É bem possível que você já tenha ouvido falar de NFTs nos noticiários ou nas redes sociais de diversos artistas e celebridades. Mas, essa é uma tecnologia que já existe há alguns anos e que apenas recentemente vem ganhando espaço à medida que grandes empresas passam a explorar a web3, aquela que funciona em blockchain e que oferece possibilidades infinitas em seu metaverso.


Mas, afinal, o que são NFTs? 


Um NFT (Non-Fungible Token, ou token não fungível) é um ativo digital exclusivo que não pode ser copiado nem substituído, sendo registrado em alguma blockchain, como Ethereum, Solana e Tezos, para fornecer uma prova de autenticidade e propriedade de quem o negociou. Assim, um NFT estará sempre vinculado a algum item colecionável que é único, com suas próprias características e seu próprio valor, que só uma pessoa tem.


Geralmente os NFTs representam itens como arte digital, música, imagens de perfis para redes sociais, skins para games, vídeos etc, que são comprados e vendidos com criptomoedas em marketplaces específicos, como o Open Sea. Para que você perceba a dimensão desta nova tecnologia, uma das obras do artista digital Beeple, oferecida na casa de leilões britânica Christies, é um dos NFTs mais caros já vendidos até hoje, por 69 milhões de dólares! Além disso, uma coleção como Bored Ape Yacht Club, os famosos "NFTs dos macacos", que tem entre seus colecionadores Neymar, Justin Bieber e Madonna, contribuiu muito para colocar essa nova tecnologia no mapa. Desde então, Adidas, Nike, Disney, Gucci, McDonald’s e muitas outras empresas entraram no mundo dos NFTs.




















Imagem: Bored Ape Yacht Club

Assim, os NFTs criam uma forma de escassez entre ativos digitais que seriam infinitamente disponíveis, já que há um certificado de autenticidade para provar que determinado item é o original e pertence a alguém. Em outras palavras, é bem simples: você pode até salvar a arte, a música, ou o vídeo de um NFT em seu computador, mas se não tiver um certificado digital para provar que a arte foi comprada, então não é um NFT e não lhe pertence. Isto é, você pode até salvar a imagem de um dos macacos do Bored Ape, mas apenas aquela que está à venda num marketplace, pelo colecionador ou pelo artista e registrada em blockchain, é a original e a que tem valor de verdade.


Mas, os NFTs também podem ajudar a identificar você no mundo digital, dando acesso a benefícios exclusivos, dentro das suas comunidades. Que saber mais? Então conheça o InfiniteRewards, o programa de recompensas da InfinitePay que dá cashback em BRLC pelos seus NFTs!


Aproveite também para acompanhar as nossas redes sociais e ficar sempre por dentro das últimas novidades! 🚀