto custa operar na Black Friday é decisivo para não colocar em risco a saúde financeira da sua empresa.

4. Você definiu uma política clara de descontos?

Também é importante adotar uma política de descontos transparente para cada categoria de produtos que não deixe dúvidas para o consumidor. Artifícios como aumentar o preço de um produto pouco antes da Black Friday para no dia retornar com o valor normal já se tornaram facilmente detectáveis. Podem trazer um prejuízo incontornável à imagem dos estabelecimento.

5. Você oferece várias opções de pagamento?

É bom lembrar: quanto mais opções de pagamento você oferecer, mais chances de levar o consumidor à compra. Então, por que não testar a diversificação dessa oferta na Black Friday, caso os formatos de pagamento aceitos pela sua empresa ainda sejam restritos? A InfinitePay pode te ajudar nisto. Se você não possui a nossa maquininha, a Black Friday é uma oportunidade para fazer esse investimento, inclusive porque ela possui taxas até 80% menores do que as oferecidas no mercado.

No final, ainda que a sua empresa esteja bem preparada, aproveitar a Black Friday para vender mais depende de boas práticas. E, muitas vezes, há pequenos detalhes que fazem toda a diferença para garantir melhores resultados.

Boa sorte nas vendas!